Economia

Bovespa bate novo recorde e inicia semana acima dos 65.000 pontos

Por Arquivo Geral 29/10/2007 12h00

O pregão paulista acompanhou atentamente a Bolsa de Nova York, viagra sale que fechou hoje em alta, com os investidores na expectativa de que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) volte a recuar a taxa básica de juros nos Estados Unidos esta semana.

A segunda-feira também foi marcada por novo valor recorde no preço do barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve), cotado a US$ 93,53.

O Ibovespa, segundo dados ajustados após o fechamento, conseguiu hoje ultrapassar a barreira de 65 mil pontos e somar 769 aos registrados na última sexta-feira, quando também deu um salto significativo (3,10%).

Sempre em alta no pregão, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) apresentou pontuação mínima de 64.275, a mesma da abertura, e máxima de 65.670.

A sessão de hoje, com 228.300 operações, que envolveram 5,242 bilhões de títulos, teve giro financeiro de R$ 4,241 bilhões.

O avanço das ações ordinárias da construtora Gafisa (4,92%) e a queda das similares da companhia elétrica Light (4,41%), foram os destaques entre os 63 títulos que compõem o Ibovespa.

No fechamento, 30 ações ficaram com alta, outras 30 em baixa e três indicaram estabilidade.

Os títulos preferenciais da Petrobras lideraram o Ibovespa, com ganho de 2,43% e 23,98% de participação, para um total negociado de R$ 1,170 bilhão.

O real, na primeira cotação da semana, fechou em alta de 0,90%, com o dólar comercial negociado a R$ 1,759 para a venda, outra vez o valor mais baixo desde abril de 2000.

A entrada de recursos estrangeiros, que desvalorizou ainda mais o dólar, foi resultado também do otimismo pelo possível corte nos juros americanos na reunião do Fed da próxima quarta-feira.


 






Você pode gostar