Mundo

Política de Covid zero pode durar 5 anos em Pequim, diz autoridade chinesa

A severa política de Covid zero da China, com testagem em massa obrigatória e restrições a viagens, pode se estender pelos próximos 5 anos

São Paulo, SP

A severa política de Covid zero da China, com testagem em massa obrigatória e restrições a viagens, pode se estender pelos próximos cinco anos em Pequim, de acordo com um aviso publicado nesta segunda-feira (27) em diversos meios de comunicação local controlados pelo governo do país.

“Nos próximos cinco anos, Pequim compreenderá incessantemente a normalização da prevenção e controle da epidemia”, dizia a notícia, atribuída a Cai Qi, secretário do Partido Comunista em Pequim.

Nas redes sociais, o anúncio provocou raiva e confusão entre os moradores da cidade. A maioria dos comentaristas não parecia surpresa com a perspectiva de o sistema continuar por mais meia década, mas poucos apoiaram a ideia. Depois de a notícia ter se espalhado, a referência a “cinco anos” foi removida das reportagens e uma hashtag relacionada excluída da rede social Weibo.

Sob a mão de ferro do líder Xi Jinping, as autoridades chinesas têm mantido o país na política de Covid zero, apesar de o resto do mundo ter optado pelo caminho da coexistência ou mitigação da doença. Xi ordenou que os oficiais em Pequim equilibrem a estrita vigilância da Covid com o crescimento econômico, já que as medidas de restrição incomodam os moradores.

Matéria publicada em 27 de junho de 2022 11:04

Redação Jornal de Brasília

Notícias Recentes

Poços de água do governo para Nordeste têm indícios de sobrepreço de R$ 131 milhões

‘Estadão’ mostrou como a ‘força-tarefa das águas’ federal entregou poços sem bombeamento

17 de agosto de 2022

Candidatos à Presidência têm propostas opostas em temas como trabalho e privatização

Veja o que defendem para a economia os principais postulantes ao Planalto

17 de agosto de 2022

‘Liberdade de expressão não é liberdade de agressão’; leia discurso de Moraes em posse no TSE

Fala do ministro ocorreu em frente ao presidente Jair Bolsonaro (PL)

17 de agosto de 2022

Carlos Bolsonaro vai à posse no TSE e se recusa a aplaudir Moraes

Filho do presidente da República trocou um rápido cumprimento com Alckmin, vice de Lula na disputa presidencial

17 de agosto de 2022

Vítimas de golpe do bitcoin pedem R$ 7 bi em ação na Justiça

Empresa Atlas Quantum é acusada de manter 15 mil bitcoins e 34,8 mil criptodólares de forma irregular

17 de agosto de 2022

Governo muda regras do auxílio-inclusão; veja quem tem direito

Quem conseguir emprego como autônomo, militar ou pequeno produtor rural pode ter benefício de R$ 606

17 de agosto de 2022

This website uses cookies.