Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

CPI sobre benefícios fiscais quer começar ouvindo secretários de Doria

O objetivo da CPI é investigar suspeitas de irregularidades na concessão de benefícios fiscais. São Paulo abriu mão de receitas de R$ 115 bilhões em dez anos, segundo o PT

Por FolhaPress 07/12/2021 9h57
Foto: Nelson Almeida/AFP

RICARDO BALTHAZAR

A Comissão Parlamentar de Inquérito criada pela Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) para investigar benefícios fiscais concedidos às empresas paulistas quer começar ouvindo dois secretários do governo João Doria (PSDB): o da Fazenda, Henrique Meirelles, e a do Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

Requerimento para que os dois sejam convidados será apresentado pelo presidente da CPI, Paulo Fiorilo (PT), nesta quinta-feira (9). O objetivo da CPI é investigar suspeitas de irregularidades na concessão de benefícios fiscais. São Paulo abriu mão de receitas de R$ 115 bilhões em dez anos, segundo o PT.

Conforme o requerimento, o objetivo é buscar informações sobre a renúncia dos dois principais tributos estaduais, o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) e o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), os critérios para concessão dos incentivos e seus resultados.








Você pode gostar