Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Atriz pornô impedida de se filiar ao PT entra na justiça

O motivo do processo é que ela foi desfiliada da sigla e não consegue concorrer a uma vaga de deputada estadual

Crédito: Reprodução/Redes sociais

A atriz pornô Ester Caroline Pessato, de 24 anos, entrou na justiça contra o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) em Mato Grosso. O motivo do processo é que ela foi desfiliada da sigla e não consegue concorrer a uma vaga de deputada estadual.

O deputado estadual Valdir Barranco e outros líderes partidários afirmam que houve irregularidade na filiação de Ester. Para eles, a atriz se filiou no município de Barão de Melgaço (MT) sem consentimento do diretório municipal. As informações são do jornal O Globo.

“Deve-se registrar que a Demandante havia solicitado a transferência de seu título de eleitor para o município de Barão de Melgaço/MT, onde reside atualmente. Materializada a mudança de seu domicílio eleitoral, a sua filiação partidária também foi transferida”, alegou a defesa.

Os advogados da atriz afirmam que ela realizou a filiação através do site do partido e recebeu a confirmação no dia 2 de abril. Ela chegou a anunciar sua pré-candidatura durante um evento do partido em Cuiabá, no dia 14 de abril.

Apenas quatro dias depois, o Diretório Estadual realizou uma votação online e decidiu suspender Ester, decisão que ela recorreu ao Diretório Nacional, que negou o recurso e confirmou a suspensão no dia 13 de maio.

“A única forma de suspender ou excluir um filiado é instaurar um processo, com direito ao contraditório e ampla defesa. E nada disso foi feito, eles sumariamente suspenderam a filiação”, disse Paulo Lemos, um dos advogados que representam Ester.

Ester ainda usou no processo um áudio da deputada federal Rosa Neite (PT), onde ela alerta a presidente do partido, Gleise Hoffman, sobre a filiação da atriz. “Quem articulou a minha saída, a minha expulsão, foi o deputado estadual Valdir Barranco com a deputada federal Rosa Neide”, disse Ester.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na gravação, Rosa diz que não quer fazer campanha sendo chacota. “Se é para fazer campanha política sendo chacota para o país, não estou disposta. Então, já enviei para a presidenta (Gleise Hoffman) e espero que segunda-feira o deputado Valdir Barranco, nosso presidente, possa fazer uma reunião e discutir a questão antes que seja tarde demais.”

“Toda vez que eu falava que queria me filiar eles enrolavam. Eu fiquei uns 4 dias mandando mensagem, ligando para o presidente do partido em Alta Floresta e ele sempre inventava uma desculpa”, finaliza Ester.








Você pode gostar