fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Réu por suspeita de elo com PCC, prefeito é reeleito na Grande São Paulo

O prefeito nega todas as acusações e tem afirmado que não foi condenado em nenhuma ação

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Felipe Bächtold
São Paulo, SP

O prefeito de Embu das Artes (SP), Ney Santos (Republicanos), conseguiu a reeleição neste domingo (15) com 48,4% dos votos válidos.

Conforme a Folha de S.Paulo mostrou em outubro, ele é réu na Justiça paulista suspeito de lavar dinheiro do PCC e de organização criminosa. Também é acusado de disparo de arma de fogo, posse ilegal de arma e foi denunciado na Operação Prato Feito, do Ministério Público Federal.

Santos, 40, superou na disputa a hoje vereadora Rosângela Santos, do PT, que fez 21,3% dos votos válidos, e o ex-prefeito Geraldo Cruz (PDT), que teve 14,7%. O município tem 275 mil habitantes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A campanha do candidato à reeleição foi turbinada pelo apoio do partido: o Republicanos repassou R$ 1,2 milhão a seu filiado, mais do que a soma das outras candidaturas a prefeito.

O prefeito nega todas as acusações e tem afirmado que não foi condenado em nenhuma ação.

Em outras cidades da região metropolitana de São Paulo, dois aliados dele acabaram derrotados. Piter Santos, também réu na mesma ação relacionada ao PCC, concorria a prefeito em Vargem Grande Paulista pelo Republicanos e acabou em segundo lugar.

Ex-secretário municipal em Embu das Artes, Jones Donizette (Avante) ficou na terceira posição no pleito em Itapecerica da Serra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Folhapress




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade