Economia

Leilão de linhas de transmissão atrai R$ 15,3 bilhões em investimentos

Os outros dois grandes lotes, com investimentos de R$ 3,6 bilhões cada, foram arrematados pelo Consórcio Verde

Nicola Pamplona
Rio de Janeiro, RJ

O governo concedeu nesta quinta-feira (30) a construção e operação de 5,4 mil quilômetros de linhas de transmissão de energia no país, com investimentos estimados em R$ 15,3 bilhões. Os projetos estão divididos em 13 concessões e foram arrematados com deságios de até 59,9%.

Os empreendimentos estão localizados em 13 estados: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia. Devem entrar em operação em prazos de 42 a 60 meses.

Os três maiores lotes terão a função de reforçar o sistema de transmissão para o escoamento de energias renováveis geradas no Nordeste e no norte de Minas Gerais, hoje um dos principais gargalos do setor elétrico brasileiro.

Outro lote oferecido nesta quinta reforça o abastecimento de energia ao Amapá, que sofreu grandes cortes no fornecimento nos últimos anos. No maior deles, em 2020, a maior parte do estado ficou quase um mês convivendo com interrupções.

“Esse leilão traz solução para algumas áreas que vêm sendo discutidas há muito tempo no Brasil, como o norte de Minas Gerais. Isso viabiliza uma quantidade muito grande de empreendimentos, principalmente em energia renovável”, disse o diretor da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Hélvio Guerra.

Em leilões de linhas de transmissão, vence a concorrência a empresa ou consórcio que se dispuser a receber a menor receita anual durante a concessão. Houve grande disputa pelos maiores lotes oferecidos pela Aneel.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O maior deles, com 1,7 mil quilômetros de extensão ligando Minas Gerais a São Paulo e investimentos previstos em R$ 4,9 bilhões, ficou com a Neoenergia. O lote teve oito concorrentes e, após disputa por viva-voz, a proposta vencedora teve deságio de 47,3%.

Os outros dois grandes lotes, com investimentos de R$ 3,6 bilhões cada, foram arrematados pelo Consórcio Verde e pela Cteep (Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista).

O primeiro construirá 1,2 mil quilômetros de linhas de transmissão e subestações também em Minas Gerais e São Paulo. A segunda levou concessão para operar 1,1 mil quilômetros e subestações em Minas Gerais e no Espírito Santo.

“O sucesso desse leilão só é possível porque hoje temos um ambiente seguro e atrativo para investimentos no setor elétrico”, disse a diretora-geral substituta da Aneel, Camila Bomfim. “Um ambiente que foi construído ao longo de tantos anos, com base em uma governança bem estruturada, segurança jurídica, estabilidade e previsibilidade regulatória.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Matéria publicada em 30 de junho de 2022 16:35

FolhaPress

Notícias Recentes

Movimentos contra Bolsonaro decidem não disputar 7 de setembro com ele

Em 2021, eles se juntaram ao tradicional Grito dos Excluídos e fizeram manifestações contra o presidente na data

10 de agosto de 2022

Ministro do TSE manda YouTube apagar discurso em que Lula chama Bolsonaro de genocida

O magistrado considerou que o discurso pode ter configurado "propaganda eleitoral extemporânea negativa"

10 de agosto de 2022

DF é condenado a indenizar aluno que sofreu reação alérgica após ingerir alimento

A decisão é do juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública do DF que concluiu que não foram observados os…

10 de agosto de 2022

TJDFT suspende expediente nesta quinta (11)

Na data em questão é comemorado no Brasil o Dia do Magistrado, Dia do Advogado e Dia da Criação dos…

10 de agosto de 2022

Juiz autoriza prisão de agente penal que matou petista a tiros em Foz do Iguaçu

Guaranho recebeu alta nesta quarta-feira, 8, mas ainda não havia sido transferido para o presídio

10 de agosto de 2022

Servidores da Abin criticam veto de Bolsonaro ao reajuste para policiais na LDO

De acordo com a sugestão de veto do Ministério da Economia, a proposta original da do governo para a LDO…

10 de agosto de 2022

This website uses cookies.