Economia

Theresa May defende corte de impostos e aumento dos gastos em P&D

Por Agência Estado 21/11/2016 5h48

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou nesta segunda-feira que o governo pretende elevar os gastos em pesquisa e desenvolvimento e baixar o imposto corporativo para o menor patamar entre os 20 principais economias do planeta.

A estratégia foi preparada para conter a cautela em relação ao país após o plebiscito que decidiu pela sua saída da União Europeia. Apesar da diminuição da carga sobre as empresas, May também afirmou que as regras de governança corporativas devem ser endurecidas.

“A comunidade empresarial precisa abrir a cabeça para uma nova abordagem da mesma forma que o governo”, afirmou a primeira-ministra durante um discurso para a Confederação da Indústria do país, uma associação que representa 190 mil negócios. Em sua fala, May afirmou que o plano construído pelo governo pretende ajudar o Reino Unido a superar “desafios que há muito emperram nossa economia”.

Theresa May não especificou qual seria o tamanho do corte sobre os impostos corporativos, mas logo após a vitória do Brexit, o então secretário de Tesouro, George Osbourne, anunciou que planejava reduzir a taxa para 15% abaixo disso. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: Estadao Conteudo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar