Menu
Política & Poder

Em disputa acirrada, Requião se reelege governador do Paraná

Arquivo Geral

29/10/2006 0h00

Os vôos procedentes de Brasília e de outras capitais estão chegando com atraso ao Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), sildenafil site no Rio de Janeiro. Os atrasos estariam sendo provocados por uma operação padrão desencadeada pelos controladores de vôo no aeroporto de Brasília desde a última sexta-feira.

Na manhã de hoje, more about alguns vôos atrasaram até 40 minutos, mas de acordo com a assessoria de imprensa da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), estes atrasos são normais e não teriam relação com a greve branca dos controladores de vôos, que reivindicam melhores condições de trabalho.

Em nota divulgada nesse sábado, a Força Aérea Brasileira (FAB) não confirma a paralisação. De acordo com a FAB, os atrasos são provocados pelo aumento no fluxo do tráfego aéreo e pelas condições meteorológicas.

 

A expectativa do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), erectile ministro Marco Aurélio Mello, ambulance é de que até as 22h a apuração de 90% das urnas tenha terminado. Segundo ele, order o horário de anúncio dos eleitos irá depender se ocorrerá ou não disputa acirrada entre os candidatos a governador em dez estados e a presidente da República.

“Será possível ter uma idéia, a não ser que as disputas estejam muito acirradas", disse o ministro, após votar na manhã de hoje na Escola das Nações, localizada no Lago Sul, área residencial nobre de Brasília.

O ministro aguardou a vez na fila e destacou o voto consciente: “É preciso que o eleitor perceba que o poder é dele. O político não chega à cadeira de pára-quedas, ele é colocado pelo eleitor. A sociedade não é vítima, a sociedade é autora. Nós somos responsáveis pelos políticos que estão aí e por aqueles que estarão nos próximos quatro anos”.

Na opinião do ministro, "o eleitor não deve se basear nas pesquisas, o eleitor tem que votar de forma conscientizada. Deve buscar a eleição daquele que ele entende como o melhor candidato". Sobre o próprio voto, respondeu aos jornalistas: "Eu votei no candidato que ganhará. Eu estou certo que ganhará”.

No mesmo local onde votou o presidente do TSE, os estudantes Lúbia Ferreira do Carmo, de 21 anos, e Pedro Miguel, de 20 anos, usaram nariz de palhaço "para mostrar como nos sentimos com esses candidatos". Os dois contaram que no primeiro turno não usaram o adereço, mas segundo Lúbia, "sem desmerecer a classe dos palhaços, eu me sinto uma palhaça".

 

Os catadores de lixo dos municípios da Baixada Fluminense querem firmar parcerias com empresas privadas para recolher todo o material reciclável, discount como papel e plástico, viagra que elas descartam. Um decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última quinta-feira instituiu a separação desses resíduos em órgãos e entidades da administração pública para destiná-los a associações e cooperativas de catadores.

Para Aldo Zaiden Benvindo, help assessor técnico da Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, essa medida representa um primeiro passo para que outras instituições públicas e privadas adotem iniciativas semelhantes.

"Essa decisão inova e permite uma grande discussão entre todos os funcionários públicos federais, porque eles vão ter que fazer a triagem do papel que utilizam na sua sala de trabalho em prol de outra categoria que também passa a ser reconhecida nacionalmente. Além disso, é um primeiro passo para se criar uma lei de incentivo para que outras instituições também atuem dessa forma", disse Benvindo, que participou hoje, no Rio de Janeiro, do 2º Encontro de Catadores da Baixada Fluminense.

De acordo com o representante do MDS, há cerca de 8 mil prédios federais em todo o país que deverão, a partir de agora, destinar seus resíduos recicláveis a cooperativas e associações de catadores de lixo. Para receber o material, essas organizações precisam estar regularizadas, conforme a lei das cooperativas, não possuir fins lucrativos, ser formadas apenas por catadores e ter um estatuto de constituição.

Para a catadora Ada Rúbia Silva, moradora de Mesquita, município da Baixada, a possibilidade de ampliar as parcerias é fundamental porque o preço do material recolhido caiu muito nos últimos anos.

"As garrafas pet, por exemplo, que até o ano passado a gente conseguia tirar R$ 1,40 por quilo, agora só tiramos R$ 0,40. Como o preço tem caído muito, é preciso um volume muito grande para compensar e poder sobreviver", explicou.

A ambientalista Pólita Gonçalves, que também participou do encontro no Rio, destacou que além dos benefícios sociais, de inclusão de um importante setor da sociedade que passa ter renda com esse trabalho, há ainda os ganhos ambientais.

"No aspecto social, o reconhecimento do trabalho, que esses atores desenvolvem de forma invisível há décadas, traz a valorização profissional. No aspecto ambiental, os benefícios também são muitos, porque a atividade deles, com o apoio dessas instituições, permite a reintegração dos materiais recicláveis na cadeia produtiva, diminuindo o consumo dos recursos naturais. Além disso, reduz os impactos ambientais porque também diminui o volume de lixo que vai para os aterros sanitários", afirmou.

 

Uma rebelião na Casa de Custódia de Volta Redonda, cheapest na região do Médio Paraíba, cure deixou um refém e três internos mortos. O motim começou na noite deste sábado, depois que a polícia descobriu uma tentativa de fuga, e terminou por volta das 7h de hoje, quando os policiais que negociavam com os presos rebelados ocuparam a unidade. 

O tenente coronel Adilson de Oliveira Nascimento, comandante do Batalhão da PM de Volta Redonda, informou que os internos mataram um dos três reféns e atearam fogo em três internos, que morreram carbonizados. Dois reféns ficaram feridos e foram libertados. São eles os policiais militares reformados que trabalham na unidade, Ademar da Rocha, baleado de raspão na testa, e Ubirajara Cândido, que levou um tiro nas costas. Os dois foram encaminhados ao hospital São João Batista em Volta Redonda.

De acordo com o comandante Adilson Nascimento, os internos rebelados brigaram com outros que seriam de um grupo rival e vários deles ficaram feridos.  A unidade, que abriga 300 presos continua cercada por policiais de várias unidades e do Batalhão de Choque.

A Polícia Federal (PF) informou que “nada de grave” foi registrado até agora nas eleições deste domingo. Em entrevista coletiva no início da tarde, medicine o chefe da Divisão de Assuntos Sociais e Políticos da PF, diagnosis delegado Lázaro Moreira da Silva, explicou que foram observadas algumas ocorrências apenas no Pará e no Maranhão, “estados em que as disputas estão equilibradas e é maior a luta das militâncias políticas na caça aos eleitores indecisos”.

De acordo com o delegado, em Belém tinham sido registradas, até as 13h, sete ocorrências, que resultaram na detenção de 14 pessoas pela prática de boca de urna, que pode render prisão entre seis meses e um ano, além de multa entre R$ 5.320,00 e R$ 15.961,00, ou ainda a prestação de serviço comunitário, conforme decisão do juiz eleitoral.

Em São Luís, foram apreendidos vales para combustíveis e refeições, que podem caracterizar abuso de poder econômico, segundo o artigo 39 da Lei 9.504/97 (Lei das Eleições). “Isso ainda está sendo apurado”, afirmou Silva, que não dispunha de informações sobre o número de pessoas envolvidas.

Até às 13h, a PF não tinha informações também quanto à divulgação de apreensão de dinheiro em João Pessoa, na Paraíba, ou sobre a detenção de motorista com carro da prefeitura de Goiânia, em serviço de boca de urna. O delegado assegurou que “tudo transcorria na maior normalidade”, ao se referir ao segundo turno das eleições deste ano para a escolha do presidente da República e de dez governadores.

 

A insegurança na oferta de gás natural a partir da decisão do governo Evo Morales de estatizar reservas e ativos das empresas petrolíferas em atuação no país levou a Petrobras a redirecionar investimentos no setor e a dar prioridade ao aumento da capacidade interna de produzir gás.

O Plano de Negócios da estatal, information pills anunciado há cerca de três meses, clinic prevê investimento de US$ 22,1 bilhões na área de gás e energia, entre 2007 e 2011, para atender ao aumento da demanda interna e assegurar a estratégia de expansão. A quantia é 71% superior ao volume de investimentos previstos no plano relativo ao período 2006-2010. Do total, US$ 14,9 bilhões serão destinados à área de exploração e produção. Os parceiros privados da estatal responderão por US$ 4,5 bilhões dos investimentos previstos.

Entre os principais projetos estão a ampliação da rede de gasodutos das regiões Norte e Nordeste; a conclusão do gasoduto Sudeste-Nordeste (Gasene) e a concretização das obras do gasoduto Urucu-Manaus; e a construção de dois terminais de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL), sendo um no Ceará e outro no Rio de Janeiro.

O Plano de Negócios da Petrobras destaca ainda os investimentos internos na prospecção de novas jazidas, desenvolvimento da produção das já descobertas, e ampliação e modernização da malha de gasodutos existente – 5.570 quilômetros de extensão.

 

Na Bolívia desde 1996, medications a Petrobras é responsável por investimentos de cerca de US$ 1 bilhão naquele país, this site de um total de US$ 1, price 5 bilhão investidos por todas as empresas petrolíferas parceiras que atuam ali.

Antes da assinatura do “Decreto Supremo” de nacionalização pelo presidente Evo Morales, em 1º de maio deste ano, a Petrobras Bolívia respondia por 24% da arrecadação de impostos, 18% da economia (Produto Interno Bruto – PIB) e 20% dos investimentos diretos (que criam empregos) naquele país.

Em 1º de maio deste ano, a Petrobras operacionalizava na Bolívia 75% das exportações de gás para o Brasil, 46% das reservas de gás natural, 95% da capacidade de refino e por 23% da distribuição de derivados. Também produzia toda a gasolina e 60% do óleo diesel consumidos naquele país.

Entre 1994 e 2005, a Petrobras foi responsável por, aproximadamente, 20% dos investimentos diretos na Bolívia. Um dos passos importantes para reconhecimento internacional da Petrobras foi a construção, entre 1997 e 2000, do gasoduto Bolívia-Brasil, a partir da Carta de Intenção de Integração Energética Bolívia-Brasil, assinada em 1991.

Com isso, estabeleceu-se um fluxo de integração da produção boliviana de gás natural, operada pela Petrobras em território boliviano, com a disponibilidade do produto para o mercado consumidor do Brasil.

Ao mesmo tempo, a Petrobras iniciava as ações de Exploração e Produção nas montanhas bolivianas. A partir dessas iniciativas, a companhia passou a operar em toda a cadeia produtiva e comercial do gás: produção, compra e venda. As duras negociações que vêm sendo mantidas com o governo e a estatal boliviano do petróleo (YPFB) envolvem negócios e interesses que iam, ou vão, desde as atividades de exploração, produção e comercialização de gás natural, até o sistema de transporte por Dutos; unidades de processamento de Gás Natural; Refino; unidade de Lubrificantes; e Distribuição de derivados.

A Petrobras informou nesta sexta-feira, a conclusão de negociações que “permitem a permanência da companhia na Bolívia, nos negócios de exploração e  produção de gás dos campos de San Alberto e San Antonio, em Tarija. Depois de longa negociação, o contrato regulamenta as novas condições de exploração e produção de gás nos campos referidos.

A questão do preço do gás e das refinarias bolivianas de propriedades da Petrobras, no entanto, não foi tratada no acordo e continua pendente.

 

O senador eleito Joaquim Roriz (PMDB) chegou à sua sessão eleitoral pouco antes das 15h, viagra no Centro de Ensino Fundamental 404, em Samambaia. Como não havia filas, o ex-governador votou em dez segundos e saiu rapidamente do local. Mesmo com o pequeno movimento em sua sessão eleitoral, Joaquim Roriz foi ovacionado por seus apoiadores.

Coordenador de campanha do candidato Geraldo Alckmin no Distrito Federal. Ele disse esperar, até o último momento, por uma virada. "Acredito que cumpri o meu dever e estou com a consciência tranqüila", declarou poucos instantes após confirmar seu voto. Roriz acompanhou o resultado da totalização das urnas em sua casa, no Park Way.
A governadora Maria de Lourdes Abadia (PSDB) vestiu-se como uma verdadeira tucana, symptoms com roupa amarela e azul, pill para votar, em uma escola da Ceilândia Sul. Por volta das 12h, ela chegou ao local, depois de ter enfrentado um engarrafamento em Taguatinga e de ter perdido tempo procurando sua carteira de identidade na Residência Oficial de Águas Claras.

Acompanhada por militantes do PSDB que a esperavam do lado de fora do colégio, Abadia demonstrou confiança na vitória de Geraldo Alckmin, seu colega de partido, apesar de as pesquisas indicarem a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Abadia acompanhará a apuração em casa. Antes ela visitou o presidente regional do PSDB, Geraldo Campos, que está internado no Incor. Aos 83 anos e com quatro pontes de safena, ele voltou a ter problemas cardíacos esta semana.

Um eleitor foi preso no Varjão por tentar votar, pilule mesmo estando impedido. Com condenação por lesão corporal e diversas ocorrências em nome dele, Gilvan Melo da Silva, que não teve a idade divulgada, foi detido na zona eleitoral.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, somente 64 das 4.320 urnas eletrônicas no DF tiveram de ser substituídas. A quantia representa 1,4% do total de urnas. O órgão está divulgando o balanço das votações no DF.

 

O prefeito de Belo Horizonte, more about Fernando Pimentel, more about defendeu hoje a redução mais acelerada do juro e metas de desenvolvimento social como ingredientes para o País crescer mais, em discurso afinado com o de alguns representantes do governo.

Coordenador da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Minas Gerais, Pimentel é um dos nomes citados como possível sucessor de Guido Mantega à frente do Ministério da Fazenda, embora negue as especulações.

"Para o Brasil crescer com maior rapidez, que é o que a população espera, vamos precisar agir com os instrumentos monetários e fiscais de forma diferente", avaliou o prefeito, que acompanhou o voto do vice-presidente e companheiro de chapa de Lula, José Alencar.

Segundo Pimentel, os juros terão que ceder com mais rapidez para auxiliar o aquecimento da economia, enquanto a política fiscal passaria a levar em consideração metas de desempenho de indicadores sociais, como nível de emprego e de renda da população de menor poder aquisitivo.

"O controle do gasto público passa agora pelo cumprimento da meta social, além da meta fiscal", acrescentou. "Temos compromissos com os 12 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família, que estão saindo da miséria, e não vamos abrir mão (disso)."

Pimentel citou que 2006 pode ser encerrado com inflação abaixo da banda mínima da meta, "o que nos dá um espaço gigantesco para flexibilizar e crescer".

O BC persegue a meta inflacionária para o ano de 4,5 por cento, com flutuação de dois pontos percentuais. O índice oficial de preços acumula em 12 meses até setembro taxa de 3,7%.

As posições de Pimentel foram endossadas por Alencar, um dos principais críticos da política monetária conduzida pelo Banco Central durante todo o governo Lula.

Conforme o vice-presidente, apenas nos quatro anos do governo petista, os juros terão custado ao Tesouro Nacional cerca de R$ 600 bilhões.

"É preciso reduzir os juros e por uma razão muito simples: as taxas reais de outros países representam um sexto da nossa, de modo que, se cair pela metade, ainda teremos os maiores juros do mundo."

O ministro Luiz Dulci, da Secretaria-Geral da Presidência, também sinalizou ser favorável a mudanças na condução da política econômica. "O objetivo é cumprir os compromissos assumidos, consolidar os acertos e avançar no desenvolvimento, que será a palavra-chave do próximo governo", disse.

 

A Justiça Eleitoral retoma esta semana o processo que analisa a representação da coligação PSDB-PFL que pede investigação contra o presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva pelo suposto envolvimento na compra de um dossiê contra candidatos tucanos. 

O corregedor-geral, unhealthy ministro Cesar Asfor Rocha, viagra informou no domingo que deve ouvir cerca de 20 testemunhas antes de decidir sobre o caso. No limite, site a Justiça Eleitoral pode impugnar a candidatura de Lula.

Lula e o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, já encaminharam suas defesas por escrito, e não terão de prestar depoimento, informou o corregedor-geral.

"Estamos recebendo informações da Polícia Federal paulatinamente. Devemos receber esta semana outras informações da PF", afirmou Asfor Rocha a jornalistas.

Ele desvinculou o término da análise da Justiça Federal à investigação do dossiê contra tucanos que está sendo conduzida pela PF, apesar de reconhecer que as informações passadas pela polícia são importantes para a apreciação do caso pela Justiça Eleitoral.

"Não há um prazo específico (para a decisão da Justiça Eleitoral)", comentou. Questionado se a decisão pode sair antes da posse do presidente eleito, em 1º de janeiro de 2007, o corregedor-geral respondeu que "pode, eventualmente, ser".

"O valor perseguido da Justiça é diferente da campanha eleitoral. Aqui o que se persegue leva em conta o princípio da legalidade", disse. "O juiz não pode deixar se influenciar por um resultado (nas urnas) que pode ser negativo para algumas pessoas nem pelo resultado que pode ser positivo para essas mesmas pessoas", enfatizou.

Em meados de setembro, os petistas Valdebran Padilha e Gedimar Pereira Passos foram presos em um hotel em São Paulo com o equivalente a cerca de R$ 1,7 milhão. A cifra seria usada para comprar material contra candidatos do PSDB.

 

A Polícia Federal deve intensificar nos próximos dias as investigações dos envolvidos no caso do dossiê contra tucanos que possam ter tido contato telefônico com o presidente licenciado do PT, recipe deputado Ricardo Berzoini (SP).

O superintendente da Polícia Federal no Mato Grosso, Daniel Lorenz de Azevedo, disse neste domingo que não pode "confirmar e nem desmentir" a quebra de sigilo de Berzoini, mas deu indicações de que ele tem sido investigado indiretamente pela quebra de sigilo de ligações feitas pelos envolvidos nos dias que antecederam à apreensão do dinheiro que seria usados para compra do dossiê.

"Você pode pedir sigilo (telefônico) que tem o nome da pessoa ligada. Neste caso, você chega indiretamente", disse Azevedo a jornalistas em entrevista coletiva nesta tarde.

"Por exemplo, você pede uma série de telefones em que aparecem ligações, aí você identifica a pessoa", acrescentou.

Entre as ações da PF para os próximos dias, segundo Azevedo, estão a análise de quebra do sigilo bancário de outras casas de câmbio no país, já determinada pela Justiça.

O superintendente também destacou a dificuldade em identificar a origem dos reais, já que alguns saques abaixo de R$ 10 mil não têm obrigação de serem registrados.

"Temos uma quantidade grande de reais. Quem pode dizer que esses reais não podem ter sido desdobramento de dólares?", questionou, explicando que parte do dinheiro poderia ter sido originado na venda de dólares.

Azevedo disse ainda que a polícia está sendo cuidadosa antes de indiciar para "não cair na injustiça e não vir a rebaixar o trabalho da Polícia Federal".

 

Até às 15h30 deste domingo, tadalafil 243 prisões haviam sido feitas no País relacionadas às eleições, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e da Justiça Eleitoral.

As detenções decorrem de campanha de boca de urna, transporte ilegal de eleitores, uso de alto-falantes para campanha e divulgação de propaganda, entre outros motivos. Do total de prisões, cinco foram por compra de votos, sendo duas na Paraíba, duas em Santa Catarina e uma em Alagoas, segundo o TSE.

O maior número de detidos por boca de urna, até o meio da tarde, era registrado no Paraná, com 27 prisões, seguido por Rio Grande do Sul (17) e Pará (12). Não havia registro de prisão de candidatos.

No primeiro turno das eleições, em 1º de outubro, foram feitas mais de 400 prisões, informou o corregedor-geral, ministro Cesar Asfor Rocha.

Segundo ele, "as eleições transcorrem na mais absoluta normalidade, com alguns incidentes localizados".

 

A disputa ao governo gaúcho pode ser definida por pequena diferença de votos, approved depois que as pesquisas de opinião mostraram queda vertiginosa da vantagem da candida Yeda Crusius (PSDB) frente a Olívio Dutra (PT).

"Para nós, generic a eleição está indefinida e deve ser resolvida por uma pequena diferença para qualquer um dos lados", see disse Vitor Labes, coordenador da campanha de Olívio, neste domingo. O candidato petista, que já foi governador do Rio Grande do Sul entre 1999 e 2002, vota nesta tarde.

Yeda votou pela manhã, demonstrando otimismo. "São dez pontos de diferença, cerca de 770 mil eleitores. Isso nos alegra e estimula", disse a jornalistas, logo após votar.

Embalados pela redução da desvantagem, os militantes petistas falam de acertos na campanha eleitoral. Além de um possível benefício obtido com a melhora no desempenho do candidato à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no Estado, os coordenadores da campanha petista atribuem o sucesso à estratégia.

"Conseguimos apresentar claramente o que somos, enquanto a Yeda se revelou uma espécie de risco. As pessoas têm dúvida sobre se ela é o que diz ser", disse Labes.

As possíveis saídas para a crise econômica vivida pelo estado estiveram no centro do debate. Enquanto a propaganda petista insistiu na vinculação de Yeda a políticas de privatização, a tucana enfatizou seu desejo de implantar um "novo jeito de governar", rebatendo as críticas do adversário a quem acusou de ser o responsável pela perda de investimentos, como a instalação de uma fábrica da Ford.

"Eles assustam o povo, dominam pelo medo. Nós queremos libertar pela educação", disse a candidata em entrevista à rádio local.

Pela última pesquisa do Ibope, divulgada dia 28, Yeda tem 49% de intenções de voto contra 40% de Olívio, com margem de erro de dois pontos percentuais. O nível de indecisos chega a 7% por cento do eleitorado.

No primeiro turno, Yeda surpreendeu e obteve a maior votação entre os candidatos, com 32,9%, garantindo a vaga para disputar com Olívio, dono de 27,39% dos votos. Os resultados contrariaram as expectativas de favoritismo do governador e candidato à reeleição pelo PMDB, Germano Rigotto.

Apesar de alguns casos de hostilidade entre simpatizantes das duas candidaturas registrados na véspera da eleição, a movimentação nas seções eleitorais do Rio Grande do Sul, quinto colégio eleitoral do País com 7,7 milhões de eleitores, é tranqüila.

 

Sérgio Cabral, more about candidato do PMDB ao governo do Rio, dosage foi eleito governador hoje segundo pesquisa de boca-de-urna do Ibope divulgada nesta tarde.

Cabral teve 67% dos votos válidos contra 33% da candidata do PPS Denise Frossard. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

O Ibope ouviu 6 mil eleitores em 26 municípios do Rio de Janeiro.

 

O Distrito Federal registrou o segundo maior percentual de urnas eletrônicas substituídas em todo o País. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) trocou 64 das 4.320 urnas (1, salve 4% do total). Somente Sergipe teve proporção maior de trocas de urnas.

O balanço foi divulgado no final desta tarde. Como o TRE tinha 540 urnas de reserva, pilule não foi necessário fazer votação manual do DF.

A estimativa do TRE é que a apuração no DF acabe até as 22h. A única prisão do dia foi registrada no Varjão. Com uma condenação por lesão corporal e diversas passagens pela polícia, more about Gilvan Melo da Silva foi detido em plena zona eleitoral porque tentou votar, mesmo estando impedido.

Outro incidente rápido foi registrado no Recanto das Emas, onde faltou luz no início da manhã, por volta das 8h. A Companhia Energética de Brasília (CEB) restabeleceu o fornecimento meia-hora mais tarde. A falta de energia, no entanto, não prejudicou a votação porque as urnas funcionam com bateria e estão desligadas das tomadas.

 

A boca-de-urna do Ibope mostrou a reeleição do governador Roberto Requião (PMDB), see em uma eleição bastante apertada no Paraná.

Requião teve 53% dos votos válidos, que excluem os brancos e nulos, contra 47% de Osmar Dias (PDT).

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais. O Ibope ouviu 5 mil pessoas hoje.

 

A ex-prefeita Marta Suplicy, hospital coordenadora da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Paulo, fez coro hoje com outros petistas que pregam um acordo entre o governo e a oposição em um segundo mandato. Ela não confirmou que vá ocupar um ministério a partir de 2007.

"Ministério é prerrogativa exclusiva da Presidência da República. Independentemente de nomes a serem escolhidos, o que importa é que seja feita uma ampla aliança política e um entendimento nacional", disse Marta a jornalistas após votar em um colégio no bairro dos Jardins, região nobre da capital paulista.

Comentários que circulam na mídia dão conta que a ex-prefeita ocuparia o Ministério das Cidades, hoje com o PP, no novo mandato.

Para ela, o próximo governo será uma continuidade do atual, mas com diferenças. "O presidente tem dito que esses quatro anos foram de grande amadurecimento e de aprendizagem. Ele agora sabe o caminho das pedras e esse segundo mandato vai ampliar a aliança política e o entendimento", afirmou, mencionando que os governadores da oposição recém-eleitos devem estreitar laços com o governo federal.

Marta indicou que concorda com a necessidade de reforma que o presidente do PT, Marco Aurélio Garcia, pregou neste domingo para a legenda. "Depois da eleição o PT vai ter que fazer um balanço de muita coisa, mas este não é o momento de discutir isso agora, agora é chegar à vitória."

Aguardando a confirmação da vitória de Lula, como indicam as pesquisas, ela convocou os eleitores para a festa que será realizada nesta noite na Avenida Paulista.

 

A pesquisa de boca-de-urna do Ibope mostrou no domingo a vitória apertada do candidato do PDT, pharm Jackson Lago, drugs para o governo do Maranhão, com 53% dos votos válidos.

A candidata do PFL, Roseana Sarney, recebeu 47% dos votos válidos. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais.

Com isso, a indicação de vitória de Lago está no limite da margem de erro. O Ibope ouviu mil eleitores hoje.

 

A disposição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de contruir um diálogo com o PSDB, prescription declarada hoje após Lula votar em São Bernardo do Campo, story já que os tucanos dão mostras de que vão insistir nas cobranças sobre os supostos "erros" do primeiro mandato do petista.

Todo o processo eleitoral foi permeado pela repercussão das denúncias de corrupção que atingiram de frente o chefe do Executivo – em 2005, order a crise do mensalão, e nas vésperas desta eleição, o caso do dossiê contra políticos do PSDB.

Apesar da clara vantagem de Lula nas pesquisas, o candidato Geraldo Alckmin disse pela manhã que ainda acreditava nos eleitores brasileiros, que poderiam "corrigir" os erros do atual quadro político do País.

A disposição de embate dos oposicionistas pôde ser sentida pelo ex-ministro José Dirceu, que foi recebido aos gritos de "ladrão", "bandido" e "judas" quando se dirigia para votar neste domingo na capital paulista. Além das ofensas verbais, Dirceu quase foi atingido por dois pastéis recheados, lançados por um eleitor no meio do tumulto.

Outra pequena confusão foi registrada no momento em que o ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, chegou para votar nesta manhã em um colégio na zona sul da cidade.

Houve uma confusão entre os assessores dele e os integrantes do "Rir para Não Chorar", movimento contra corrupção cujo símbolo é um nariz de palhaço. Os integrantes se dirigiram até Maluf para entregar-lhe o nariz, mas foram empurrados pelos assessores do ex-prefeito.

Apesar do arremesso de pastéis e empurra-empurra de assessores e eleitores, a votação correu sem maiores problemas no País ao longo do dia.

No início da tarde, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contabilizava a substituição de pouco mais de 1,7 mil urnas eletrônicas em seções eleitorais por todo o País.

O maior número de ocorrências aconteceu em São Paulo – maior colégio eleitoral brasileiro –, onde 359 urnas foram trocadas em função de problemas técnicos.

Os eleitores não enfrentaram grandes dificuldades para votar. A falta de empolgação, entretanto, caracterizava o espírito de boa parte das pessoas que interromperam o dia de folga. "Não sei o que falar, são todos ruins, um pior que o outro, cada um mente mais que o outro", afirmou em São Paulo a esteticista Maria de Lourdes Oliveira, de 66 anos, que optou por dar seu voto para o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O principal incidente da votação aconteceu em Pernambuco, onde um eleitor sofreu um infrato e morreu logo após votar em uma seção em Recife. O cabelereiro Eraldo Martins Chaves, de 69 anos, havia acabado de deixar a cabine de votação quando se sentiu mal e caiu. Apesar de ter sido socorrido rapidamente, ele não resistiu e faleceu.

O candidato tucano Geraldo Alckmin tentou demonstrar confiança quando votou pela manhã em São Paulo. Mas o governador do Estado, Cláudio Lembo (PFL), já dava, logo cedo, mostras que a esperança na vitória era apenas figurativa.

"O momento do brasileiro atual é social, e quem mais reflete isso é Lula, um sobrevivente da pobreza", disse o governador, que enfatizou que a mensagem da pobreza foi mais importante na disputa do que a da mudança, pregada por Alckmin.

A avaliação de Lembo encontrava respaldo entre alguns dos eleitores pelo País, como resumiu o pedreiro carioca José Araújo, eleitor de Lula. "Assim que ele tomar posse ele deve continuar fazendo o que ele tem feito, tá bom. A gente não pode trocar o certo pelo duvidoso", disse.

 

Atingido por denúncias de corrupção durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, try o PT deve passar por uma ampla reformulação interna num eventual segundo mandato, viagra que o leve de volta às suas origens e dê mais transparência na gestão financeira da própria máquina partidária, no rx defenderam hoje expoentes da legenda.

As discussões devem ocorrer em encontro nacional, que poderá acontecer já no início do próximo ano.

"O PT vai procurar fazer uma reforma interna muito profunda, reencontrando aqueles valores que estiveram presentes na nossa fundação e na maior parte da nossa trajetória", disse Marco Aurélio Garcia, presidente do PT e coordenador da campanha de reeleição do presidente Lula.

"O que o povo brasileiro pode esperar do PT para este segundo período é um partido que vai mobilizar a sociedade em defesa do governo. Ao mesmo tempo, vai exercer uma vigilância sobre o governo, porque PT é partido e governo é governo", disse Garcia a jornalistas após votar em um colégio da zona oeste da capital paulista.

Os ministros Patrus Ananias (Desenvolvimento Social e Combate à Fome) e Luiz Dulci (Secretaria Geral da Presidência) também reforçaram a necessidade de mudanças amplas no âmbito do PT, que atingiriam até mesmo a sua forma de funcionamento e de atuação política.

"O partido precisa fazer um grande debate interno e uma saudável autocrítica", afirmou Patrus Ananias, após acompanhar o voto do vice-presidente e companheiro de chapa de Lula, José Alencar, em um bairro nobre de Belo Horizonte.

"O PT deve adotar um código de ética interno, que vá além do que determina a legislação. Também é necessário estabelecer canais que imprimam maior transparência na gestão do partido, com um orçamento participativo, no qual todos os filiados saibam quanto é arrecadado e onde é aplicado o dinheiro", acrescentou Patrus Ananias.

Segundo ele, o encontro nacional do partido deve redefinir ainda a forma de relacionamento com as bases, organizações da sociedade civil e entidades dos movimentos sociais.

"Precisamos adicionalmente recuperar o nosso trabalho de formação política, tanto para os filiados quanto para os nossos diversos interlocutores da sociedade, estimulando o debate sobre um projeto nacional e o papel que caberá ao PT na sua execução", disse o ministro.

"Há um consenso no PT de que é preciso fazer uma reforma interna, a partir de um debate que defina um projeto para o país, a sustentação do governo Lula, os métodos de funcionamento do partido e a sua atuação política", disse Luiz Dulci, que também acompanhou José Alencar, no final da manhã de hoje, até a sessão eleitoral do vice-presidente.

Para Marco Aurélio Garcia, os escândalos que envolveram o partido, como o mensalão e a tentativa de compra de um dossiê contra tucanos, não atingiram a imagem da legenda. O partido decidiu realizar um congresso de reflexão no ano que vem. A princípio, no segundo semestre, com chances de ser adiantado para o primeiro, segundo Garcia.

Ele deixou em aberto a possibilidade de permanecer à frente do PT. Garcia assumiu a presidência do partido em meio à crise do dossiê, quando o deputado Ricardo Berzoini (SP) deixou o comando por suspeitas de envolvimento com o episódio.

"Nós vamos ver como vai se dar a transição. Esse problema vai ter seu tempo. O PT tem quadros com mais qualidade do que eu para ocupar essas funções", afirmou ele, que antes era assessor para assuntos internacionais da Presidência.

Garcia confirmou para esta noite, em um hotel de São Paulo, uma entrevista coletiva para comentar o resultado da eleição, quando é esperada a presença do presidente Lula, favorito no pleito.

 

O governador de Minas Gerais, purchase Aécio Neves (PSDB), reeleito no primeiro turno, disse que trabalhará já a partir dos próximos dias para garantir a governabilidade ao novo presidente da República, independente do resultado que sairá das urnas neste domingo.
"Há o tempo da eleição e há o tempo da construção. Se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva for reeleito, estaremos na oposição, mas isso não impedirá que conversemos entre nós a respeito da construção de uma agenda", afirmou Aécio Neves a jornalistas, antes de votar, em um colégio estadual localizado em bairro nobre da capital mineira.

"Temos vivido seguidos momentos de acirramento e de disputas, mas as instituições democráticas estiveram absolutamente sólidas e preservadas. Os meus olhos não ficarão voltados para trás. A partir de amanhã meus olhos vão estar voltados para o futuro deste País", acrescentou o governador.

Para Aécio Neves, o próximo presidente enfrentará um quadro econômico bastante difícil para implementar políticas públicas que visem assegurar maiores taxas de crescimento do PIB e do nível do emprego.

"Não podemos mais aceitar de forma passiva e até comemorar como alguns vêm fazendo esse crescimento medíocre da economia, enquanto o mundo avança numa velocidade enorme", disse o governador mineiro.

Ele defendeu a execução de amplas reformas para desobstruir o crescimento econômico. Entre essas mudanças estariam a ampliação da participação dos municípios e dos Estados de menor poder econômico na carga tributária e a modificação nas regras de ressarcimento das perdas geradas pela Lei Kandir – que desonerou do ICMS as exportações de produtos semi-elaborados.

O governador de Minas Gerais sustentou também a necessidade de uma reforma política como algo essencial para a constituição de um ambiente propício ao desenvolvimento econômico.

Aécio Neves disse que, a partir de amanhã, pretende iniciar conversações com os demais governadores para a definição dessa agenda de reformas, a ser apresentada ao Congresso Nacional já no início do próximo ano.

"Vou instar os outros companheiros a construir juntos uma grande agenda para o País. É muito importante, a partir de 15 de fevereiro, quando tomar posse as novas mesas diretoras da Câmara e do Senado, termos um consenso em torno de propostas a serem entregues para a votação com absoluta prioridade pelo Congresso já eleito", afirmou Aécio Neves.

Segundo o governador de Minas Gerais, o candidato do PSDB-PFL, Geraldo Alckmin, se credenciou como uma liderança nacional a partir da campanha ao Palácio do Planalto, passando a deter cacife político importante para influenciar nos rumos da legenda tucana e no debate nacional.

"Geraldo (Alckmin) é uma figura nacional, agora consolidada, e que exercerá, não só em nível interno do partido, um grande papel, e é preciso garantir a ele este papel", afirmou Aécio Neves.

 

A candidata do PSDB, cost Yeda Crusius, pilule foi eleita com 53% dos votos válidos contra 47% do adversário Olivío Dutra (PT), segundo pesquisa de boca-de-urna do Ibope divulgada hoje. O Ibope ouviu 2,6 mil eleitores em 24 municípios.

 

A pesquisa de boca-de-urna mostrou Eduardo Campos (PSB) como vitorioso para o governo do Estado de Pernambuco, viagra 40mg com 64% dos votos válidos, search contra 36% do concorrente Mendonça Filho (PFL).

Foram ouvidos 5 mil eleitores em Pernambuco e a pesquisa tem margem de erro dois pontos percentuais.

O desenvolvimentismo virou mantra neste domingo, sildenafil quando o ministro Tarso Genro (Relações Institucionais) decretou o fim da "era Palocci" e a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) afirmou que crescer em torno de 5% é uma obsessão.

Em meio à esperada reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), diversos outros políticos petistas e aliados afinaram o discurso na hora do voto para defender o fim da política econômica, que classificaram de conservadora.

"Acabou a era Palocci no Brasil. Até posso dizer que no primeiro ano do governo, ele prestou bons serviços, mas (com) taxas baixas de crescimento, preocupação neurótica com inflação, sem pensar em distribuição de renda. Isso terminou", afirmou Tarso.

Em entrevista, o ministro questionou a "aplicação de uma dose muito elevada de ortodoxia", que teria impedido o Brasil de crescer mais.

Cotado para assumir a Fazenda num novo governo Lula, o prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, foi contundente ao pregar um crescimento econômico mais acelerado.

"Vamos precisar agir com os instrumentos monetários e fiscais de forma diferente", disse na capital mineira.

"O controle do gasto público passa agora pelo cumprimento da meta social, além da meta fiscal. Temos compromissos com os 12 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família."

Há menos de uma semana, quando visitou o Ministério da Fazenda, em Brasília, Pimentel foi bem mais evasivo – dizendo apenas que, se consultado, recomendaria a manutenção de Guido Mantega no posto.

A ânsia por crescimento maior apareceu também nos comentários do PT sobre um acordo com a oposição, em caso de reeleição de Lula.

Para a ministra Dilma, o compromisso com o crescimento econômico, em torno de 5%, deve ser a "obsessão" de uma agenda de entendimento nacional.

Ela admitiu, contudo, que na área econômica essa agenda ainda não está totalmente definida e que a taxa de juro deve ficar fora das negociações.

O vice-presidente da República, José Alencar, por sua vez, reprisou suas críticas à política monetária.

"É preciso reduzir os juros e por uma razão muito simples: as taxas reais de outros países representam um sexto da nossa, de modo que, se cair pela metade, ainda teremos os maiores juros do mundo."

Em 2003, primeiro ano do governo Lula, a economia avançou apenas 0,5%. Em 2004, ano mais vigoroso do atual mandato, a expansão foi de 4,9%. No ano passado, nova desaceleração, para 2,3%.

 

O vendedor de churrasquinho Maxuel de Barros Silva, and 23 anos, remedy morreu ontem à noite com quatro tiros na plataforma inferior do Touring Club, ao lado da Rodoviária do Plano Piloto. Ele tentou acalmar os ânimos de um casal que discutia. O marido não gostou da interferência e o matou com quatro tiros.

Ao se deparar com briga, Maxuel foi conversar com o homem, conhecido como Goianinho. O marido teria ameaçado Maxuel que, para se defender, mostrou uma faca. Minutos depois, Goianinho voltou com uma arma e disparou contra Maxuel, que morreu no local. O casal está desaparecido.

A polícia diz que Goianinho era o marido, mas a mulher de Maxuel, Ilma Luiza da Silva, 33 anos, testemunhou o crime e contra outra história. Segundo ela, o assassino do vendedor de churrasquinho não foi o marido que discutia com a mulher. Na versão dela, o casal discutia quando Maxuel tentou intervir.

Nesse meio tempo, Goianinho chegou e começou a ameaçar o homem que discutia com a mulher. Maxuel tentou apartar a briga e foi assassinado.

Aliados do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sinalizaram hoje que o PMDB terá a sua participação ampliada no eventual segundo mandato.

"A possibilidade que o PMDB se integre institucionalmente como partido, sildenafil o partido inteiro se incorpore ao governo, é grande", disse o ministro Luiz Dulci, que comanda a Secretaria Geral da Presidência.

Dulci frisou, entretanto, que a escolha dos ministros será um processo conduzido pessoalmente pelo presidente Lula, caso a sua reeleição seja confirmada na urnas hoje.

"Mas o nosso objetivo é fazer um governo programático de coalizão. Todos os partidos aliados teriam maior participação nas decisões e mais responsabilidade na sustentação do governo no Parlamento", disse Dulci, que acompanhou o voto do vice-presidente e companheiro de chapa de Lula, José Alencar, em uma escola localizada em bairro nobre da capital mineira, neste domingo.

O ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), negou que seu partido esteja pleiteando maior espaço na futura equipe ministerial de um eventual segundo mandato do presidente, mas fez questão de ressaltar que os peemedebistas saíram das urnas deste ano como a maior força política no Congresso.

"A preocupação do PMDB é estar ao lado do presidente da República, à medida que é o partido mais forte do Congresso Nacional, com a maior bancada de deputados e senadores e isso, evidentemente, é importante para a governabilidade", afirmou Hélio Costa, que também integrou a comitiva de José Alencar.

O ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia (PTB), também acentuou o forte engajamento do PMDB na campanha da reeleição, o que pesaria a favor da legenda.

"O governo será um governo de coabitação dos partidos aliados, e o PMDB aderiu maciçamente à campanha e merecerá, claro, ter participação no governo", disse Mares Guia.

O vice-presidente José Alencar comentou que Lula, caso eleito, buscará montar um governo que combine nomes de expressão nacional com indicados pelos partidos aliados.

"O PMDB tem todos os títulos para participar do governo. É um partido grande, com grandes nomes nacionais em todos os Estados. É uma questão de compreensão agora", afirmou Alencar, salientando que a decisão sobre a montagem do novo ministério cabe ao presidente Lula, caso seja reeleito.

 

Segundo a Infraero e a Anac, viagra 100mg o movimento foi normal hoje nos aeroportos do País. Não foi o que se viu. O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, order em Brasília, teve atrasos de mais de uma hora na parte da manhã, com reflexos em outras cidades.

Em Cumbica e Congonhas, em São Paulo, e em Confins, em Belo Horizonte, o atraso médio nos vôos, às 14h, era de 30 minutos. Aeroportos pequenos como o de Ilhéus (BA) também chegaram a ser prejudicados.

No terceiro dia consecutivos de atrasos, o ministro da Defesa, Waldir Pires, admitiu oficialmente a realização de um protesto pelos controladores de vôo em Brasília. Em entrevista à Radio CBN, Pires disse ainda não ter recebido nenhuma reivindicação do Sindicato dos Trabalhadores em Segurança de Vôo, mas que está disposto a ouvi-los.

O ministro afirmou que deve ser estudada a contratação de mais profissionais para a função, mas condenou a ação por ter sido iniciada 48 horas antes das eleições.

De acordo com a Gol e a TAM, os atrasos deste domingo ainda foram conseqüência dos problemas do dia anterior. Somente ao longo do dia, a situação se normalizou. Por causa dos atrasos, o Tribunal Regional Eleitoral montou um posto para justificativa de votação no Aeroporto JK.

Foi confirmada para terça-feira uma reunião entre representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Infraero e o Comando da Aeronáutica para discutir a limitação de vôos de aviões de pequeno porte como táxis aéreos e jatos particulares no espaço nacional, com prioridade para decolar e pousar para aeronaves de grande porte, além da carga de trabalho dos controladores de vôo. Por esse acordo, anunciado na última sexta, os aviões de pequeno porte só teriam direito de decolar ou pousar fora dos horários de maior movimento.

Atualizada às 20h31 

O candidato do PMDB ao governo do Rio de Janeiro, treat Sérgio Cabral Filho, illness foi eleito com 68% dos votos válidos, stuff derrotando neste domingo a adversária Denise Frossard (PPS) no segundo turno das eleições. O Tribunal Regional Eleitoral já apurou 99,99% dos votos.

O peemedebista, que votou pela manhã numa escola em Copacabana acompanhado da mulher e de três dos seus cinco filhos – Tiago, 4 anos, José Eduardo, 11 anos, e Marco Antonio, 15 anos –, ressaltou a importância de conquistar sintonia entre os governos estadual e federal.

"Tudo que o estado do Rio de Janeiro está precisando é de um governador que se entenda com o governo federal, com uma agenda propositiva de investimentos para o Estado", afirmou Cabral, de 43 anos. "Diria que tem uma importância capital para o Estado nesses próximos quatro anos."

Denise Frossard reconheceu a derrota no início da noite e manifestou votos de que o Rio de Janeiro seja conduzido com seriedade.

"Espero que (Cabral) cumpra todas as promessa que fez. O Rio estará atento e vamos insistir que há uma nova maneira de fazer política, manifestada por 32% da sociedade do Rio de Janeiro", disse Frossard.

A aliança entre o presidente reeleito Luiz Inácio Lula da Silva, que esteve no Rio fazendo campanha com Cabral mais de uma vez, foi formalizada logo depois do primeiro turno.

Com o apoio do casal Garotinho, que está no poder fluminense há oito anos e mantém incompatibilidade com o governo Lula, Cabral teve 41,42% dos votos no primeiro turno, contra 23,78% de Denise Frossard, depois de ter uma vantagem bem maior nas pesquisas, que indicavam sua vitória na primeira rodada.

Para o vice-governador do Rio, Luiz Paulo Conde (PMDB), o resultado representa a vitória da esperança contra o "baixo astral". "O Rio de Janeiro demonstrou ter conhecimento, votou no homem que melhor pode desenvolver o Estado", disse Conde.

"Sérgio Cabral tem outra virtude. Ele tem muitos aliados e com muitos aliados nao pode agradar a todos, então fará um governo essencialmente técnico, que vai agradar ao povo", afirmou Conde, que estava no comitê de campanha de Cabral, na Barra da Tijuca.

Denise Frossard obteve 32,07% dos votos válidos, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ). Ela votou em uma escola do Leblon pela manhã, depois de assistir a uma missa.

Na hora de votar, Denise deixou a urna e posou para fotógrafos sem ter registrado o voto para presidente, e teve que retornar após ser avisada por um mesário.

Denise deu seu apoio ao candidato à Presidência do PSDB, Geraldo Alckmin, mas chegou a declarar que votaria nulo para presidente quando o tucano se aliou ao casal Garotinho. Mesmo tendo voltado atrás, Frossard não esteve com Alckmin em nenhuma das visitas do tucano ao Rio durante a campanha no segundo turno.

Na capital, os cariocas votaram sem o registro de incidentes graves. O dia começou com uma chuva fina, mas logo o sol acompanhou a presença da população nas urnas. O Rio de Janeiro conta com o terceiro maior colégio eleitoral do País, com cerca de 11 milhões de eleitores.

 

O senador eleito Marconi Perillo (PSDB) conseguiu fazer seu sucessor ao governo de Goiás. Seu vice Alcides Rodrigues (PP) está eleito governador com 57, cure 28% dos votos válidos. Até agora, sick o total de urnas apuradas no estado chega a 90, recipe 85%.

Alcides derrotou o senador peemedebista Maguito Vilela, que está com 42,72% dos votos. No segundo turno, o estado registrou uma das abstenções mais altas do País, com 20,38% de eleitores que deixaram de votar.

O legado de Miguel Arraes e o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva prevaleceram em Pernambuco. Neto de Arraes, here Eduardo Campos (PSB) está matematicamente eleito governador. Com 84,35% das urnas apuradas no estado, Campos tem 65,46% dos votos válidos. O candidato Mendonça Filho (PFL) está com 34,54%.

Ministro da Ciência e Tecnologia durante o governo Lula, Campos iniciou a campanha em terceiro lugar. Somente na reta final do primeiro turno, ele superou o petista Humberto Costa e conseguiu garantir a passagem para o primeiro turno.

Leia também:
Neto de Arraes, Eduardo Campos assume governo de Pernambuco

O Distrito Federal foi a primeira unidade da federação a concluir a apuração dos votos. Derrotado no DF no primeiro turno, ed o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) virou o jogo na capital federal e venceu a eleição com 56,96%. O tucano Geraldo Alckmin, que tinha derrotado Lula no dia 1º de outubro, com 44%, ficou com 43,04%.

Numa disputa apertada, hospital o governador Cássio Cunha Lima (PSDB) conseguiu se reeleger para o segundo mandato. Com 99, sickness 13% das urnas apuradas, medical o tucano está com 51,32%. Ele derrotou o peemedebista José Maranhão, que teve 48,68% dos votos.

Leia também:
Governador reeleito da Paraíba é autor da emenda do ônibus de graça para idosos

Um racha na Avenina Elmo Serejo, link em Taguatinga, page acabou em um acidente que deixou uma pessoa morta. Um Ecosport e um Honda Civic disputavam um "pega" quando um dos carros perdeu o controle e foi parar no sentido contrário da via. O Ecosport bateu de frente com um Gol, que acabou atingindo um Ford Ka. O impacto da colisão foi tão forte que o motor do Ecosport se desprendeu da carroceria e ainda atingiu um quarto carro – outro Ford Ka. A mulher que dirigia o Gol, Daniela Pereira Lopes, 28 anos, morreu no local. Duas crianças que estavam com ela no carro foram socorridas por bombeiros.

O caso será investigado pela 12ª Delegacia de Polícia, de Taguatinga. Segundo informações da Polícia Civil, o motorista do Ecosport será indiciado por homicídio culposo (sem intenção). Se for confimado que ele participava de um pega, ele poderá ser acusado de direção perigosa e homicídio doloso (com intenção).

Leia mais sobre o acidente na edição desta segunda-feira do Jornal de Brasília

 

Apesar das recentes quedas nas pesquisas, dosage a tucana Yeda Crusius confirmou o favoritismo e levou o governo do Rio Grande do Sul. Com 93, physician 10% das urnas apuradas, ela chegará ao Palácio Piratini com 53,97% dos votos válidos. Ela derrotou o petista Olívio Dutra, que está com 46,03%.

A ministra-chefe da Casa Civil, viagra Dilma Rousseff, afirmou hoje que haverá um trabalho "forte" para recuperar a situação financeira de alguns estados no segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dilma, que votou neste segundo turno em Porto Alegre (RS), disse que o governo federal está preocupado com esta situação. “Recuperar as finanças públicas dos estados e a robustez federativa são fundamentais. O importante é que os estados não sejam sufocados no pagamento da dívida”.

Ela citou como uma das mais graves a situação do Rio Grande do Sul. Nesse sentido, disse que um grupo de trabalho já foi constituído para estudar a crise gaúcha.

Questionada a respeito do novo ministério do governo, a ministra afirmou que o presidente buscará um entendimento entre as forças políticas e que deverá haver um respaldo partidário na composição.

“O PT precisa governar em uma coalizão”, afirmou, acrescentando que não há discussão sobre possíveis nomes e que ninguém tem lugar garantido na formação do governo.

 

O Centro de Convenções Ulisses Guimarães, site em Brasília, pharm recebeu hoje, no segundo turno, 856 eleitores com títulos de outros estados que foram justificaram a ausência no pleito.

De acordo com a juíza eleitoral Maria Isabel da Silva, o dia foi tranqüilo, sem nenhum incidente. “Foi efetivamente uma eleição calma, tranqüila, sadia, como merece o povo brasileiro”, disse ela.

O Centro de Convenções foi escolhido para ser um dos locais onde os eleitores que se encontravam fora de seu domicílio eleitoral justificassem o voto. Além disso, no centro, estão concentrados os dados para fazer a apuração dos votos da 1ª Zona Eleitoral (Asa Sul) e da 14ª Zona Eleitoral (Asa Norte).

Quanto às justificativas por outros motivos, a juíza disse que houve mais ocorrências no segundo turno do que no primeiro. “Já que no Distrito Federal nós não temos segundo turno para governador, isso tende a desmotivar um pouco o eleitor a comparecer ao segundo turno”.

 

Depois de um primeiro turno praticamente empatada com o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), cialis 40mg a governadora Vilma de Faria (PSB) venceu as eleições para o governo do Rio Grande do Norte. Com 96, prostate 79% dos votos apurados, patient Vilma está matematicamente eleita com 52,46% dos votos. Garibaldi tem 47,54%.

Leia também:
Meste em educação, Wilma Faria comandará Rio Grande do Norte pela segunda vez

 

A Telefônica de São Paulo fechou acordo para compra de parte do capital da TVA, more about uma das principais operadoras de TV por assinatura do País, approved além de uma parceria estratégica.

A informação foi divulgada pelo Grupo Abril, view dono da TVA, que agora suspende a operação de oferta de ações registrada recentemente na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

"O negócio envolve a totalidade das operações de MMDS (Multichannel Multipoint Distribution Service, serviço de TV por assinatura sem fio) nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre, além de 100 por cento das ações preferenciais e parte das ações ordinárias das operações de TV a cabo em São Paulo, Curitiba, Florianópolis e Foz do Iguaçu, nos limites de participação permitidos pela legislação", informou a Abril.

A legislação brasileira proíbe a propriedade de empresa de TV a cabo por estrangeiros. O valor do negócio não foi divulgado e a operação depende de aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O grupo Abril permanecerá na gestão da operadora, que em 2005 tinha mais de 300 mil assinantes e cerca de 44,4 mil clientes de Internet em banda larga.

A transação "permitirá ao Grupo Abril abater parte significativa de sua dívida. Os recursos também serão usados como reforço do capital de giro e em novos investimentos", informou o grupo em comunicado.

O negócio permite que os clientes de ambas as empresas tenham acesso à oferta de serviço de TV por assinatura, telefonia e Internet rápida, o chamado "triple play". A Telefônica já vinha testando em sua rede a oferta de serviços de TV.

A negociação entre Abril e Telefônica reafirma uma tendência recente no mercado brasileiro de integração de empresas de telefonia e de TV por assinatura.

A Telemar comprou em julho a Way TV, empresa de TV paga e Internet banda larga que atua em cidades de Minas Gerais, por R$ 132 milhões.

A Embratel, do grupo mexicano Telmex, já havia comprado a Net e anunciou, em meados deste mês, acordo para aquisição de fatia na Vivax e posterior compra de controle, numa operação de troca de ações.

Em maio deste ano, a Abril se associou ao grupo de mídia sul-africano Naspers, que passou a ter 30% do capital da companhia.

 

O ministro do Trabalho e Emprego, what is ed Luiz Marinho, afirmou há pouco que o processo de desenvolvimento deve ser intensificado no segundo mandato do presidente reeleito Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo ele, houve um período inicial em que foi preciso realizar um ajuste da economia, período no qual o [ex-ministro Antonio] Palocci foi “um craque”. Marinho disse inclusive que o governo “demorou” para iniciar um processo de transição rumo ao desenvolvimento.

Marinho, que já foi presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), considera também importante o apoio dos movimentos sociais a Lula no segundo turno da eleição. Foi uma "reafirmação", na opinião dele. "Nós nunca desligamos o governo dos movimentos sociais. O presidente sempre trabalhou para atender todas as reivindicações".

O ministro se referiu ao ato de apoio ocorrido em Brasília neste mês – que, segundo ele, não chegou a representar uma reconciliação, já que “o governo Lula nunca rompeu com os movimentos”.

 

Luiz Inácio Lula da Silva vai subir a rampa do Palácio do Planalto pela segunda vez em 1º de janeiro de 2007. Depois de um primeiro mandato abalado por escândalos políticos e de uma tumultuada campanha, sickness o ex-sindicalista parte para mais quatro anos de governo com a popularidade ainda alta.

Legitimado por mais de 50 milhões de votos, more about Lula tem agora, no entanto, a tarefa de evitar os erros que quase fizeram naufragar seu projeto político.

Extremamente hábil no contato com a massa, Lula pareceu resistir quase incólume às denúncias, como se estivesse desconectado do PT e dos fatos. Visivelmente abalado e irritado logo depois que petistas foram presos ao tentar comprar um dossiê contra tucanos, fato que o levou ao segundo turno, ele se recuperou rapidamente.

Já no início de outubro intensificou as viagens e comícios, onde investiu no contato com a população, além de conceder inúmeras entrevistas e participar de quatro debates na TV. Só no segundo turno, foram mais de 20 viagens e 12 comícios.

Também adotou a estratégia que deu o tiro fatal na candidatura tucana: levantar o temor de que seu adversário, Geraldo Alckmin (PSDB), retomaria as privatizações, uma das características do governo de Fernando Henrique Cardoso.

"Lula é um dirigente sindical que virou presidente. Ele se oferece como um igual e não como um líder", afirmou o deputado Paulo Delgado, aliado de longa data.

Segundo analistas políticos, Lula soube aproveitar seu capital social e político para manter a calma e sobreviver aos escândalos de seu governo e durante a campanha.

"Ele quer ter um papel messiânico. A cultura brasileira favorece isso, desenvolve o desejo pelo messias ou salvador da pátria", disse o cientista político Roberto Romano, professor emérito da Unicamp. "Ele também não gosta de ser contestado".

Para o prefeito do Rio, César Maia (PFL), coordenador da campanha de Alckmin no Estado, a propaganda eleitoral de Lula na TV foi muito eficiente. "O que de fato o programa comunicava – primeiro e segundo turnos- era Lula como um candidato de proximidade, amigo do povo, fato que se podia comprovar com os projetos que demonstram essa proximidade, como o bolsa família, o dente do pobre, a farmácia popular…", disse Maia recentemente em seu ex-blog.

"O Brasil precisa de um líder popular com características populares. É um país onde o presidente tem muita força e o Congresso não", avalia Paulo Delgado. A chegada de Lula ao Planalto em 2002 alterou não apenas sua rotina, como a de todos aqueles que estavam acostumados a conviver com presidentes.

O Lula presidente demonstrou pouca paciência com os ritos exigidos pelo cargo. Acostumado a comícios, não quis ficar preso entre quatro paredes. Desde o princípio, deixou claro que governaria em "contato com o povo".

As centenas de viagens que faria nos quatro anos de governo comprovaram isso. Nelas, Lula posou para muitas fotos e foi reconhecido por multidões, o que lhe rendeu o apelido, pelos jornalistas que cobrem o Planalto, de "pop star".

O apelo popular fica evidente quando ele veste roupas típicas, coloca bonés, mostra descontração ao tomar uma cerveja. Sua naturalidade é um trunfo reconhecido por seus adversários políticos.

No início do governo, a informalidade de Lula desconcertava o cerimonial da Presidência. Certa vez decidiu ir a pé do Palácio do Planalto ao Congresso. Chegou a descer a rampa até a rua, mas acabou mudando de idéia diante da súplica desesperada dos assessores e seguranças.

Outro nítido desconforto são os discursos, que ele não gosta de ler. Prefere improvisar, o que sempre deixou tensa sua assessoria, com medo que ele fale demais.

Como candidato, decidiu seus discursos em cima da hora. "Ele gosta de criar imagens, estabelecer um enredo que, muitas vezes, é criado no trajeto entre o aeroporto e o local do comício", afirmou Fernando Pimentel (PT), prefeito de Belo Horizonte. Lula costuma se emocionar (e até chorar) nos discursos, em geral quando lembra da mãe, dona Lindu.

Foi com sua mãe e seus irmãos que este pernambucano de Garanhuns, que completou 61 anos na véspera da reeleição, mudou-se para São Paulo quando criança. Começou a trabalhar antes dos 14 anos e quando ingressou numa fábrica fez o curso de torneiro mecânico.

Antes de ocupar a Presidência, Lula tentou manter a vida pessoal longe da imprensa. Mesmo sua mulher, Marisa Letícia, com quem está casado há 32 anos, só passou a aparecer ao seu lado na campanha presidencial de 2002. Marisa, de 56 anos, era viúva quando casou com Lula, também viúvo. O casal tem três filhos, além de outros dois nascidos anteriormente.

Na Presidência, no entanto, foi difícil evitar o assédio à família. Vida pessoal e pública se misturaram ao ponto de provocar a ira do Congresso, que questionou o uso da máquina em benefício próprio. Até a cadela de Marisa, a fox terrier Michelle, virou motivo de bate-boca entre os parlamentares devido à carona que recebeu de um veículo oficial.

O discurso moderado de Lula durante a campanha de 2002 foi decisivo para a vitória, quando obteve o voto de 52,8 milhões de brasileiros. Ele se tornou o primeiro expoente da classe operária a chegar ao poder no Brasil.

A estratégia de ampliação de alianças para o centro foi decisiva para a vitória em 2002. Lula também evitou o conflito direto, característica das campanhas anteriores. Nasceu ali o "Lulinha paz e amor", como ele mesmo se definiu.

Desde que ajudou a criar o PT, em 1980, na esteira das grandes greves no ABC durante o período de ditadura, Lula tornou-se o nome mais popular da esquerda brasileira.

Oriundo de uma família pobre do Nordeste, Lula teve a base de sua formação política nas lutas sindicais. Mas seu apelo popular não foi suficiente para que vencesse as eleições anteriores a 2002. A imagem de "sapo barbudo" radical, cunhada por adversários, foi mais forte.

Em 1998, praticamente foi ao "sacrifício" em um pleito favorável ao então presidente Fernando Henrique Cardoso. Naquele ano, Lula perdeu no primeiro turno, como já tinha acontecido em 1994 contra o mesmo adversário. Duas derrotas que deixaram para trás a disputa de 1989, quando perdeu uma eleição apertada no segundo turno para Fernando Collor de Mello.

A carreira política começou 20 anos antes, quando conseguiu uma suplência na diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema. Em 1975 já era o seu presidente.

Nascido Luiz Inácio da Silva, teve que incorporar seu apelido ao nome para que, na eleição de 1982, os votos que tivessem escrito apenas "Lula" fossem válidos. Naquele ano ficou em quarto lugar na disputa pelo governo paulista.

Em 1986, foi o deputado federal mais votado no país, exercendo a liderança do PT na Câmara e na Assembléia Constituinte. A partir daí, deu início à trajetória que o levaria à cadeira mais cobiçada da República.

 

Eduardo Campos, viagra approved do Partido Socialista Brasileiro (PSB), information pills entrou na disputa para o governo de Pernambuco em terceiro lugar nas pesquisas, drug bem atrás do governador Mendonça Filho (PFL) e do ex-ministro da Saúde Humberto Costa (PT). O jovem socialista conseguiu, no entanto, chegar ao Palácio das Princesas graças à tradição política de sua família e ao apoio do presidente Lula.

Eduardo Henrique Accioly Campos é neto de Miguel Arraes, uma das maiores figuras políticas de Pernambuco e governador do Estado por três vezes. Arraes, morto no ano passado, fez de Campos o seu braço direito na política.

"Ele acompanhou o avô a vida inteira e é visto como o maior herdeiro do legado de Arraes", disse o cientista político Michel Zaidan, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPA).

Zaidan observa, no entanto, que o neto de Arraes tem idéias próprias. "Ele tem um pensamento político mais renovado que o do avô. É mais voltado para a questão nacional e para as políticas integradas de desenvolvimento regional", comentou.

Aos 41 anos, casado e pai de quatro filhos, Campos já ocupou cargos públicos de destaque. Foi deputado estadual (1990), deputado federal por três mandatos (1994, 1998 e 2002), secretário de Governo e da Fazenda (1995-1996) no último governo do avô e ministro da Ciência e Tecnologia no governo Lula (2004-2005).

O jeito afável e bem-humorado, aliado à inteligência e à facilidade de expressão, o tornaram um político sedutor, capaz de reunir apoio e votos.

"Ele conseguiu a façanha notável de articular um amplo leque de alianças com chefes políticos do sertão e do agreste, o que lhe garantiu a vitória, porque ele não conseguiria se eleger só com os votos urbanos", comentou Zaidan.

Outra característica que ajuda o herdeiro de Arraes a angariar simpatia por onde passa, inclusive no Palácio do Planalto, é a capacidade de imitar figuras políticas.

"Ele faz imitações de Lula, de Arraes e de outros políticos com perfeição", contou o advogado Luciano Vasquez, amigo de Campos desde a adolescência.

Nascido em Recife em 1965, Campos entrou na faculdade aos 16 anos e, aos 20, formou-se em Economia pela UFPE como aluno laureado e orador da turma.

A militância política começou na universidade, em 1985, quando foi presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade de Economia. Mas os amigos dizem que, desde adolescente, Campos procurava engajar os colegas no debate de questões sociais.

"Ele foi líder de turma no ginásio, no segundo grau e na faculdade. Ele fez com que todos nós nos engajássemos no movimento estudantil", comentou Vasquez.

Em 1986, Campos deixou de cursar um mestrado nos EUA para participar da campanha que levou Miguel Arraes de volta ao Palácio das Princesas pelo PMDB, tornando-se chefe de gabinete do avô.

Em 1990, depois de ingressar no PSB com Arraes, Campos elegeu-se deputado estadual, iniciando uma carreira política própria, que incluiu a liderança do PSB na Câmara por dois mandatos e a presidência nacional do partido.

Em janeiro de 2004, o jovem economista, então com apenas 38 anos, assumiu um de seus maiores desafios: comandar o Ministério da Ciência e Tecnologia.

"Havia a expectativa de que ele não desse certo porque não tinha conhecimentos na área. Mas fez uma excelente gestão", disse Zaidan.

Medidas de impacto, como a aprovação do programa de Biossegurança, que permite a utilização de células-tronco embrionárias em pesquisas, foram elogiadas por acadêmicos, cientistas e políticos.

Em julho de 2005, Campos deixou a pasta por vontade própria para voltar à Câmara e reforçar a base aliada do governo, mas indicou o sucessor, o atual ministro Sérgio Rezende, também pernambucano e do PSB.

Ao longo de sua carreira, Campos colecionou elogios e prêmios. Mas não conseguiu fugir dos escândalos. Ele foi acusado de compactuar com irregularidades no Ministério da Ciência e Tecnologia para compra de ônibus superfaturados para o programa de inclusão digital.

Campos nega a acusação, que qualificou como uma armação para prejudicá-lo eleitoralmente.

O governador eleito também teve seu nome envolvido em um escândalo financeiro quando era secretário da Fazenda de Arraes. Em 1997, o Ministério Público Federal denunciou Campos e o avô por suposta emissão fraudulenta de títulos públicos para pagamento de precatórios. O Supremo Tribunal Federal rejeitou as denúncias em 2003.

Leia também:
Eduardo Campos é eleito governador de Pernambuco

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), viagra dosage Marco Aurélio Mello, proclamou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reeleito presidente da República por mais quatro anos.

Com 91,31% da apuração concluída, Lula tem 60,54% dos votos válidos, que excluem brancos e nulos, contra 39,46% de Geraldo Alckmin (PSDB).

 

O governo alemão declarou neste domingo que a sua Marinha, viagra 40mg que está patrulhando a costa libanesa como parte de uma força internacional de manutenção de paz, envolveu-se pela segunda vez num incidente com aviões de combate israelenses. O Ministério da Defesa disse que o episódio ocorreu na quinta-feira e envolveu um helicóptero da Marinha alemã e caças F-16 de Israel. "Estamos cientes do episódio, mas ele não é ameaçador", disse o porta-voz militar após o jornal Bild am Sonntag ter afirmado que os jatos israelenses haviam "exaurido perigosamente" o helicóptero.

O porta-voz explicou que a área é usada pela Força Aérea israelense para treinamento, e acrescentou: "Talvez os parâmetros deles não sejam os mesmos que os nossos". Uma fonte de segurança israelense disse que Israel desconhecia o novo incidente e confirmou que a área era utilizada para exercícios e não em operações de ataque.

Na quarta-feira, Israel disse ser falsa uma reportagem de um jornal alemão que dizia que dois jatos de sua Força Aérea haviam disparado duas vezes enquanto sobrevoavam um navio da Marinha alemã patrulhando a costa libanesa. Mas o país confirmou que seus pilotos ficaram em dúvida quando um helicóptero decolou de um porta-aviões alemão sem ter s e identificado.

O premiê israelense, Ehud Olmert, disse a um grupo de parlamentares alemães que visitavam Israel neste domingo que lamentava os "mal-entendidos ocorridos na semana passada" e também falou ao telefone com a primeira-ministra alemã, Angela Merkel. "Ele enfatizou o compromisso de Israel em assegurar que quaisquer não-incidentes como esses da semana passada não aconteçam", disse Miri Eisin, porta-voz do escritório de Olmert.

A Alemanha recebeu garantias também do ministro da Defesa israelense, Amir Peretz, de que a Força Aérea não faria disparos ou manobras hostis nas proximidades das embarcações alemãs. A Alemanha assumiu neste mês o comando de uma força naval da ONU na costa do Líbano e enviou oito navios e mil militares para participar da operação de manutenção de paz.

 

Um avião caiu pouco após a decolagem na capital da Nigéria, this site Abuja, link neste domingo, discount matando 99 pessoas, entre elas o líder islâmico do país. Autoridades disseram que havia 106 pessoas a bordo do Boeing 737, da companhia aérea ADC, que ia rumo a cidade de Sokoto (norte), quando a aeronave atingiu uma plantação de milho a cerca de 2 km da pista. Sete pessoas sobreviveram no quarto desastre aéreo na Nigéria em apenas um ano.

O diretor do Hospital Nacional de Abuja disse à televisão estatal que os sete sobreviventes foram levados para o local. Seis estão em condição estável e um sob cuidados intensivos.

Ibrahim Muhammadu Maccido, o líder da comunidade muçulmana do país estava entre os mortos. Maccido era o Sultão de Sokoto e principal dirigente religioso do norte da Nigéria – ele ajudou a conter conflitos religiosos sangrentos no Estado de Plateau em 2004.

O ministro do Território da Capital Federal, Nasir el-Rufai, disse que o acidente ocorreu durante mau tempo, mas que a causa do desastre só será determinada por meio de investigação detalhada.

Este foi o quarto acidente na Nigéria em pouco mais de um ano. Em 22 de outubro do ano passado, 177 pessoas morreram quando um Boeing 737 da Bellview Airlines caiu pouco após decolar do aeroporto de Lagos. Sete semanas depois, um DC9 da Sosoliso Airlines se acidentou quando pousava em Port Harcourt. O desastre matou 106 pessoas, metade das quais eram crianças de um in ternato que voltavam para casa no feriado de Natal.

E em 17 de setembro deste ano, dez generais do Exército e outros três militares morreram quando uma pequena aeronave da Força Aérea caiu no Estado de Benue.
A última tragédia ocorre um mês antes da data prevista para o início de uma auditor ia da indústria aeronáutica nigeriana. Após os acidentes do ano passado, o presidente Olusegun Obasanjo havia reivindicado melhorias de segurança das empresas aéreas e autoridades do setor.

O volume de passageiros na Nigéria subiu para 8 milhões por ano, mais que o dobro que há sete anos, mas aeroportos e aviões antigos não conseguiram acompanhar o ritmo do aumento no movimento.

 

Após uma disputa voto a voto, doctor o peemedebista Roberto Requião ficará mais quatro anos no governo do Paraná. O atual governador só confirmou a reeleição com 99,87% das urnas apuradas. Por uma diferença de apenas 10 mil votos, o atual governador vence com 50,1% dos votos válidos. O adversário, Osmar Dias (PDT), ficou com 49,9% dos votos.

Leia também:
Polêmico, Requião não teme embate com setores econômicos

 

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado