Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Grande Recife já soma 34 mortes provocadas pelas fortes chuvas

A Defesa Civil recebeu 198 chamados de moradores, com pedidos de vistorias e de colocação de lona plástica para proteger

Por FolhaPress 28/05/2022 1h57

Marcelo Toledo
Ribeirão Preto, SP

As fortes chuvas que atingem a região metropolitana do Recife desde terça-feira (24) causaram mais 28 mortes neste sábado (28), elevando o total de vítimas para 34.

Só entre as 23h desta sexta (27) e as 11h deste sábado foram registradas chuvas que chegaram a 236 milímetros em alguns pontos da capital pernambucana, de acordo com a Defesa Civil. Isso equivale a mais de 70% do previsto para todo o mês de maio na cidade, que é de 328,9 milímetros.

Dos 28 óbitos deste sábado, 20 ocorreram por conta de um deslizamento de terra no Jardim Monte Verde, bairro do Ibura, na zona sul do Recife, segundo a Defesa Civil.

Outras seis pessoas morreram num deslizamento de barreira em Camaragibe, com as outras duas sendo registradas no Sítio dos Pintos, na zona oeste, e no Córrego do Jenipapo, na zona norte.

Há centenas de pessoas ilhadas e o cenário deve piorar, já que a previsão da Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima) é que as chuvas continuem nas próximas 24 horas no Grande Recife, Agreste e na Zona da Mata.

Alagamentos atingem as avenidas Antônio de Góes, Sul, Engenheiro Abdias de Carvalho, Doutor José Rufino, Recife, Dois Rios e Marechal Mascarenhas de Moraes, de acordo com a autarquia de trânsito e transporte urbano do Recife.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Defesa Civil recebeu 198 chamados de moradores, com pedidos de vistorias e de colocação de lona plástica para proteger das chuvas.

Além das 26 mortes deste sábado, em Olinda três pessoas morreram por conta de deslizamentos de barreiras. Um motociclista também morreu ao ser arrastado pela correnteza ao tentar atravessar um alagamento.

Já em Jaboatão dos Guararapes, um homem que tentava resgatar um animal foi levado pelas águas e morreu.

*Colaborou José Matheus Santos, do Recife

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar