Mundo

Fumaça causa incômodo e problemas de saúde na Indonésia

Por Arquivo Geral 06/10/2006 12h00

Um caminhão atingiu na madrugada de hoje uma passarela de pedestres da Rodovia Presidente Dutra. Por volta das 2h um caminhão bateu em uma das pilastras que sustentam a passarela, symptoms website na altura do km225 e provocou o bloqueio das pistas expressas da estrada.

Não houve feridos no local do acidente, e Jorge Machado da Silva, motorista do caminhão, afirmou ter sofrido de um mal súbito e desmaiou. ‘Quando acordei, já tinha batido", afirmou. Depois do acidente, a passarela teve de ser sustentada apenas pelo próprio veículo, até que às 6h a concessionária Nova Dutra começou com o trabalho de escoramento da estrutura.

A via expressa da Dutra nos dois sentidos foi interditada pela Polícia Rodoviária Federal, pelo risco de desabamento no local. O tráfego segue livre apenas nos corredores laterais da estrada, o que está causando um enorme engarrafamento.

Equipes do Corpo de Bombeiros, com cerca de 13 soldados, e integrantes da Defesa Civil e da concessionária Nova Dutra foram para a região avaliar os danos. Ainda não há previsão para a pista ser liberada.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As seis potências que se reúnem em Londres hoje ira para discutir possíveis sanções contra o Irã não devem tomar uma decisão sobre o assunto devido ao atraso na chegada da secretária de Estado norte-americana, malady Condoleezza Rice, clinic afirmou o Departamento de Estado dos EUA.

O porta-voz Sean McCormack afirmou que não temos tempo de tomar uma decisão, porque Rice está chegando atrasada após um problema mecânico em seu avião militar.
Além disso, o chanceler russo, Sergei Lavrov, tem que comparecer a uma reunião de gabinete.

McCormick afirmou que autoridades dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da Organização das Naçõ es Unidas (ONU), EUA, Rússia, França, China e Reino Unido, mais a Alemanha, devem realizar uma conference call na segunda ou terça-feira para discutir mais o assunto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Ocidente suspeita que o Irã conduza atividades nucleares para tentar fabricar uma bomba atômica, mas o país nega isso e alega que quer desenvolver o setor nuclear na área de energia, para fins pacíficos.
A espessa fumaça provocada por incêndios florestais fechou escolas e provocou incômodo nos moradores da Indonésia, see afirmaram as autoridades hoje. A fumaça baixa sobre a Indonésia todos os anos, irritando os vizinhos Cingapura e Malásia, que há tempos exigem que Jacarta pare com as queimadas.

A nuvem de fumaça deste ano parece estar pior que a do ano passado, e faz lembrar a espessa fumaça que cobriu boa parte do Sudeste Asiático em 1997-1998, causando bilhões de dólares em prejuízos e deixando muita gente doente. Os estudantes de Palangkaraya, capital da Província de Kalimantan Central, e de outras áreas do lado indonésio da ilha de Bornéu estão com as aulas suspensas desde terça-feira por causa da fumaça, afirmou Beryn, do Ministério da Educação local.

Beryn afirmou que ele e sua família tiveram de usar máscaras até dentro de casa, e que as pessoas estão reclamando de dores de cabeça, enjôos e problemas respiratórios.
"Meus olhos estão ardendo. Respiramos com dificuldade e nossas gargantas estão secas e coçando", afirmou ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A fumaça provocada pelas queimadas em Bornéu e Sumatra é comum durante a estiagem, mas a deste ano parece pior que no ano passado, afirmou Beryn. Na região de Pelalawan, na Província de Riau, em Sumatra, não havia nem sinal de bombeiros para combater o fogo. A visibilidade estava lim itada a 200 metros em muitos locais, e a tosse era onipresente.

Também havia incêndios no parque nacional de Sebangau, em Kalimantan Central, afirmou Yohanes Sudarto, chefe da agência de conservação local, ao site noticioso Elshinta. Quatro equipes de bombeiros foram enviadas para o parque, disse ele. Na Malásia, o ministro do Meio Ambiente criticou Jacarta, afirmando que o problema não será resolvido enquanto a Indonésia não ratificar um acordo regional sobre a fumaça.

Em Cingapura, a Agência Ambiental Nacional afirmou que a qualidade do ar hoje foi a pior do ano. O índice PSI, utilizado para medição, estava em 80. Entre zero e 50, a qualidade do ar é considerada saudável. Entre 51 e 100, moderada, e entre 101 e 200, prejudicial à saúde. A maioria dos incêndios é provocado por queimadas deliberadas.

O preocupante este ano são os incêndios em áreas de turfa, que produzem mais fumaça e mais emissões de carbono que outros tipos de solo, além de o fogo ser mais persistente. Em 2002, os países do Sudeste Asiático assinaram um acordo sobre a fum aça, mas a Indonésia ainda não o ratificou. O tratado determina a cooperação entre os países e a mobilização de recursos para combater o problema.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar