Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

FUP considera greve de caminhoneiros “justa e legítima”

A paralisação é registrada em Minas Gerais, Rio de Janeiro, de São Paulo, do Espírito Santo, Goiás e Bahia. O movimento se iniciou no Rio

Agência Brasil

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) considera “justa e legítima” a paralisação de transportadores de combustíveis. Desde quinta-feira (21), os caminhoneiros de seis estados fazem greve em repúdio ao alto preço dos produtos, sobretudo o diesel.

A paralisação é registrada em Minas Gerais, Rio de Janeiro, de São Paulo, do Espírito Santo, Goiás e Bahia. O movimento se iniciou no Rio e está se espalhando para outros estados.

Em Minas, a paralisação atingiu 100% dos tanqueiros nesta sexta (22). O presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes, afirma que os motivos do protesto são os altos custos dos combustíveis praticados pela Petrobras e o ICMS dos combustíveis em Minas Gerais.

O sindicato informou que a greve é por tempo indeterminado, até que haja negociações com os governos. “Estamos com os braços cruzados até que o governo se sensibilize e olhe para essa categoria”, afirmou Irani Gomes. A Câmara dos Deputados aprovou um projeto para reduzir os preços dos combustíveis, mas o presidente do Sindtanque-MG não considera a solução eficaz. “Isso é apenas tampar o sol com a peneira”, avaliou Gomes.








Você pode gostar