Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Chamado por Temer, Moraes só estará em Brasília amanhã

Por Agência Estado 26/09/2016 7h33

Após um chamado do presidente Michel Temer, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse, por meio de sua assessoria, que ele só embarcará para Brasília na manhã desta terça-feira, 27. A pasta não confirma a convocação de Temer para uma reunião hoje no Palácio do Planalto para que o ministro explique suas declarações sobre a Operação Lava Jato um dia antes da fase que culminou na prisão do ex-ministro dos governos Lula e Dilma Antonio Palocci. Com a negativa do ministro, a reunião acontecerá só amanhã.<p> <p>Na agenda no ministro, entretanto, só consta a participação dele na abertura do Congresso de Combate e Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo, na FecomercioSP, pela manhã. À tarde, não há compromissos agendados. <p> <p>De acordo com interlocutores do presidente, "pegou muito mal" a declaração de Moraes por diversas razões e por isso Temer o convocou para essa reunião. A negativa para a reunião também não foi vista com bons olhos pelo Planalto. Interlocutores do presidente confirmaram que a conversa ficou para amanhã. <p> <p>Além de trazer para "o colo do governo" um suposto vazamento de operação, a fala de Moraes amplia a crise de comunicação já existente. Na conversa, Temer quer pedir mais cuidado, cobrar explicações e também alertar o ministro que é preciso ter cautela em participação em campanhas eleitorais. "Ele falar demais em campanha é outro fator complicador e o presidente fará recomendações neste sentido", disse uma fonte. <p> <p>O fato de envolver a Lava Jato, segundo interlocutores, deixa Temer em uma situação delicada já que o governo tem sido acusado de usar politicamente a Operação. "Isso desagradou ainda mais o presidente", disse um interlocutor. <p> <p>Moraes falou ontem durante evento de campanha de Duarte Nogueira à prefeitura de Ribeirão Preto (SP), em uma conversa com integrantes do Movimento Brasil Limpo (MBL), que uma nova etapa da Operação Lava Jato seria deflagrada nesta semana. "Teve a semana passada e esta semana vai ter mais, podem ficar tranquilos. Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim", disse.<p> <p>Temer foi informado das declarações de Moraes ainda ontem e telefonou para o ministro para entender o que tinha acontecido. Hoje, diante da deflagração da operação e da suspeita de que ele teria "falado demais", o presidente quer essa nova conversa. Ontem, a posição do Planalto era evitar comentários justamente para não trazer mais uma crise para dentro do governo.<p><p>Além de Moraes, Temer também chamará outros ministros que têm dado declarações polêmicas para pedir mais cuidado nas suas exposições. <br /><br /><b>Fonte: </b>Estadao Conteudo






Você pode gostar