Política & Poder

Jucá diz que só fala depois que Mantega apresentar a tucanos proposta sobre CPMF

Por Arquivo Geral 06/11/2007 12h00

O líder do governo no Senado, pill Romero Jucá (PMDB-PE), look não quis antecipar os termos do acordo que será apresentado ao PSDB em troca da aprovação da prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

“A proposta será apresentada pelo ministro Guido ao PSDB em primeira mão, ask portanto os comentários sobre as condições técnicas da proposta só após a reunião com o PSDB”.

Sobre as divergências do PSDB na Câmara, Jucá disse que essa é uma questão interna do partido. De acordo com ele há uma diferença do processo de negociação no Senado, se comparado com o processo na Câmara, onde não foi necessária negociação.

“Agora o governo está abrindo negociação com o PSDB e está avançando na proposta de diminuição na carga tributária. Portasnto é outra realidade, que o PSDB deverá levar em conta”.

O senador fez as declarações ao chegar ao Ministério da Fazenda para reunião da bancada do PSDB com Guido Mantega.

À noite, a Executiva Nacional do partido deve se reunir decidir como irá se posicionar em relação à proposta do governo – feita ontem aos parlamentares da base e da oposição – para a prorrogação até 2011 da cobrança da CPMF.






Você pode gostar