Menu
Política & Poder

Cobro toda semana do Camilo para começarmos a construir institutos que anunciamos, diz Lula

Na ocasião, Lula se queixou de anúncios de inauguração de institutos que não teriam sido concretizados

Redação Jornal de Brasília

10/06/2024 12h27

Foto Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma cobrança ao ministro da Educação, Camilo Santana, para acelerar a construção de institutos federais de educação. As declarações ocorreram nesta segunda-feira, 10, durante reunião com reitores no Palácio do Planalto.

Na ocasião, Lula se queixou de anúncios de inauguração de institutos que não teriam sido concretizados. “Eu queria fazer um apelo para vocês. Eu cobro toda semana do Camilo: pelo amor de Deus, nós temos que começar a construir os institutos que nós anunciamos”, afirmou.

Lula prosseguiu: “se não tem terreno, vamos comprar o terreno. Os reitores podem ir nos prefeitos e saber se tem prédio na cidade que a gente pode colocar um instituto”.

Na sequência, o presidente rechaçou o que chamou de “desculpas” para a lentidão nas obras “O que a gente não pode é anunciar e um ano depois não ter acontecido nada, com a desculpa de que não tem terreno, de que é moroso. Não, pelo amor de Deus, nós temos que fazer acontecer”, declarou.

O encontro de Lula com reitores ocorre em meio a uma greve de universidades federais. Professores e servidores cobram reajuste salarial em 2024, reestruturação da carreira e revogação de normas aprovadas nos governos anteriores.

No evento, o governo federal anunciou R$ 5,5 bilhões em investimentos na infraestrutura das instituições de ensino e a construção de 10 novos campi universitários.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado