Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

Bolsonaro erra conta, soma -4 mais 5 e diz que PIB vai crescer 9%

Se o país crescer de fato 5% em 2021 o resultado será um avanço de 0,7% em dois anos. Felipe Salto, diretor executivo da IFI (Instituição Fiscal Independente), órgão ligado ao Senado, tuitou a fórmula usada para este tipo de cálculo: [1 + (-4,1%)] x (1 + 5%) -1 = 0,7%

FOLHAPRESS

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) errou uma conta de matemática nesta quarta-feira (21) ao afirmar que a economia do Brasil, diante das projeções atuais, deve registrar um crescimento de 9% ao final de 2021, na comparação com os últimos dois anos.

“Nós vencemos o ano passado, estamos vencendo este. Alguns projetam já um crescimento de 5% positivo este ano. Se é 5% positivo, o ano passado foi 4% negativo, crescemos 9%. Isso é um milagre, é uma coisa inacreditável”, afirmou, em entrevista à rádio Jovem Pan Itapetininga.

A conta, porém, está incorreta. Se o país crescer de fato 5% em 2021 o resultado será um avanço de 0,7% em dois anos. Felipe Salto, diretor executivo da IFI (Instituição Fiscal Independente), órgão ligado ao Senado, tuitou a fórmula usada para este tipo de cálculo: [1 + (-4,1%)] x (1 + 5%) -1 = 0,7%

Na semana passada, o governo alterou a projeção de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) deste ano de 3,5% para 5,3%, acompanhando o maior otimismo do mercado sobre a atividade no país e no mundo após a retração gerada pela pandemia.

Em 2020, a economia brasileira registrou contração recorde de 4,1%, resultado do impacto econômico gerado pela crise da Covid.

A projeção para 2021 está em praticamente em linha com a calculada pelo mercado. A pesquisa Focus, que reúne previsões de analistas compiladas pelo Banco Central, mostrou na segunda-feira (19) que a estimativa de crescimento para este ano chegou a 5,27%, de 5,26% anteriormente. Para o ano que vem, houve ligeiro aumento de 0,01 ponto percentual, para 2,10%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar