Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Anvisa e Consórcio Nordeste debatem sobre importação de vacina Sputnik

Durante encontro foram identificados pontos técnicos que a legislação requer para que a importação seja viabilizada

Foto: Agência Brasil

Representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitaria (Anvisa) e do Consórcio de Governadores do Nordeste participaram, nesta quarta-feira (7), uma reunião de nível técnico para tratar sobre o pedido de importação da vacina Sputnik.

O objetivo foi identificar os pontos técnicos que a legislação requer para que a importação seja viabilizada. Durante o encontro, a Anvisa respondeu a todos os questionamentos dos estados sobre o processo de importação da vacina.

Os representantes dos estados indicaram que já estão buscando as informações necessárias, inclusive com outros países, para atender a Lei nº 14.124/2021, dentro do prazo nela estabelecido e em tempo de permitir, caso a autorização seja concedida pela Anvisa, a entrada para uso no Brasil das doses da vacina Sputnik previstas em contratos com os Estados, liderados pelo Consórcio Nordeste.

A Anvisa também ressaltou que está buscando informações que superem as exigências definidas para a autorização da importação.

Participaram da reunião o Diretor da Anvisa, Alex Campos, o Gerente-Geral responsável pela área de importações da Anvisa (GGPAF), Nélio Aquino, o secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, a Procuradora-Chefe do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento da Bahia, Bárbara Camardelli, além de técnicos da Anvisa e dos estados envolvidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária






Você pode gostar