Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Homem é queimado vivo durante briga com manifestantes em Hong Kong

“No incidente mais assustador, os manifestantes derramaram líquido inflamável sobre uma pessoa e atearam fogo nela”, disse o porta-voz da polícia John Tse

Por Lindauro Gomes 11/11/2019 10h19
Protesters run as police deploy water cannon at the Mong Kok district of Hong Kong on November 11, 2019. – A police officer shot a masked protester in an incident shown live on Facebook and a man was set on fire November 11 during one of the most violent days of clashes in Hong Kong since pro-democracy unrest erupted more than five months ago. (Photo by Philip FONG / AFP)

Da Redação
[email protected]

A polícia de Hong Kong informou nesta segunda-feira que um homem foi molhado com um líquido inflamável e transformado em uma tocha humana após uma briga com manifestantes pró-democracia, um ataque de violência incomum que foi gravado em vídeo e transmitido pelas mídias sociais.

Pelo menos três vídeos do que aconteceu foram postados em fóruns usados por manifestantes.

Em todos eles, o homem, usando camisa verde, é visto discutindo com outras pessoas em uma passarela.

Um dos vídeos mostra um homem vestido de preto borrifando um líquido na vítima antes de incendiá-la, causando pânico entre as pessoas que estavam por perto.

“No incidente mais assustador, os manifestantes derramaram líquido inflamável sobre uma pessoa e atearam fogo nela”, disse o porta-voz da polícia John Tse em entrevista coletiva, enquanto imagens do ataque eram transmitidas em uma tela.

“O homem foi hospitalizado em estado crítico”, acrescentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Essa agressão ocorreu no bairro de Ma On Shan, cerca de 20 quilômetros ao norte do distrito financeiro central. A segunda-feira foi um dos dias mais violentos em Hong Kong desde o início, cinco meses atrás, da mobilização da pró-democracia, que representa a mais grave crise política na ex-colônia britânica desde a sua devolução para a China em 1997.

Tse disse ainda que, pouco antes do ataque, manifestantes mascarados haviam saqueado a estação Ma On Shan.

Os investigadores acham que o homem de camisa verde “perseguiu os vândalos”.

“Mais tarde, eles o espancaram e o transformaram em uma tocha humana”, acrescentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um porta-voz da autoridade sanitária disse que um homem com queimaduras foi internado no Hospital Prince of Wales, o centro mais próximo de Ma On Shan.

A origem da briga é desconhecida, mas no vídeo parece que o homem de camisa verde critica os apoiadores do movimento pró-democracia e que as pessoas na passarela respondem a ele com insultos.

su-jta/jac/jhd/bc/bl/cn

© Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar