Mundo

Otan critica Rússia por colocar mísseis na fronteira com Polônia e Lituânia

Por Agência Estado 22/11/2016 6h00

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) classificou como “uma postura militar agressiva” o governo da Rússia mover mísseis antinavio para a perto da fronteira com a Polônia e a Lituânia, e pediu por um maior diálogo para esfriar a escalada das tensões entre as partes.

Em um comunicado, a organização afirmou que colocar mísseis próximo à fronteira dos países da aliança “não ajuda a diminuir as tensões ou restaurar a previsibilidade das nossas relações”. A Otan pediu por mais transparência dos movimentos militares para “evitar acidentes e o risco de desentendidos”.

Moscou tem vigorosamente objetado o postagem de unidades militares da Otan próxima à fronteira com a Rússia, e agora está instalando lançadores de mísseis na província de Kaliningrado. Ontem, o presidente russo Vladimir Putin teria dito a agências de notícias locais que Moscou poderia atacar alvos da Otan caso acreditasse que eles ameaçavam a Rússia. Fonte: Associated Press.

Fonte: Estadao Conteudo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar