Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

PF mira esquema de corrupção na Infraero

Investigações apontam que funcionários e empresários fraudavam licitações voltadas aos aeroportos de SP e RJ. Prejuízo ronda os R$ 10 milhões

A Polícia Federal investiga um esquema de corrupção na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Nesta terça-feira (21), a corporação realiza a operação Índia, com o objetivo de colher dados para prosseguir com as apurações.

São cumpridos 19 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Paraná e Rio Grande do Norte.

A PF afirma que funcionários da Infraero, em conjunto com empresários dos ramos de turismo e alimentação, fraudavam licitações voltadas para os lounges e os quiosques dos aeroportos Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e Congonhas, em São Paulo. Os crimes teriam ocorrido entre 2016 e 2018.

Os suspeitos avaliavam os locais por preços menores do que valiam, o que desqualificava empresas que não estivessem envolvidas no esquema de corrupção. Com isso, eram escolhidas propostas menos vantajosas para a Infraero. O prejuízo causado pelas fraudes gira em torno de R$ 10 milhões.

A Infraero não havia se pronunciado até a última atualização desta matéria.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar