Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Leite defende chegar à COP com consenso multilateral sobre financiamento da mudança climática

Leite afirmou que o Brasil tem capacidade de liderar – sem considerar, porém, as críticas internacionais ao País por sua política ambiental

Foto: Flickr/Ministério do Meio Ambiente

Às vésperas da COP-26, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Pereira Leite, defendeu nesta segunda-feira, 25, que o Brasil chegue ao encontro com um “consenso” multilateral em assuntos como financiamento da mudança climática e mercado de carbono.

Em entrevista coletiva a jornalistas no Palácio do Planalto após o lançamento do Programa Nacional de Crescimento Verde (PNCV), Leite afirmou que o Brasil tem a capacidade de liderar a formação de tal consenso – sem considerar, porém, as críticas internacionais ao País por sua política ambiental. “O Brasil tem feito seu papel, que países como EUA, União Europeia (sic) e Reino Unido não conseguem fazer, porque a gente é amigo e consegue conversar com todo mundo”, declarou.

A COP-26 acontece em Glasgow, Escócia, entre os dias 31 de outubro e 12 de novembro. Hoje, o governo lançou o PNCV também como forma de atenuar as críticas internacionais no combate às queimadas e ao desmatamento na Amazônia. “O lançamento é para deixar claro como o Brasil tem R$ 400 bi na direção verde”, afirmou o ministro. “O desafio do Brasil é ajudar nessa nova economia verde global”, acrescentou.

Leite também ressaltou que deve formalizar, na cúpula ambiental, a antecipação da meta de neutralidade do carbono do Brasil de 2060 para 2050.

Estadão Conteúdo








Você pode gostar