Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Comissão da Câmara aprova projeto que mantém pensão de militar condenado por crime

A aprovação gerou revolta da deputada Erika Kokay, que afirmou ter acordado com o deputado Coronel Tadeu a retirada do trecho para sua votação

Por FolhaPress 03/12/2021 8h09
Câmara dos Depurtados Foto: Agência Brasil

CAMILA MATTOSO
SÃO PAULO, SP

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira (2) projeto de lei que prevê a manutenção do pagamento de pensão a militares condenados por qualquer crime. Pelo texto aprovado, o benefício será dado aos seus dependentes.

A aprovação gerou revolta da deputada Erika Kokay (PT-DF), que afirmou ter acordado com o relator do PL, o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP), a retirada do trecho para sua votação. “Não é só a contribuição do militar que possibilita o benefício, mas também do conjunto da sociedade. É um prêmio para o criminoso”, disse ela.

“O deputado Tadeu concordou com isso. Retiramos a obstrução em função desse acordo. Não pedimos vista em função deste acordo. E ele nos traiu.” Procurado, o deputado do PSL-SP não retornou as mensagens do Painel. Em seu relatório, ele escreveu que a família do militar que perdeu a patente após a condenação “não pode ser desamparada”.








Você pode gostar