Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Atirador que matou menina é condenado a 43 anos de prisão

Por Arquivo Geral 01/03/2018 9h14
Reprodução/TV Anhanguera

Fernando Martins Alves, acusado de matar a pequena Echiley Vitória Lopes de Jesus, de apenas 8 anos, durante um tiroteio provocado por briga de trânsito foi condenado, na última segunda (26), a 43 anos de prisão. A criança seguia para a escola acompanhada dos dois irmãos quando foi atingida acidentalmente em um tiroteio no meio da rua, em outubro de 2015, no bairro Parque da Colina, em Formosa (GO). Na ocasião, as crianças ficaram entre os disparos. Um dos irmão de Echiley, que tinha 12 anos, foi atingido, mas sobreviveu. Já o mais velho, de 16, não sofreu ferimentos.

No dia do crime, câmeras de segurança registraram a discussão entre ocupantes de uma caminhonete e um carro, que resultou no tiroteio. O acusado estava na caminhonete acompanhado de seu sobrinho, Douglas Martins Alves, que também foi condenado a nove anos pelo crime de tentativa de homicídio contra os ocupantes do outro veículo, mas poderá recorrer em liberdade. Fernando também responderá pela tentativa de homicídio do irmão de Echiley que foi baleado.

O delegado responsável pelo caso, Vytautas Zumas, destacou que o trabalho da perícia e a reprodução do crime foram fundamentais para o esclarecimento do crime e a dinâmica dos fatos, o que possibilitou afirmar que os tiros que atingiram as crianças partiram da arma de Fernando.

Na madrugada seguinte ao crime, Fernando e Douglas foram encontrados pela polícia na casa de um parente, em Planaltina de Goiás. O ocupante do carro envolvido na confusão, Jailton Alves dos Santos, foi preso logo após o crime, mas fugiu da cadeia no ano passado e deve ser julgado em separado.








Você pode gostar