Política & Poder

Lira e Pacheco dizem a empresários que reforma administrativa pode ser aprovada em quatro meses no Congresso

Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) participaram de reunião na Fiesp nesta segunda (1)

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, o presidente Jair Bolsonaro, e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, durante declaração após entrega da medida provisória que trata da privatização da Eletrobrás.

Camila Mattoso
São Paulo, SP

Os presidentes da Câmara e do Senado disseram a empresários que a reforma administrativa, que reestrutura carreiras e salário de servidores públicos, pode ser aprovada nas duas Casas em três ou quatro meses.


Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) participaram de reunião na Fiesp nesta segunda (1).


Abílio Diniz (Península) afirmou que o Brasil está muito atrasado, fazendo referência a questões legislativas. Em meio a elogios a Pacheco, disse que vai mandar considerações ao Congresso.


Rubens Menin (MRV) questionou se seria possível aprovar a reforma administrativa ainda no primeiro semestre.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O presidente do Senado respondou que a proposta deve ter tramitação abreviada nas duas Casas, mas que haverá bastante debate.


O Painel S.A., da Folha de S.Paulo, mostrou nesta terça (2) que os empresários saíram confiantes sobre as reformas.

As informações são da Folhapress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar