Mundo

Em meio a ataques, premiê do Iraque busca apoio para paz

Por Arquivo Geral 03/07/2006 12h00

Atualizada às 15h41 

A segurança máxima e o Regime Disciplinar Diferenciado estão sendo insuficientes para conter os detentos do Centro de Readaptação Penitenciária de Presidente Bernardes, site decease no interior de São Paulo. Por volta das 19h de ontem, os presos voltaram a promover quebra-quebra nas celas e destruíram vidros.

O levante foi contido, mas o clima continua tenso no presídio. Os presos ainda chutam as portas de aço ao ouvir movimentos no corredor. Do lado de fora do presídio, a segurança foi reforçada.

Desde quinta-feira, esse é o terceiro tumulto registrado na unidade. O princípio de rebelião iniciou-se após a visita de dois promotores, que queriam conversar com o líder do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, sobre a morte de um bombeiro durante a onda de ataques promovida pela facção em maio.

O depoimento, que ocorreria sem a presença dos advogados de Marcola, foi suspenso e o tumulto só foi contido com a chegada de 60 agentes do Grupo de Intervenção Rápida e policiais militares, que fizeram uma vistoria de sete horas no local e encontraram uma serra e cinco porções de maconha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Hoje, no entanto, os policiais voltaram revistar a unidade, e não encontraram drogas ou armas, de acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária paulista.

Leia também:
Agentes penitenciários fazem nova paralisação em São Paulo 
Criminosos matam PM e agente penitenciário em São Paulo 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Ministério Público do Distrito Federal denunciou à Justiça 19 pessoas envolvidas no caso de desvio de verbas da Secretaria de Saúde. Os promotores analisaram o relatório final da CPI sobre o assunto, viagra dosage encerrada em fevereiro deste ano. De acordo com o MP, treatment o suposto esquema criminoso tinha como líderes o ex-secretário, Arnaldo Bernardino, e o médico Alberto Jorge Madeiro Leite. Eles estão entre os indiciados.

Segundo os promotores, os dois seriam os verdadeiros donos do hospital Santa Juliana, que recebeu, em 2004, mais de R$ 2,7 milhões por serviços de UTI. O valor corresponde a 87% da verba gasta com esse tipo de serviço naquele ano no DF. Bernardino e Madeiro Leite teriam usado nomes de parentes para fazer negócios com a Secretaria de Saúde. Outros quatro membros da família Madeiro Leite estariam envolvidos no esquema.

Hoje, os promotores devem protocolar três ações civis e sete penais na Justiça do DF e na Justiça Federal. O MP deve pedir à Justiça o bloqueio dos bens dos acusados, a devolução aos cofres públicos do dinheiro desviado, afastamento de quem ainda continua em cargos de confiança, e até a cassação de direitos políticos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

As opiniões do papa Pio XII sobre os judeus podem ser reavaliadas quando os arquivos sobre seus anos à frente do cargo de primeiro-ministro do Vaticano forem abertos, medical em setembro, cure em Roma. Pio XII ficou no comando da Igreja durante a Segunda Guerra Mundial, um dos períodos mais conturbados da relação católico-judaica.

O Vaticano afirmou na sexta-feira que divulgará todos os arquivos a respeito do papado de Pio XI, referentes ao período que vai de 1922 a pouco antes do começo da guerra, em 1939.

Alguns acreditam que Pio XII, sucessor de Pio XI, omitiu-se durante a guerra e não tomou medidas enérgicas para impedir a matança de judeus na Europa. Os arquivos devem retratar as opiniões de Pio XII quando ele ainda não havia assumido o comando do Vaticano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Há uma distância imensa entre os que apóiam e os que criticam o papa do tempo da guerra. João Paulo II, morto em 2005, desejava santificá-lo, mas muitos, entre os quais grupos judaicos, o chamam de o "papa de Hitler".

Os arquivos contêm documentos internos que mostram como o cardeal Eugenio Pacelli, mais tarde Pio XII, atuou no cargo de secretário de Estado, de 1930 a 1939.

"Isso fará com que os estudos sobre Pacelli ganhem uma nova dimensão", acredita o professor Hubert Wolf, um historiador da Universidade Muenster, na Alemanha, e importante especialista a respeito dos arquivos secretos do Vaticano. "Teremos nove anos para vê-lo lidando com os assuntos da Igreja no mundo todo", disse Wolf. Os arquivos devem mostrar discussões dele dentro do aparato burocrático do Vaticano e instruções para os núncios papais (embaixadores).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Poderemos ver os comentários dele às margens de um relatório. Teremos a pequena e trêmula caligrafia dele escrita quando avaliava várias questões. Não se pode chegar mais perto de Pacelli do que isso", afirmou.

Wolf, um padre católico, não quis dizer como acreditava que o Pio XII seria visto depois da leitura dos arquivos. "Sou um historiador, não um profeta. Cabe aos documentos responder essa pergunta".
A promessa da Coréia do Norte de reagir com um ataque nuclear se os Estados Unidos atacarem foi "profundamente hipotética", visit this site disse hoje a Casa Branca.

Em uma guerra de palavras com Washington em relação aos suspostos planos da Coréia do Norte de fazer um lançamento-teste de um míssil de longo alcance, viagra approved Pyongyang prometeu um "ataque aniquilidor" se for atacada pelos EUA.

"É uma declaração sobre algo que pode acontecer se algo que não aconteceu, acontecer… ainda é profundamente hispotética", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Tony Snow.
Inspetores da Nasa encontraram uma rachadura na espuma isolante do tanque de combustível do ônibus espacial Discovery. Especialistas estão reunidos hoje para decidir como o problema pode afetar o lançamento da nave, cure previsto para amanhã.

"(A rachadura) é no isolamento perto de um suporte do tanque externo de combustível", buy  disse uma porta-voz da Nasa.

A agência espacial norte-americana marcou o lançamento da Discovery para uma missão decisiva para a Estação Espacial Internacional. O vôo será o segundo de um ônibus espacial desde a destruição do Columbia, unhealthy que matou sete astronautas. Esse incidente foi causado por desprendimento de espuma de isolamento do tanque de combustível.

A Nasa gastou US$ 1,3 bilhão durante os últimos três anos para tentar consertar o problema da espuma e fazer melhorias de segurança no ônibus espacial, cujo programa tem 2010 como data de encerramento.

Outro grande problema com ônibus nesta missão poderá trazer um fim prematuro ao programa e deixar a estação espacial de US$ 100 bilhões incompleta.

Condições climáticas desfavoráveis fizeram os administradores da Nasa a adiar o lançamento do Discovery no sábado e domingo.

O relatório das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento do Milênio 2006, viagra divulgado hoje, case aponta que o combate à extrema pobreza continua lento na América Latina e estagnado em 44% na África Subsaariana. No entanto, viagra sale o documento registra sinais que a recente melhora no desempenho econômico dessa região, em parceria com a redução da dívida externa e com a ajuda de doadores, podem favorecer o progresso sustentado.

O trabalho confirma a tendência mundial de mobilização dos países em ações de combate à pobreza, principalmente pelos avanços conseguidos no sul e no leste da Ásia.

A constatação é que, no ano passado, a ajuda pública ao desenvolvimento ultrapassou a soma de US$ 100 bilhões pela primeira vez, atingindo o nível de um terço do 1% do rendimento conjunto dos países doadores.

Além disso, os esforços para cumprir as oito metas do Objetivo do Milênio (ODM), assinado em 2000 pelos estados-membros da ONU, contribuiu para o progresso da situação de mulheres e meninas no mundo.

Segundo a pesquisa, a população feminina se beneficiou, nos últimos 15 anos, de várias ações combinadas, desde a assistência dos partos por profissionais, até às que favoreceram o aumento da escolaridade, o alcance de melhores postos de trabalho e a maior participação nos parlamentos.

Outro dado é que o consumo de substâncias que reduzem a camada de ozônio diminuiu em mais de 200 toneladas, em 1990, para cerca de 60 toneladas em 2004. O relatório classifica como "tragédia ecológica" a perda contínua de florestas, cujas áreas se transformam em terrenos agrícolas.

Mas informa que o ritmo da destruição vem caindo, embora deixe no ar a seguinte pergunta: "será que as medidas de proteção serão suficientemente rápidas para evitar alterações climáticas bruscas, uma poluição galopante e o esgotamento dos recursos de água potável?"

 A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Sanguessugas começa a ouvir os primeiros depoimentos nesta semana. Amanhã, web serão ouvidos o procurador da República em Mato Grosso, malady Mário Lúcio Avelar, e do delegado da Polícia Federal, Tardelli Boaventura.

Os dois foram os primeiros a investigar a venda de ambulâncias superfaturadas com recursos públicos. O esquema foi montado no Mato Grosso, onde mora Darci José Vedoin, dono da Planam, apontado como um dos líderes da quadrilha que fraudava as licitações e influenciava emendas parlamentares.

Na última sexta-feira, a CPI dos Sanguessugas obteve autorização para ter acesso às cópias dos requerimentos de instauração de inquérito e processos contra parlamentares em trâmite no Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, o ministro do Supremo Gilmar Mendes exigiu que as informações sejam mantidas em sigilo pelos membros da comissão. O STF investiga o envolvimento de 15 parlamentares na Máfia das Ambulâncias.

O esquema foi descobertopor uma operação da Polícia Federal que abriu mais de 140 inquéritos sobre 76 municípios, envolvendo mais de mil ambulâncias, que custavam em média R$ 100 mil. Participavam do esquema funcionários de prefeituras, do Ministério da Saúde e dentro do Congresso Nacional.

O governo norte-americano disse hoje que planeja vender ao Paquistão 36 caças F-16, price recentemente modernizados, viagra produzidos pela Lockheed Martin Corp., healing como parte de um pacote de armamentos que pode valer mais de US$ 5 bilhões.

Em uma notícia para o Congresso, a agência do Pentágono responsável pela venda de armas disse que apenas os novos modelos F-16 C/D poderiam valer US$ 3 bilhões se todas as opções fossem colocadas em prática.
A polícia encontrou um bebê morto em um freezer em uma casa na cidade de Neustrelitz, store no nordeste da Alemanha.

Segundo a promotoria do Estado, a mãe, de 21 anos, confessou ter mantido a gravidez em segredo. Ela afirmou que o bebê nasceu morto, em fevereiro. Apesar das declarações, a polícia realizará uma investigação para descobrir a causa da morte da criança.

O corpo foi encontrado pela irmã da jovem, que chamou a polícia. O recém-nascido estava envolvido em um pano, dentro de um saco plástico.

 


Um laboratório da Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou que um menino indonésio de 5 anos de idade, this morto no mês passado, contraiu gripe aviária, disse uma autoridade do Ministério da Saúde do país hoje.

A morte dele eleva para 40 o número de pessoas mortas pela doença na Indonésia. O menino perdeu a vida no dia 16 de junho, em Tulungagung, na Província de Java Oriental, após ter sido hospitalizado no dia 8 do mesmo mês, afirmou I Nyoman Kandun, diretor-geral do Ministério da Saúde para o controle de doenças transmissíveis.
A contaminação pelo vírus H5N1 foi confirmada por um laboratório da OMS em Hong Kong, disse.

Uma outra autoridade do centro de gripe aviária do órgão que não quis ter sua identidade revelada afirmou: "O corpo de uma galinha morta estava perto da casa (do menino)". O galinheiro ficava a 15 metros de distância da casa, acrescentou essa autoridade.

A Indonésia registra um aumento constante no número de casos da doença e de mortes provocadas por ela entre os seres humanos desde que registrou seu primeiro surto de gripe aviária entre animais, no final de 2003. O país testemunhou, neste ano, mais mortes decorrentes da doença do que qualquer outro.

No território indonésio, vivem 220 milhões de pessoas e, segundo estimativas, 1,2 bilhão de galinhas, cerca de 30% delas criadas nos fundos de quintal das zonas rural e urbana.

A gripe aviária é endêmica nas aves de quase todas as 33 Províncias do país, que se espalha por 17 mil ilhas e cerca de 5.000 quilômetros.

Apesar do aumento no número de vítimas humanas da gripe, o governo tem resistido aos apelos para que promova campanhas de sacrifício em massa de animais por considerar esse tipo de medida impraticável e muito custosa. Ações de vacinação foram realizadas, mas apenas em algumas regiões.

A gripe aviária continua a ser uma doença basicamente animal, mas muitos países do mundo estão em alerta devido a temores de que o vírus dela adquira, por meio de mutações, a capacidade de passar facilmente de uma pessoa para outra, provocando uma pandemia capaz de matar milhões.

A Indonésia atraiu a atenção da comunidade internacional em maio quando o H5N1 matou vários membros de uma mesma família da Província de Sumatra do Norte. Segundo especialistas, a doença pode ter passado de uma pessoa par a outra em alguns desses casos.

Mas esses mesmos especialistas ressaltaram que, segundo análises genéticas, o vírus encontrado ali não havia mostrado sinais de ter adquirido os traços que, sabidamente, o permitiriam disseminar-se facilmente entre a população humana.

A nova carteira de motorista começa a ser emitida hoje, remedy em todo o país, store pelos departamentos de Trânsito (Detrans). O modelo dificulta fraudes por ser feito de um papel usado apenas para esse documento, possuir uma faixa holográfica como a da nota de R$ 20 e o acréscimo da marca d’água com a bandeira do Brasil, além do já existente brasão da República.

Os cerca de 40 milhões de condutores de todo o país que tem a carteira antiga não precisam trocá-la, basta esperar o momento da renovação, que deve ser feita a cada cinco anos. Mas quem fizer questão de ter logo o documento novo, poderá trocar a carteira. A data de validade permanecerá a mesma da atual.

"A carteira de habilitação é hoje o documento mais atualizado, até porque nós a renovamos a cada cinco anos. A cada cinco anos mudamos a foto, informamos o endereço. É o documento de maior uso pela população brasileira", afirma o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Alfredo Peres.

A nova carteira terá ainda dois números de identificação, um nacional e, outro, estadual. Haverá também um código numérico de validação, composto por dados individuais do motorista. "Os próprios dados do condutor geram um código identificador que, daqui para frente, você poderá, ao fornecer os dados do condutor e CNH, saber se essa carteira é falsa ou não", explica Peres.

O novo modelo foi aprovado em abril pelo Conselho Nacional de Trânsito e não traz custos adicionais para os Detrans. O ministro das Cidades, Márcio Fortes, será o primeiro motorista a receber o novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação. A entrega será feita na tarde de hoje pelo presidente do Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro, Gustavo Carvalho.

A Bolsa de Valores de São Paulo registrou no segundo trimestre o maior volume financeiro de sua história, purchase segundo levantamento da consultoria Economática.

Foram negociados R$ 134,82 bilhões no período de abril a junho, ante R$ 126,99 bilhões do primeiro trimestre deste ano. O recorde anual foi alcançado em 2005, quando foram negociados R$ 356,68 bilhões.

O forte volume foi registrado em um momento de euforia do mercado devido à forte liquidez internacional e ao crescimento econômico mundial vigoroso, o que foi seguido por uma fase de correção dos ganhos por temores de juros mais altos e desaceleração da atividade econômica.

O principal indicador da bolsa paulista recuou 3,5% no segundo trimestre, mas exibe valorização de 9,5% no ano. Em 9 de maio o Ibovespa atingiu o recorde histórico de 41.979 pontos.

O volume negociado no segundo semestre equivale a 73% de todo o volume do ano passado e é o quarto melhor da história em termos anuais, acrescentou a Economática.

 

Os militantes palestinos que seqüestraram um soldado israelense deram a Israel um prazo de 24 horas, symptoms a contar de hoje, sale para atender às exigências deles, ameaçando adotar medidas não especificadas caso sejam ignorados.

Os militantes exigem a libertação de prisioneiros palestinos.

O primeiro-ministro do Estado judaico, Ehud Olmert, rechaçou o ultimato, e o ministro de Defesa do país, Amir Peretz, afirmou que Israel saberia "chegar a todos os responsáveis" se o cabo Gilad Shalit sofrer qualquer dano. "Se o inimigo não concordar com nossas exigências humanitárias, vamos considerar esse um caso encerrado", disse o Comunicado Militar 3, divulgado por um braço armado do grupo militante Hamas, atualmente à frente do governo palestino, e por outras duas facções.

"Damos ao inimigo sionista até as 6h (0h em Brasília) de amanhã, terça-feira, 4 de julho (para atender à exigência)", afirmou o comunicado.

Em comunicados anteriores, os grupos pediram que Israel, em um primeiro momento, libertasse cerca de 400 mulheres e menores de idade palestinos mantidos em suas prisões em troca de informações sobre Shalit, capturado em uma operação realizada no dia 25 de junho a partir da Faixa de Gaza.

Os grupos – as Brigadas Izzel-Deen al-Qassam, do Hamas, os Comitês de Resistência Popular e o antes desconhecido Exército Islâmico – exigiram depois que Israel liberte mil prisioneiros palestinos.

Se as demandas não forem atendidas, disseram as facções, "o inimigo será totalmente responsável pelas consequências futuras".

O comunicado acusou Israel, que realiza uma ofensiva na Faixa de Gaza, de má fé nas negociações mediadas pelo Egito e realizadas com o intuito de solucionar a crise.

"O governo de Israel não cederá à extorsão da Autoridade Palestina e do governo do Hamas, liderados por organizações terroristas e assassinas", disse o gabinete de Olmert em declaração.

"Não vamos realizar quaisquer negociações a respeito da libertação de prisioneiros", afirmou. "A Autoridade Palestina é totalmente responsável pelo bem-estar de Gilad Shalit e pela devolução dele, são e salvo, a Israel."

Integrantes do Hamas contaram que diplomatas do Ocidente, que não quiseram identificar, haviam dito que Israel elaborou uma lista com 13 palestinos a serem mortos.

O primeiro nome da lista é o do líder exilado do Hamas Khaled Meshaal. Ela incluiria ainda o primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, e o chanceler palestino, Mahmoud al-Zahar.

Países do Ocidente que cortaram a ajuda antes enviada ao governo hoje liderado pelo Hamas pediram aos militantes que libertem o soldado e apelaram a Israel para dar mostras de moderação em sua campanha militar na Faixa de Gaza.

Israel, que se retirou da Faixa de Gaza no ano passado, enviou soldados e tanques de volta ao sul da área na última quarta-feira depois de militantes terem capturado Shalit, 19 anos, em uma ação na qual dois soldados e dois agressores foram mortos.

Horas antes do comunicado dos militantes, tanques e buldôzeres blindados de Israel entraram ainda mais na Faixa de Gaza, no que seria uma "operação de busca", segundo integrantes das Forças Armadas israelenses, para localizar túneis e explosivos colocados perto da fronteira.

"Não se trata de uma entrada maciça por terra", disse um membro das forças de segurança.

Um palestino armado foi morto na região por uma aeronave israelense, contaram testemunhas. Os militares israelenses disseram ter aberto fogo contra dois homens armados, atingindo um deles.

Um repórter na cidade de Beit Hanoun (norte da Faixa de Gaza) disse que os buldôzeres pareciam estar preparando o terreno para uma investida mais ampla na área, usada por militantes para lançar foguetes de fabricação caseira contra o sul de Israel.

Segundo Peretz, o quartel-general do Hamas em Damasco, na Síria, é "o principal endereço responsável" pelo seqüestro do soldado. "Sugiro a Bashar Assad (presidente sírio), que está tentando ignorar essa questão, que abra seus olhos já que a responsabilidade chega às portas dele", afirmou o ministro, ficando perto de ameaçar uma ação militar contra o país vizinho.

Na semana passada, aviões de guerra israelenses sobrevoaram o palácio de verão de Assad, em um sinal de descontentamento com o fato de a Síria dar abrigo ao grupo militante. O Hamas defende a destruição de Israel.

Aviões israelenses realizaram a taques todas as noites contra a Faixa de Gaza, entre os quais um no domingo que destruiu o gabinete vazio de Haniyeh.

Forças de terra têm evitado entrar em choque com os militantes, enquanto o Egito tenta patrocinar uma solução diplomática para a crise. Osama al-Muzaini, um líder político do Hamas, disse que Israel havia proposto libertar os prisioneiros em data não determinada caso o soldado seja entregue. Segundo Muzaini, as três facções rejeitaram a oferta.

 

O novo programa de refinanciamento de dívidas com a União poderá envolver pelo menos R$ 230, illness 3 bilhões, buy information pills de acordo com números fornecidos hoje pelo secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

O governo editou na sexta-feira medida provisória que permite às empresas o parcelamento em até 130 meses de débitos tributários e previdenciários que venceram até fevereiro de 2003. Nesse caso, a multa será reduzida em 50% e o valor corrigido pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP).

Para os débitos entre março de 2003 e dezembro de 2005, o contribuinte poderá optar por parcelamento em até 120 meses, sem redução de multa e valores corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic.

Este é o terceiro programa de refinanciamento de dívidas com a União implantado nos últimos seis anos, depois do Refis, em 2000, e do Paes – conhecido como Refis II –, em 2003.

"Tivemos uma preocupa ção muito grande em não prejudicar os contribuintes adimplentes junto ao Refis, ao Paes… Os benefícios que foram apresentados são menos benéficos do que os parcelamentos anteriormente concedidos", afirmou Rachid a jornalistas.

Fora desses programas, o parcelamento convencional de dívidas com o fisco é de até 60 meses com correção pela taxa Selic, sem corte de multa. Existem 252 mil pessoas físicas e jurídicas cadastradas nessa modalidade.

Os contribuintes excluídos do Refis e do Paes por falta de pagamento poderão aderir ao novo programa, segundo disse Rachid.

O secretário da Receita Federal não descartou um novo programa nos próximos anos, quando questionado sobre a criação recorrente de planos de refinanciamento, ainda que tenha sinalizado ser contra isso.

"Eu espero que não tenha um próximo, mas (se houver) sempre sinalizando para uma possibilidade de ser mais duro, sendo menos vantajoso que o anterior", comentou.

Diferentemente do Paes, que previa adesão de pessoas físicas e jurídicas, o novo programa de refinanciamento é exclusivo às empresas, que terão até 15 de setembro para aderir ao programa.

O Refis tinha parcelamento variável, com redução de 50% na multa e correção pela TJLP. O Paes tinha as mesmas condições de juros e multa, mas com prazo de até 180 meses.

De acordo a Receita Federal, das 129 mil empresas que aderiram ao Refis em 2000, apenas 26 mil ainda estão regulares. As demais foram excluídas por falta de pagamento e representam, juntas, dívidas tributárias e previdenciárias de R$ 57,5 bilhões.

No Paes, foram 374 mil adesões, entre pessoas físicas e jurídicas, das quais mais da metade já ficou inadimplente. Em valores, são R$ 23,6 bilhões de dívidas irregulares.

Além disso, apenas na carteira da Receita Federal existe em cobrança R$ 149,2 bilhões, entre valores em julgamento, em processo de cobrança ou suspensos por medida judicial, informou o secretário.

 

O candidato conservador à Presidência do México, information pills Felipe Calderón, cheap reivindicou vitória hoje em uma eleição bastante disputada e, segundo autoridades, havia poucas chances de seu adversário de esquerda alcançá-lo.

Calderón tinha uma liderança de quase 400 mil votos sobre Manuel López Obrador, com 96,6% das urnas apuradas e uma autoridade eleitoral dizendo que uma recontagem não deve mudar o resultado.

Uma vitória de Calderón, do Partido de Ação Nacional (PAN), iria garantir a continuidade da política de livre mercado do atual presidente, Vicente Fox, e a permanência do México como importante aliado dos Estados Unidos, rompendo com a tendência esquerdista que vinha dominando a América Latina.

Calderón disse que sua liderança na contagem dos votos era "irreversível". "O resultado me dá uma vitória muito clara, que não pode ser revertida", disse Calderón, confiante, numa entrevista à televisão.

Arturo Sanchez, um dos nove integrantes do Instituto Eleitoral Federal do México, disse que a liderança de Calderón não deve mudar com uma recontagem. "O que vai acontecer com esses resultados? A verdade é que eles continuarão os mesmos", disse.

López Obrador disse na noite de domingo que havia ganho a eleição com 500 mil votos de vantagem, mas hoje parecia mais disposto a reconhecer uma possível derrota.

"Se na contagem que conduzirmos ficar claro que o resultado final não nos é favorável, vou aceitar o resultado", disse ele. Ele acrescentou, no entanto, que vai "defender a vontade do povo se for favorável a nós".

O resultado da apuração oficial e a amenização do tom de López Obrador reduziam os riscos de haver uma grande crise política ou de a eleição ser questionada.

Os mercados financeiros responderam com otimismo. As bolsas subiram 4,5% na abertura dos negócios, e o peso teve uma valorização de 1,5%.

Na eleição parlamentar, o partido de Calderón deve se tornar o maior do Congresso, embora não tenha conquistado a maioria.

A maior autoridade eleitoral mexicana disse na noite de ontem que não havia como declarar um vencedor e que seria necessária uma recontagem, mas Calderón insistiu que isso não precisaria mais ocorrer.

Com 96,6% das urnas apuradas, o conservador tinha 36,4% dos votos, um ponto percentual à frente do adversário. Mas, se o Instituto Eleitoral Federal determinar uma recontagem, pode levar dias até que saia o resultado oficial.

Ainda há temores de que haja instabilidade política e financeira se houver demora no resultado e se López Obrador insistir em questioná-lo. Esse tipo de instabilidade também preocuparia os EUA.

O governo norte-americano assumiu uma atitude cautelosa hoje, preferindo esperar pelos resulta dos oficiais. "Lembramos que os resultados finais ainda não estão disponíveis", disse Frederick Jones, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca. "Assim como os mexicanos, estamos ansiosos pelo anúncio dos resultados."

Partidários de López Obrador lembraram a eleição de 1988, quando a vitória do candidato de esquerda teria sido "roubada", afirmando que a mesma coisa podia estar ocorrendo agora. Para seus adversários, no entanto, o esquerdista está apenas procurando uma desculpa para mobilizar sua base e causar problemas.

"Agora, se ele perder, pode dizer que os ricos roubaram. Isso pode nos levar ao caos", disse o corretor de imóveis Victor Perera.

 

O primeiro-ministro do Iraque encontrou-se com líderes árabes da região do Golfo, viagra 100mg hoje, cialis 40mg para tentar angariar apoio a seu plano para conter a violência, about it mas novos ataques e o boicote do Parlamento por congressistas sunitas serviram para lembrá-lo da dificuldade de sua missão.

Onze pessoas morreram na explosão de bombas em mercados lotados ao sul e ao norte de Bagdá, e granadas de morteiro foram lançadas contra um mercado na própria capital, ferindo 10 pessoas.

No Parlamento, foi o segundo dia de boicote do principal bloco sunita. Os parlamentares disseram que manterão o movimento enquanto uma colega, capturada por militantes em uma região xiita de Bagdá no sábado, não for libertada. Ninguém assumiu a autoria do sequestro de Taiseer Najah Al Mashhadani e de seus sete seguranças, mas os líderes sunitas costumam acusar milícias xiitas pró-governo de agir contra os sunitas.

"Estamos suspendendo nossa participação até a libertação de Mashhadani", disse o líder sunita Adnan Al Dulaimi.

O premiê xiita Nuri Al Maliki está contando com a colaboração dos sunitas para concretizar seu plano de reconciliação nacional divulgado na semana passada, que pretende encerrar com a insurgência sunita e a violência sectarista que já duram três anos.

Em sua primeira viagem ao exterior desde que tomou posse, no dia 20 de maio, Maliki viajou à Arábia Saudita no sábado e hoje estava nos Emirados Árabes Unidos, para falar sobre a reconciliação nacional e também para atrair novos investimentos para o país. Em seguida, ele vai ao Kuwait.

Analistas afirmam que o recrudescimento do conflito civil no Iraque pode dividir as nações da região, contrapondo o Irã, que se alinharia aos xiitas, aos países árabes como a Arábia Saudita, que ficariam do lado dos sunitas.

Em sua conversa com Maliki, o presidente dos Emirados Árabes, xeque Khalifa bin Zayed Al Nahayan, pediu às comunidades xiitas e sunitas que "deixem as divergências para trás em nome dos interesses maiores do Iraque".

Enquanto Maliki estava em Abu Dhabi, o presidente do Parlamento iraquiano, o sunita Mahmoud Al Mashhadani, estava em Teerã dizendo ao governo da república islâmica xiita que o Iraque precisava do "apoio e da ajuda de seus amigos e vizinhos".

Os Estados Unidos já acusaram o Irã de interferir em questões internas do Iraque e de fornecer apoio material às milícias xiitas, que estão se tornando cada vez mais poderosas e que, segundo analistas, ameaçam a estabilidade do novo governo de Maliki.

O ataque mais sangrento de hoje aconteceu em Mahmudiya, cidade ao sul de Bagdá, onde uma explosão matou seis pessoas e feriu 18, de acordo com a polícia. Foi o segundo ataque em dois dias na cidade.

Em Mosul, um carro-bomba matou cinco pessoas e feriu 28 em um mercado lotado. O alvo era uma patrulha policial.

O país também sofreu ataques de milícias que tentam fazer justiça com as próprias mãos. Homens armados mataram dois vendedores de bebidas alcóolicas na cidade xiita de Diwaniya, afirmou a polícia. Na cidade sagrada para os xiitas, Najaf, um grupo de atiradores matou duas mulheres e uma adolescente, que acusaram de trabalhar em um bordel.

Moradores afirmam que as milícias vêm ameaçando pessoas que vendem bebidas ou drogas, tentando impor as leis islâmicas.

Enquanto isso, os EUA continuavam investigando o suposto estupro de uma jovem por soldados norte-americanos. O prefeito de Mahmudiya disse que a jovem tinha apenas 16 anos. Ela teria sido morta, em março, junto com os pais e a irmã mais nova, por soldados dos EUA. As informações iniciais eram de que a vítima tinha 20 anos.

 






Você pode gostar