Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

“Vou ter meu irmãozinho”: Filha empresta barriga para mãe

Publicado

em

Não há limites quando falamos de amor entre mães e filhos. Jessica Siebra, 21, não hesitou em ser barriga solidária da mãe, Andreia Carrasco, 43, quando soube que ela não poderia gestar outro filho. As duas vivem em Mauá, região metropolitana de São Paulo.

O grande sonho de Andreia sempre foi ter uma família grande. “Tive a Jessica e sempre quis ter mais um filho (e a Jessica sempre me pediu um irmãozinho). Quando tentei engravidar novamente, aos 32, depois de fazer vários exames, descobri a falência ovariana precoce, ou seja, menopausa precoce. Meu mundo desabou naquele momento”, recorda a mãe, em entrevista à revista Crescer.

Anos depois, “o médico me falou que a única possibilidade de eu ter outro filho seria por barriga solidária. Minha filha, na hora em que ouviu isso, falou: ‘Mãe, vou ser sua barriga solidária. Você vai ter seu bebê e eu vou ter meu irmãozinho’. Chorei de emoção”, lembra Andreia.

Jessica está grávida de 11 semanas de um menino. O bebê deve nascer em agosto.

 


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade