fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Três pessoas são presas suspeitas de aplicar golpe em idoso por aplicativo de mensagem

Investigados teriam se passado pelo filho da vítima para solicitar uma transferências bancárias no valor de quase R$ 16 mil

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Três pessoas foram presas suspeitas de aplicar um golpe contra um idoso através de um aplicativo de mensagens. De acordo com a polícia, os suspeitos teriam se passado pelo filho da vítima para solicitar uma transferências bancárias no valor de quase R$ 16 mil.

Para enganar a vítima, os suspeitos utilizaram uma foto do filho do idoso. Se passando pelo familiar da vítima, os farsantes alegaram que sua conta bancária estava bloqueada. Em seguida, solicitaram a quantia para pagar algumas contas, afirmando que devolveria o dinheiro depois. O caso ocorreu em Goiânia-GO.

Em uma das mensagens, o golpista alegou que foi pessoalmente a uma agência em um shopping, mas a rede havia caído. Com isso, ele pediu o auxílio do idoso para resolver o suposto problema.

“Pai, pode encaminhar outra para o valor maior!? O outro eu consegui resolver já! Ficou somente o de R$ 6.420”, diz a mensagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após a vítima realizar as três transferências, os suspeitos continuaram pedindo quantias maiores. A partir daí, o idoso ligou para o antigo número do filho e constatou que havia caído em um golpe.

A polícia investigou o caso e conseguiu identificar, localizar e prender em flagrante três suspeitos. Dois deles são donos das contas usadas para receber o dinheiro transferido pela vítima e o terceiro seria o responsável por agenciar as pessoas para cederem a conta bancária.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Após investigação, a polícia conseguiu identificar, localizar e prender em flagrante três suspeitos. Dois deles são donos das contas usadas para receber o dinheiro transferido pela vítima e o terceiro seria o responsável por agenciar as pessoas para cederem a conta bancária.

Os investigados vão responder por estelionato majorado, por ter sido contra uma pessoa idosa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade