fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Vigilante é morto após conhecer homem por aplicativo

Suspeito teria se passado pela vítima e pedido foto do cartão de crédito

Avatar

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal
PUBLICIDADE

O vigilante Josenildo da Silva, de 50 anos, foi encontrado morto após ter sido dado como desaparecido pela família. O suspeito do crime ainda não foi identificado.

O amigo da vítima, um consultor de vendas, de 29 anos, que preferiu não se identificar, disse que na segunda-feira Josenildo teria chegado do trabalho e avisado que iria de moto até a casa do irmão. Desde então, ele não foi mais visto.

O amigo, que residia na mesma casa da vítima, no Rio de Janeiro, relatou que o suspeito havia se passado por Josenildo da Silva. O homem teria pedido uma foto do cartão de crédito, pelo WhatsApp. Após o consultor pedir que o suspeito enviasse um áudio, o homem se negou e continuou pedindo as fotos. O vigilante teria conhecido o homem recentemente, por um aplicativo de paquera. Após o crime, o suspeito teria se passado pela vítima e enviou mensagens onde afirmava que estava em São Paulo e bem.

Através das redes sociais, a família procurou por informações da vítima. Após visualizar a publicação no facebook, uma pessoa informou à família que um corpo havia sido achado na Praia do Guaiúba-SP.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foto: Reprodução

De acordo com o consultor de vendas, o irmão e a sobrinha da vítima foram até o local e identificaram o corpo, por volta das 14h. Ainda de acordo com o amigo da vítima, Josenildo era homossexual e tinha histórico de encontros casuais frequentes, com pessoas que ele conhecia por aplicativo de paquera.

A Polícia Militar foi acionada ao local do crime. A moto da vítima foi localizada próximo ao local onde o corpo foi achado. A polícia Civil investiga o caso.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade