Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Diretor geral da PF recebe antecessores em agendas de cortesia

O diretor geral da Polícia Federal (PF), Márcio Nunes de Oliveira, convidou seus antecessores para visitas de cortesia na sede

Por FolhaPress 23/05/2022 11h55
Foto: Agência Brasil

Fábio Zanini
São Paulo, SP

O diretor geral da Polícia Federal (PF), Márcio Nunes de Oliveira, convidou seus antecessores para visitas de cortesia na sede da instituição.

A primeira aconteceu na última segunda-feira (16), com o ex-diretor geral Leandro Daiello, que comandou a instituição durante seis anos.

Nunes de Oliveira assumiu o cargo em fevereiro deste ano, após a demissão de Paulo Maiurino.

A curta gestão de Maiurino, pouco mais de dez meses, foi marcada por crises desde os seus primeiros dias.

A primeira delas foi causada por uma manifestação de um delegado sobre as mensagens hackeadas de investigadores da Lava Jato.

Após dizer ao STF ser impossível comprovar a integridade e autenticidade das mensagens, o delegado que comandava à época a área de investigações contra políticos e seu superior, o coordenador-geral de combate à corrupção, foram trocados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seguida, vieram as crises com as trocas do comando no Amazonas e do delegado que investigava o então ministro Ricardo Salles.

Mais recentemente, foi Márcio Nunes quem se envolveu em polêmica.

A PF exonerou o delegado Sandro Valle Pereira do comando do órgão em Alagoas.

A saída foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta (20) e ocorre após o jornal Folha de S.Paulo revelar que Valle Pereira foi mantido na chefia da PF alagoana após um ingerência política barrar sua substituição, que havia sido decidida pelo diretor-geral, Márcio Nunes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar