Notícias

Governadores assinam carta ao presidente pedindo “atitude imediata” por vacinas

O documento enviado nesta quinta-feira (4),sugere que o governo procure ajuda internacional e afirma que as medidas que foram tomadas para tentar conter o avanço do vírus estão “próximas do exaurimento”

Bolsonaro O presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução

Governadores de 14 estados encaminharam ao presidente Jair Bolsonaro, uma carta pedindo “imediata adoção de providências” para a compra de vacinas contra o coronavírus.

O documento enviado nesta quinta-feira (4),sugere que o governo procure ajuda internacional e afirma que as medidas que foram tomadas para tentar conter o avanço do vírus estão “próximas do exaurimento”.

De acordo com os governadores, dentre as medidas das últimas semanas estão a criação de novas vagas de UTI, contratação de profissionais de saúde, compra de equipamentos para hospitais e adoção de medidas de distanciamento social.

Com cidades com capitais mais populosas, alguns estados estão adotando medidas de restrição de circulação de pessoas. “Os Entes Federados têm envidado todos os seus esforços, mas estão no limite de suas forças e possibilidades”, diz o documento.

A carta é assinada pelos governadores de Alagoas, Renan Filho (MDB); Amapá, Waldez Goés (PDT); Bahia, Rui Costa (PT); Ceará, Camilo Santana (PT); Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB); Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM); Pará, Hélder Barbalho (MDB); Paraíba, João Azevêdo (Cidadania); Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); Piauí, Wellingon Dias (PT); Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); Rio Grade do Sul, Eduardo Leite (PSDB); e Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar