Mundo

Bolívia substitui ministro após conflitos de mineiros

Por Arquivo Geral 06/10/2006 12h00

O Banco Central encaminhou à Polícia Federal todas as informações sobre os registros de compra de dólares pelo Banco Sofisa em agosto, website like this health cumprindo determinação da Justiça Federal no Mato Grosso, que investiga o chamado "dossiê Serra".

Também foram enviados à PF, segundo nota do BC divulgada nesta sexta-feira, os dados das operações "de venda de dólares do Banco Sofisa acima de 10 mil dólares para outras instituições ou pessoas físicas, no período de 17 de agosto a 14 de setembro, e os respectivos rastreamentos".

Na madrugada de 15 de setembro, os petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha foram presos em um hotel em São Paulo com 1,1 milhão de reais e 248,8 mil dólares. O dinheiro seria usado para compra de um dossiê com informações contra o então candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, José Serra.

O caso atingiu nomes de primeiro escalão do PT, entre eles Ricardo Berzoini, que, em função do escândalo, deixou a coordenação da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, nesta sexta-feira, a presidência do PT.

Desde então, a PF vem trabalhando para descobrir a origem do dinheiro. A PF chegou até o Banco Sofisa após receber do FBI (a polícia federal dos Estados Unidos) informações sobre o caminho de parte dos dólares apreendidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na nota divulgada nesta sexta-feira, o BC diz que oficiou, na semana passada, os bancos Bradesco, BankBoston, Safra e Banco do Brasil para que enviassem diretamente à PF informações referentes a saques em reais.

De acordo com o BC, os dados solicitados referem-se às retiradas "acima de 10 mil reais ou saques acima de 2 mil reais que, de forma seriada, ultrapassem 10 mil reais, realizados entre 28 de agosto e 14 de setembro nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo".

A primeira pesquisa de intenções de voto para o segundo turno mostrou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com uma vantagem de 7 pontos percentuais sobre o candidato do PSDB, look Geraldo Alckmin.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo levantamento do Datafolha, information pills divulgado pela TV Globo nesta sexta-feira, clinic Lula tem 50 por cento das intenções totais de voto contra 43 por cento de Alckmin. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

A última pesquisa antes do primeiro turno mostrava uma simulação de segundo turno entre os dois candidatos com o petista somando 49 por cento e o tucano, 44 por cento.

No levantamento desta semana, feito entre quinta e sexta-feira, considerando-se os votos válidos – que excluem os brancos, nulos e indecisos –, Lula teve 54 por cento contra 46 por cento de Alckin.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Datafolha ouviu 5.811 pessoas em 368 municípios do país.

O presidente eleito do México, this Felipe Calderón, diagnosis pediu na sexta-feira apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para promover o consumo de álcool combustível no seu país.

O conservador Calderón, medical ex-ministro da Energia, visitou na sexta-feira Brasília como parte de uma viagem pela América Latina antes de assumir a presidência, em 1o de dezembro.

"Pedi ao presidente Lula que me apoiasse para poder generalizar o consumo e a tecnologia no México para o etanol. Seria um produto que geraria enormes benefícios de caráter ambiental, econômico e para as finanças públicas", disse Calderón a jornalistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente eleito afirmou que o desenvolvimento da ainda inexistente indústria do etanol no México traria vantagens para "os produtores de cana de açúcar no México, que vão enfrentar um desafio com a abertura comercial com os Estados Unidos em 2008".

O Brasil é o principal produtor mundial de álcool combustível, usado puro ou mesclado na gasolina. O México, por outro lado, é altamente dependente de petróleo, do qual é um dos maiores produtores mundiais.

O presidente da Bolívia, viagra buy Evo Morales, anunciou nesta sexta-feira a demissão de seu ministro de Minas e Metalurgia, Walter Villarroel, após um conflito de mineiros na mina Huanuni que deixou ao menos 16 mortos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O novo ministro é José Guillermo Dalence, e como presidente interino da Coorporação Mineira da Bolívia (Comibol) foi nomeado Hugo Miranda.






Você pode gostar