Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Notícias

Justiça cassa mandatos do prefeito de Juazeiro do Norte e vice

A decisão do juiz Giacumuzaccara Leite Campos torna ambos inelegíveis por oito anos, assim como Gilmar Bender, terceiro réu da ação de impugnação. Ainda cabe recurso.

A 28ª Zona Eleitoral de Juazeiro do Norte cassou nesta sexta-feira (30), os diplomas do prefeito, Glêdson Bezerra e do vice, Giovanni Sampaio, por abuso de poder econômico durante o pleito de 2020.

A decisão do juiz Giacumuzaccara Leite Campos torna ambos inelegíveis por oito anos, assim como Gilmar Bender, terceiro réu da ação de impugnação. Ainda cabe recurso.

O magistrado constatou o uso irregular de um helicóptero, que pertenceria a Bender, durante uma carreata da campanha de Glêdson realizada às vésperas das eleições.

Na decisão, o juiz afirma que, apesar de ter trazido aos candidatos “grande benefício, a ponto de tornar injusta e desproporcional a propaganda eleitoral”, o uso do helicóptero não aparece na declaração de despesas de campanha de Glêdson e Giovanni.

“Não há como extrair outra conclusão senão o fato de que os impugnados, em especial o candidato Glêdson Bezerra, eram concordantes com a prática laborada por seu principal apoiador e financiador de campanha, Gilmar Luiz Bender, quanto a utilização do helicóptero, em benefício de sua ‘mega carreata’”, destaca o juiz.

Gilmar Bender chegou a se lançar pré-candidato ao cargo pelo PDT, no ano passado, mas sofreu resistência de um grupo do partido e da base do governo Camilo Santana (PT), que pregava apoio à reeleição de Arnon Bezerra. Gilmar, então, virou um dos principais apoiadores da candidatura de Glêdson Bezerra, realizando doações em R$ 255 mil para os candidatos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar