fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Preso por assalto em Criciúma participou de tentativa de fuga de Marcola, chefe do PCC

O chefe do DEIC de Porto Alegre, delegado João Paulo Abreu, disse que está “intensamente relacionado a essa organização criminosa”

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nove pessoas já foram presas, até esta quinta-feira (3), após participarem de um assalto a uma agência bancária em Criciúma (SC). Um deles, de acordo com a Polícia Civil do estado, faz parte do Primeiro Comando da Capital (PCC), uma das maiores facções criminosas de São Paulo.

O nome não foi divulgado pela polícia mas, de acordo com o G1, o homem seria Márcio Geraldo Alves Ferreira, o Buda. Ele participou da tentativa de fuga de um dos chefes da facção, conhecido como Marcola, que está preso na Papuda, em Brasília (DF).

Os nove presos fazem parte do grupo de aproximadamente 30 pessoas que, encapuzados, fizeram reféns e assaltaram o banco. Os bandidos fugiram e deixaram parte do dinheiro espalhado pelas ruas. Após o crime, a polícia apreendeu 10 carros utilizados no assalto em um milharal em Nova Veneza.

O chefe do DEIC de Porto Alegre, delegado João Paulo Abreu, disse que está “intensamente relacionado a essa organização criminosa”. “Uma pessoa localizada dentro do imóvel, essa pessoa em tese, já comparando com a imagem que me foi trazida ontem (quarta-feira), seria um faccionado da organização criminosa que atua lá em São Paulo. Inclusive já participou de uma tentativa de resgate do líder dessa organização criminosa que atua em São Paulo”, destacou o delegado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade