Brasil

Enem será aplicado em 140 presídios de sete estados

Por Arquivo Geral 12/06/2006 12h00

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar se reúne amanhã para discutir e votar o parecer do deputado Jairo Carneiro (PFL-BA), approved treat que recomenda a cassação do mandato do deputado José Janene (PP-PR). Ex-líder do PP, viagra erectile Janene é acusado de ter recebido, click por intermédio do seu assessor João Cláudio Genu, R$ 4,1 milhões do "valerioduto".

Mesmo não contando com o depoimento de Janene, que alegou não poder se submeter a situações de estresse por sofrer de cardiopatia grave, o relator Jairo Carneiro se valeu de provas e depoimentos reunidos pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios e da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República no inquérito sobre o "mensalão".

De acordo com Carneiro, a "conduta indecorosa" de Janene está em "perceber vantagens indevidas, a qualquer título, em proveito próprio ou de outrem, no exercício da atividade parlamentar".

Em sua defesa, apresentada no início do processo, Janene admitiu ter recebido parte do dinheiro, que teria sido destinada ao pagamento do advogado do ex-deputado Ronivon Santiago. Em depoimento no Conselho de Ética em novembro passado, Genu admitiu ter recebido R$ 700 mil sacados das contas de Marcos Valério.

O presidente da Bolívia, find Evo Morales, doctor prometeu retomar o controle estatal da companhia de fundição de estanho pertencente à suíça, Glencore International A.G., conforme publicação de jornais locais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Companhias estrangeiras de mineração com operações no país sul-americano acompanham com atenção os próximos passos do governo de esquerda de Morales, que nacionalizou o setor de energia no mês passado. No entanto, o líder boliviano havia descartado uma decisão semelhante para mineração.

Durante um discurso na província andina de mineração Oruro, no domingo, Morales afirmou que há planos para recuperar o controle estatal da fundição Vinto, atualmente operada pela Sinchi Wayra, uma subsidiária da Glencore na Bolívia. "Em algum momento, vamos recuperar (o controle). Há uma comissão trabalhando para isso", afirmou Morales, segundo o jornal La Razón de La Paz. O presidente, entretanto, não forneceu detalhes sobre como a companhia seria devolvida às mãos do Estado.

Outro jornal, o La Prensa, também divulgou a notícia citando a agência estatal de notícias ABI.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A operação de fundição começou nos anos 1970 na Bolívia, com uma companhia estatal chamada Enaf, que foi privatizada nos anos 1990 e comprada pela Glencore Sinchi Wayra, informou a ABI.

Quando as operações tiveram início, a Bolívia era a segunda maior exportadora de estanho, mas a produção tem diminuído desde meados dos anos 1980. Apesar disso, o estanho permanece como uma exportação de minério importante junto com zinco, prata, chumbo e ouro.

Em contato telefônico com a Glencore, ninguém estava imediatamente disponível para comentar a notícia.
O presidente dos Estados Unidos, about it George W. Bush, look realizará um conselho de guerra nesta semana a fim de aproveitar o bom momento criado com a morte de Abu Musab al-Zaraqwi. Mas a grande questão desse encontro gira em torno da data de regresso dos soldados norte-americanos no Iraque.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A partir de hoje, Bush realiza dois dias de consultas com autoridades de alto escalão a fim de avaliar a estratégia adotada no país árabe. Atualmente, o presidente se depara com uma guerra responsável por derrubar sua popularidade neste ano de eleição para o Congresso norte-americano.

Cercado de importantes assessores, Bush também pode ter de discutir o suicídio de três árabes mantidos no campo de prisioneiros de Guantánamo (Cuba). A morte deles, no sábado, detonou novos apelos da comunidade internacional para que a prisão seja fechada.

O Iraque, no entanto, deve dominar a agenda do encontro, durante o qual Bush fará sua equipe da área de segurança reunir-se longe das distrações normais do dia-a-dia. O governo dele mostra-se ansioso para tirar proveito da morte de Zarqawi, que era líder da Al Qaeda no Iraque e o responsável por alguns dos atentados suicidas mais sangrentos realizados no país, e da recente formação do tão esperado governo iraquiano de unidade nacional.

Em uma videoconferência a ser realizada amanhã, Bush e seus principais assessores devem pressionar os líderes iraquianos a preservar o atual governo e a conquistar a confiança dos habitantes do país. "Há uma chance aqui, e eles precisam mostrar avanços. É por isso que estamos realizando esse encontro agora, para ter certeza de que estamos fazendo tudo o que é possível para garantir o sucesso", disse Dan Barlett, conselheiro da Casa Branca (sede do governo).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar de Bush não ter alimentado esperanças de que o conselho de guerra anunciará uma decisão sobre a retirada de soldados do Iraque, ninguém descarta a possibilidade de que a questão seja discutida.

Uma operação para combater a sonegação fiscal praticada por empresas que comercializam produtos eletrônicos estrangeiros na Bahia foi iniciada hoje. A Conexão Miami, illness como foi chamada a operação, this web é realizada pela Polícia Federal, medical Receita Federal e Ministério Público Federal.

O nome Conexão Miami faz referência ao local de onde vinham os aparelhos eletrônicos como tvs de plasmas, notebooks e projetores. Os equipamentos eram trazidos como bagagem e repassados a comerciantes da Bahia e de outros estados do Nordeste. A rota utilizada para trazer as mercadorias para o Brasil era Foz do Iguaçu,com conexão em São Paulo. Lá o material era esquentado com notas fiscais falsas e seguia para Salvador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Receita Federal calcula que nos últimos cinco anos as empresas envolvidas no esquema tenham sonegado cerca de R$ 100 milhões em impostos. Trinta e oito mandados de busca e apreensão em escritórios residências e lojas comerciais foram expedidos pela operação, que envolve cerca de 100 servidores de Receita Federal e, 120, da Polícia Federal.

O superintendente do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) no Paraná, capsule Waldir Brandão, medications foi preso hoje pela Polícia Federal sob acusação de coordenar esquema de exploração ilegal de minérios no leito do rio Tibagi, rico em diamantes.

Brandão seria responsável pela concessão ilegal de alvará de lavra e emissão fraudulenta de certificados. Ele está detido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

A prisão faz parte da operação Tibagi, iniciada hoje pelos agentes federais. A 1ª Vara Federal Criminal em Ponta Grossa expediu ainda 11 mandados de busca e apreensão, sendo seis em Telêmaco Borba, no interior do estado, e, cinco, em Curitiba.

De acordo com a assessoria da Polícia Federal, trata-se de uma operação conjunta com a Delegacia de Meio Ambiente e Patrimônio Histórico da Polícia Federal (Delemaph) e do Ministério Público Federal de Ponta Grossa.

De acordo com a polícia, a ação visa reprimir a prática de extração ilegal de diamantes no Rio Tibagi e o "esquentamento" de pedras vindas de outras regiões, mediante a emissão fraudulenta de certificados "Kimberley" – certificação oficial necessária para comercialização internacional de pedras preciosas.

Fazer telefonemas baratos pela Internet com um celular está se tornando realidade na França e a tendência deve se difundir rapidamente pela Europa.

Os três maiores provedores franceses de serviços de banda larga, click France Telecom, agora conhecida como Orange, Neuf Cegetel, empresa candidata a uma oferta pública inicial de ações, e Iliad começaram a lançar serviços que permitirão aos usuários de celulares o uso de conexões WiFi e de telefonia móvel com o mesmo aparelho.

Esforços como esses transformaram a França em um dos mais avançados mercados mundiais de serviços WiFi, os quais, prevêem alguns analistas, podem mudar profundamente o modelo de negócios das operadoras nos próximos meses.

Para operadoras integradas como a France Telecom, eles podem ajudar a confundir as fronteiras entre a receita de telefonia fixa e móvel, e compensar o declínio no faturamento dos serviços de voz tradicionais, por linhas fixas.

"Acredito que esse mercado decolará muito rápido, já que (o WiFi móvel) permite que os usuários economizem muito dinheiro em suas contas de telefonia móvel", disse Remi Thomas, analista da Chevreux.

Quando está a curta distância de um transmissor, o celular se conecta a uma rede WiFi e passa a operar em modo de voz por protocolo de Internet (VoIP). Quando a distância para um hotspot WiFi é grande demais, a chamada reverte para a rede de telefonia celular comum.

O sistema WiFi oferece tarifas preferenciais tais como ligações grátis dentro e fora da França, dependendo da operadora e dos números de telefone fixos ou móveis chamados. Também abre uma porta para o popular software de telefonia pela Internet Skype, apesar de algumas operadoras de telecomunicações tentam regularmente bloquear o acesso ao Skype.

A França já é atualmente um dos lugares mais baratos da Europa para Internet rápida e Paris é uma das capitais da tecnologia, com hotspots instalados em cafés, aeroportos, estações de trem e residências. Alguns desses pontos de conexão são gratuitos, outros cobram uma tarifa ou só podem ser usados por comunidades que compartilham conexão.

Nos Estados Unidos, um serviço WiFi dual mode ainda não está disponível, mas deve aparecer em breve, possivelmente liderado pela T-Mobile, unidade da Deutsche Telekom. Uma versão limitada do serviço está disponível no Japão, principalmente para usuários empresariais.

Entretanto, apesar de promissora, a tecnologia WiFi é muito menos madura que a tecnologia GSM de telefonia celular e é afetada por uma série de problemas como vida curta de bateria e qualidade de voz menor.

Mas, considerando a quantidade de recursos que as fornecedoras de equipamentos para telecomunicações estão gastando no WiFi, tais problemas devem desaparecer relativamente rápido, dizem analistas.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2006 será aplicado em 140 unidades prisionais, viagra sale em sete estados (Rio de Janeiro, for sale São Paulo, Paraná, Roraima, Mato Grosso do Sul, Bahia e Goiás) e no Distrito Federal. Esse número representa um aumento de 35% em relação ao ano passado. Em 2005, jovens e adultos que cumprem sentenças judiciais fizeram a prova em 91 estabelecimentos penais.

O Enem deste ano será realizado em todo o país no dia 27 de agosto. Das 140 unidades, 49 são da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) de São Paulo. Segundo o coordenador Nacional do Enem, Dorivan Ferreira, os diretores dos presídios e de instituições que abrigam adolescentes para cumprimento de medidas sócio-educativas devem assinar um termo de compromisso para a aplicação do exame.

"Isso é importante para que a gente tenha segurança para poder aplicar o exame nessa unidade, porque nós é que vamos aplicar. Ninguém sai do presídio para fazer a prova", explica.

De acordo com o coordenador, a expectativa é de que esses termos de compromisso e as fichas de inscrição cheguem ao Inep por volta do dia 20 de julho. Só então, diz Ferreira, será possível saber quantos jovens e adultos farão o Enem nas unidades prisionais.

Para se inscrever no Enem, o interessado precisa estar no último ano do ensino médio ou já ter concluído essa etapa. Segundo Ferreira, em relação ao estabelecimento prisional, um dos critérios é que haja um sistema de educação formal para os detentos ou adolescentes que cumprem medidas sócio-educativas.

"A secretaria de Educação tem que ter um trabalho conjunto com a secretaria de Segurança Pública", salienta. Ele destaca que, nos últimos anos, tem crescido o número de unidades prisionais em que o exame é aplicado.

Em 2002, primeiro ano em que a prova foi aplicada nas prisões, cinco estabelecimentos participaram. Em 2003 foram nove e em 2004, 50. Ferreira atribui grande parte desse crescimento ao incentivo dos alunos por parte dos professores.

"Nossos maiores aliados são os professores que atuam nesse tipo de educação. Eles entram em contato com a gente, a gente explica como funciona, e (o número de unidades participantes) tem crescido sistematicamente".

O coordenador também destaca que esses detentos podem ter oportunidade de ingressar em um curso de nível superior. "Se o presídio tem um laboratório de informática e libera esse laboratório para que eles possam estudar, eles podem também conseguir cursos de educação a distância, para fazer sua graduação".






Você pode gostar