Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Daniel Silveira dorme na Câmara contra determinação de Moraes

De acordo com o órgão, o deputado descumpriu medidas cautelares impostas quando ele foi autorizado a deixar a prisão

Por Agência Estado 30/03/2022 9h19

O deputado Daniel Silveira (União-RJ) passou a noite em seu gabinete na Câmara dos Deputados após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinar nesta terça-feira, 29, a instalação imediata de tornozeleira eletrônica no parlamentar. O ministro atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). De acordo com o órgão, o deputado descumpriu medidas cautelares impostas quando ele foi autorizado a deixar a prisão.

Ao afirmar que passaria a noite na Câmara, Silveira disse querer até onde iria a “petulância” do ministro. “Quero ver até onde vai a petulância de alguém para de fato romper com os outros dois Poderes, porque aqui o plenário é inviolável. Um deputado é soberano no plenário”, afirmou Silveira a jornalistas. “Eu quero ver até onde vai, se ele quer dobrar essa aposta, se ele quer, de fato, mostrar que ele manda nos outros Poderes.”

Imagens divulgadas pela GloboNews mostram o deputado chegando ao gabinete com um travesseiro nas mãos. Em seguida, um colchão é levado até o local.

Silveira foi preso em fevereiro do ano passado após divulgar um vídeo com ameaças a integrantes do STF. Ele foi solto definitivamente em novembro, mas ficou submetido a uma série de medidas cautelares, incluindo a proibição de acesso a redes sociais e de contato com outros investigados nos inquéritos das fake news e das milícias digitais. Na semana passada, porém, ele voltou a atacar o Supremo.








Você pode gostar