Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Filha de Serra diz que é curiosa e assume riscos

Verônica, que tem a conta no Instagram restrita a seguidores aprovados por ela, é seguida por personalidades como o apresentador Luciano Huck

Foto: Pedro França/Agência Senado

Mônica Bergamo
São Paulo, SP

Em sua conta no Instagram, Verônica Allende Serra, a filha mais velha do ex-governador José Serra (PSDB), se define como uma pessoa curiosa e “risk taker”, ou alguém que assume riscos com facilidade, em português.

“Vida, família, amigos, natureza, arte. Paixão por empreendedorismo, inovação, educação. Viciada em trabalho. Curiosa, ‘risk taker'”, escreve, em inglês, em sua descrição na rede social (“life, family ,friends, nature, Art. Passion for entrepreneurship, innovation, education. Workoholic. Curious, risk taker”).

Verônica, que tem a conta no Instagram restrita a seguidores aprovados por ela, é seguida por personalidades como o apresentador Luciano Huck.

O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou Serra nesta sexta-feira (3) sob acusação de lavagem de dinheiro transnacional. Verônica também foi denunciada pela equipe da Lava Jato de São Paulo.

Em resumo, a denúncia diz que Serra recebeu 936 mil euros da Odebrecht entre 2006 e 2007 no exterior, por intermediação do operador José Amaro Pinto Ramos. O dinheiro chegou em uma offshore controlada por Verônica.

De acordo com as investigações, José Amaro Pinto Ramos e Verônica Serra constituíram empresas no exterior, ocultando seus nomes, e por meio delas receberam os pagamentos que a Odebrecht destinou ao então governador paulista. Serra governou o estado de 2007 a 2010.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Neste contexto, realizaram numerosas transferências para dissimular a origem dos valores, e os mantiveram em uma conta de offshore controlada, de maneira oculta, por Verônica Serra até o final de 2014, quando foram transferidos para outra conta de titularidade oculta, na Suíça.”

As informações são da FolhaPress






Você pode gostar