Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Policiais afirmam ter encontrado homem baleado sentado em cadeira em Jacarezinho

A vítima sequer portava armas ou drogas

Uma das vítimas dos 27 mortos pela polícia no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, na última quinta-feira, não constava na ocorrência apresentada pela polícia civil na Delegacia de Homicídios (DH). A vítima sequer portava armas ou drogas.

De acordo com o registro de ocorrência, o homem, que não foi identificado pela polícia no momento de confecção do documento, estava “sentado em uma cadeira” quando foi encontrado, já ferido por dois agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

A ocorrência relata que os policiais “foram recebidos por diversos disparos de arma de fogo, vindo de todas as direções, e ao cessar fogo, avistaram um elemento com ferimentos de arma de fogo sentado em uma cadeira”. O homem foi encontrado num local conhecido como beco da Síria, às 8h.

De acordo com os policiais, eles “socorreram o homem para o Hospital Municipal Souza Aguiar”. Uma foto do homem, entretanto, foi tirada ainda sentado na cadeira, já ferido. A vítima aparece com uma das mãos na boca.

Durante coletiva de imprensa após o final da operação, o delegado Felipe Curi, diretor do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE), afirmou que todos os mortos eram criminosos: “Não tem nenhum suspeito aqui. A gente tem criminoso, homicida e traficante”.






Você pode gostar