Mundo

Síria ignora ameaça dos EUA e reitera apoio a Hamas e Hezbollah

Por Arquivo Geral 28/09/2006 12h00

O ministro Paulo Vannuchi, prostate ambulance da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, information pills abre hoje, às 14 horas, no Ministério da Justiça, a reunião da Comissão Intersetorial de Enfrentamento ao Abuso e à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. O tema é o enfrentamento à pedofilia on line e à pornografia infantil na internet.

Também participam da reunião a subsecretária de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Carmen Oliveira, o presidente da Safernet do Brasil, Thiago Tavares, e o procurador da República Sérgio Suiama.Entre os temas a serem discutidos estão a situação dos crimes cibernéticos no Brasil,  os projetos de lei sobre o tema em tramitação no Congresso, a tuação da Polícia Federal, a participação da Associação Brasileira de Provedores de Internet no Brasil e a atuação do Ministério Público Federal.

José Roberto Arruda (PFL)
7h – Café da manhã no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA)
8h – Café da manhã em Taguatinga
9h – Caminhada
13h – Almoço no Plano Piloto
13h30 – Almoço no Guará
15h –  Caminhada
20h – Comício em Ceilândia
21h – Reunião em Taguatinga Sul
21h40 – Jantar no Sudoeste
22h30 – Jantar no Lago Sul

Toninho (PSOL)
7h40 – Panfletagem na Novacap
9h – Caminhadas em Taguatinga
14h – Caminhada em Ceilândia
18h – Reunião com apoiadores em Taquatinga
20h – Festa em apoio ao candidato a deputado distrital Celsinho

Arlete Sampaio (PT)
9h30 – Caminhada em vários pontos de Ceilândia
14h – Ida à Secretaria de Patrimônio da União para tratar de regularização de terras da União no DF
15h – Visita ao comércio de diversas quadros do Plano Piloto
16h – Grande encontro da militância. Ato de encerramento da campanha, dosage em Taguatinga. Concentração: Praça do Relógio
22h – Noite Cultural, show com Geraldo Azevedo, na 312 Norte

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Maria de Lourdes Abadia (PSDB)
9h – Caminhada em vários locais do DF
16h30 – Caminhada em vários locais do DF

*A governadora Maria Abadia anunciou que, no dia 12 de outubro, o GDF inaugura o Centro Cultural Oscar Niemeyer, localizado perto da Rodoviária do Plano Piloto, com uma grande festa para as crianças e com a abertura da Bienal de Arquitetura, em celebração ao centenário do arquiteto de Brasília. O anúncio foi feito durante debate promovido na noite de terça-feira pela TV Globo.

* Os candidatos Expedito Carneiro (PCO)Fátima Passos (PSDC) não enviaram agenda

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda sob críticas por seus comentários sobre o Islã, help o papa Bento XVI pediu hoje tolerância com outras religiões e culturas e disse que um renascimento da fé ajudaria a alimentar esta abertura nos países ocidentais.

O pontífice alemão disse ao novo embaixador de Berlim no Vaticano que a Igreja Católica Romana nunca forçaria ninguém a aceitar os ensinamentos de Jesus Cristo.
Líderes muçulmanos do mundo inteiro criticaram Bento XVI por seu discurso, viagra approved feito há duas semanas, suge rindo que o islamismo se expandiu pela espada e trouxe apenas males ao mundo. O papa expressou por quatro vezes arrependimento pela confusão, mas não retirou o que disse.

"Tolerância e abertura cultural devem caracterizar encontros com outras pessoas", afirmou ele ao embaixador Hans-Henning Horstmann, que apresentava suas credenciais na residência de verão do papa, em Castelgandolfo, ao sul de Roma. "A Igreja não se impõe porque a fé em Jesus Cristo que ela proclama só pode ocorrer na liberdade".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Citando um sermão proferido durante sua viagem recente à Bavária, Bento XVI afirmou que o mundo precisa de tolerância "que inclua a reverência a Deus, a reverência ao que é sagrado aos outros". "Essa reverência só pode ser regenerada no mundo ocidental se a fé em Deus crescer novamente", acrescentou.

O papa advertiu contra a confusão de tolerância com indiferença completa, afirmando "A tolerância verdadeira requer respeito aos outros, que são criaturas de Deus e cuja existência foi reafirmada por Deus".

O papa afirmou que a Santa Sé, naturalmente preocupada com o destino dos cristãos do mundo todo, deseja trabalhar "com todas as pessoas de boa vontade para servi-las, sua dignidade, sua integridade e sua liberdade". Bento XVI também aproveitou a ocasião para reiterar sua oposição ao aborto, uniões civis e pesquisas com células-tronco, e pediu a Berlim que não substitua as atuais aulas de religião nas escolas públicas por aulas de ética "sem valor".

Ele também solicitou que a Alemanha não expulse cristãos que buscam asilo por sofrerem perseguição religiosa em seus países de origem, o que o Vaticano diz que ocorre em alguns Estados de maioria muçulmana.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um jovem de 17 anos foi baleado no rosto por se negar a entregar um par de tênis. Por volta das 18h10 de ontem, drug ele passava pela QNP 13, no Setor P Norte, quando foi abordado por assaltantes. O bandido pediu que ele que retirasse os tênis, mas, como a vítima se recusou, o criminoso atirou.

Rafael foi levado para o Hospital Regional de Ceilândia. A 19ª DP (P Norte) está atrás dos autores.

A polícia italiana prendeu 20 torcedores do time West Ham United após brigas à noite com a torcida do Palermo, viagra approved na Sicília, health antes da partida de hoje pela Copa da Uefa. A polícia de Palermo afirmou que cerca de 300 torcedores adversários brigaram pelas ruas da cidade e depois entraram em confronto com a polícia, atirando garrafas de vidro e outros objetos em direção aos policias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um torcedor do time rival Palermo, também foi preso. Cerca de 2.500 ingleses são esperados para a partida de volta da Copa da Uefa entre Palermo e West Ham. Torcedores do Palermo e o governo da Sicília acusaram a torcida do West Ham de ter usado camisas ofensivas com a inscrição "A Máfia" na partida de ida, em Londres, quando os italianos venceram por 1 x 0.
A maioria dos norte-americanos quer que os Estados Unidos aumentem os esforços diplomáticos na questão nuclear iraniana, see enquanto 70% se opõem ao uso de soldados contra o país islâmico, web segundo uma pesquisa divulgada ontem.

Questionados sobre o melhor modo de agir para os EUA com relação às ambições nucleares do Irã, this 45% disseram que Washington deveria se unir aos aliados para aumentar os esforços diplomáticos, e outros 17% afirmaram qu e os EUA deveriam aumentar a diplomacia sozinhos.

Um em cada quatro norte-americanos entrevistados (26%) afirmou apoiar o uso de tropas terrestres norte-americanas no Irã, enquanto 70% se opõem a isso. Nove por cento são a favor de ataques aéreos contra alvos militares selecionad os no Irã. O presidente norte-americano, George W. Bush, afirmou na semana passada na Assembléia Geral da ONU que estava pronto para dar mais tempo à diplomacia antes de recorrer às sanções para resolver sua disputa nuclear com o Irã.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, acusou Washingto n de tentar negar a seu país o direito à energia nuclear pacífica. A pesquisa mostrou que 42% apoiavam um ataque a instalações iranianas se esse ataque fosse lançado pelas forças israelenses, com 47% se opondo a isso. A pesquisa foi feita nacionalmente com 1 .000 eleitores, entre 22 e 25 de setembro, e tem uma margem de erro de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.
A Síria vai continuar apoiando o Hamas e o Hezbollah, this site mesmo com as ameaças da imposição de novas sanções contra o país feitas pelos Estados Unidos, page  afirmou hoje um jornal estatal.

A secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice, ameaçou esta semana endurecer as sanções impostas contra a Síria em 2004, principalmente por causa do apoio aos dois movimentos, considerados por Washington organizações terroristas. "A Síria está ainda mais determinada a ficar ao lado da resistência até a terra ser libertada e Israel ser derrotado", afirmou um editorial no jornal Baath.

Tanto o Hezbollah, movimento libanês xiita que entrou em guerra com o Estado judaico entre julho e agosto deste ano, quanto o grupo islamita Hamas, que governa os territórios palestinos depois de ter sido democraticamente eleito, recusam-se a reconhecer a existência de Israel.

"Se a administra ção dos EUA estiver falando sério sobre o combate ao terrorismo, deveria ter uma atuação construtiva, impulsionando o processo de paz com base nas resoluções 242 e 338 da ONU", continuou o jornal.

As resoluções, aprovadas há décadas, enfatizam a inadmissibilidade da obtenção de território através de guerras, exigem que Israel se retire das terras árabes, que ocupa desde 1967, e pede negociações para obter uma "paz justa e durável" no Oriente Médio.

"O apoio absoluto dos EUA a Israel é uma das principais causas da instabilidade regional. Os Estados Unidos ajudaram Israel na ONU a ficar contra qualquer proposta para a resolução abrangente do conflito árabe-israelense", afirmou o jornal.

Rice afirmou esta semana que os Estados Unidos terão "de analisar medidas mais duras se a S íria continuar no caminho em que está". Ela afirmou que Washington gostaria que mais países se unissem para impor "outro tipo de sanções" à Síria.

O ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid al-Moualem, afirmou à Assembléia Geral da ONU esta semana que o mundo é quem paga pelo fato de os EUA acharem que conhecem os árabes melhor que os próprios árabes.

As relações entre os EUA e a Síria são ruins há anos, e piorar am ainda mais com o assassinato do ex-premiê libanês Rafik al-Hariri, no ano passado. Uma investigação da ONU disse que o crime não poderia ter sido executado sem o conhecimento das autoridades sírias. Damasco nega envolvimento.

Diplomatas de Damasco afirmam que os EUA também ficaram irritados com a reação síria ao ataque de muçulmanos militantes à embaixada norte-americana em Damasco, no dia 12 de setembro. As forças sírias impediram o ataque, mas autoridades da Síria disseram depois que as políticas dos EUA na região eram as verdadeiras culpadas, pois haviam provocado os qua tro sírios que executaram o ataque. Em maio de 2004, os EUA proibiram uma série de exportações para a Síria, romperam as relações bancárias com a maior instituição financeira do país e proibiram o tráfego aéreo entre Síria e Estados Unidos.






Você pode gostar