fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Polícia Civil encaminha relatório à Polícia Federal sobre ataques a índios 

Em protesto aos ataques, os índios Guajajaras fizeram um bloqueio na rodovia, jogando pedras nas janelas de ônibus

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Polícia Civil do Maranhão começou a repassar para a Polícia Federal o material levantado no local do atentado a índios da etnia Guajajara, em Jenipapo dos Vieiras-MA. No ataque, dois caciques morreram e outros dois ficaram feridos. 

De acordo com a polícia, uma equipe da PF já está no local trabalhando no caso. Em nota, a polícia confirmou que uma equipe foi enviado ao local ainda no sábado (8), e que um inquérito policial foi instaurado para apurar os crimes e suas circunstâncias. 

O indígena Nelsi Guajajara contou que foi surpreendido por um veículo de cor branca que disparou diversas vezes contra a motocicleta onde ele e Firmino Guajajara estavam. Antes de a Polícia Federal chegar ao local, as polícias Civil e Militar fizeram buscas pela área e regiões próximas, mas até o momento ninguém foi preso. 

A ação terminou com a morte dos caciques Firmino Silvino Guajajara e Raimundo Bernice Guajajara. Além da PF, a Força Nacional pode ser encaminhada para a região. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a Funai, os índios foram atacados logo depois de saírem da aldeia Coquinho, onde lideranças de várias aldeias participavam de uma reunião com representantes da EletroNorte, para tratar da compensação aos índios pela passagem do linhão de energia elétrica dentro das terras deles. 

A líder indígena Sônia Guajajara se manifestou sobre o atentado e se solidarizou com os familiares das vítimas. “É com profundo pesar e indignação que externo meus mais sinceros e profundos sentimentos aos familiares de Firmino Silvino Prexede Guajajara e Raimundo Guajajara que, neste momento, sentem a dor e a tristeza de perderem pessoas queridas por tamanha brutalidade que hoje fez novas vítimas dentre o Povo Guajajara”

Em protesto, os índios Guajajaras fizeram um bloqueio na BR-226 em Jenipapo dos Vieiras. De acordo com passageiros de um ônibus que trafegava pela região, os índios teriam jogado pedras nas janelas dos ônibus.

Com medo de novos ataques, muitos motoristas estão parando no BR-226 e traçando novas rotas para conseguir chegar aos seus destinos. De acordo com a Polícia Militar, a situação no local ficou tensa e policiais foram para região para tentar conter a manifestação. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até a tarde de domingo (8), a rodovia seguia bloqueada e sem previsão da situação ser resolvida. 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade