fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

PMs são afastados das ruas após motociclista ser morto em abordagem no ABC

O Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Diadema investiga o caso, que é também acompanhado pela Corregedoria da PM, que instaurou um inquérito policial militar

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Alfredo Henrique
São Paulo, SP

A Polícia Militar afastou das ruas dois PMs que participaram da abordagem a um motociclista de 23 anos, que acabou morto com um tiro, por volta das 23h20 de terça-feira (10), em Diadema (ABC). Bruno Gomes de Lima Simon Fuentes foi atingido na região do pescoço e não resistiu. Os afastamentos foram confirmados ao Agora nesta quinta-feira (12) pela corporação.

Policiais militares afirmaram em depoimento à Polícia Civil que o garupa de uma moto, pilotada por Fuentes, teria tapado com uma das mãos a placa do veículo, logo após avistar a viatura da PM.

Por causa disso, teve início uma perseguição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma câmera de monitoramento registrou o momento em que a moto Honda CG 160 passa em alta velocidade pela rua Pedro José de Rezende, seguida por uma viatura do 24º Batalhão da PM. Alguns metros adiante, Fuentes teria perdido o controle da motocicleta, provocando a queda dele e do garupa, um porteiro de 22 anos.

O garupa se rendeu de imediato, segundo boletim de ocorrência, enquanto Fuentes teria tentado subir novamente na moto para fugir. Um PM de 25 anos desembarcou da viatura, com arma em punho, ordenando para Fuentes se render.

“O suspeito virou-se, avançou na sua direção [do policial] e tentou desarmá-lo. Naquele momento entrou em luta corporal com o agressor, com troca de agressões mútuas, havendo um disparo na sua direção do agressor, que o atingiu na região do pescoço”, diz trecho do documento policial. O PM afirma que foi ferido no braço e joelho por causa das agressões.

A arma usada pelo policial foi entregue a um comandante do 24º Batalhão da PM, gerando críticas por parte da Polícia Civil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), a arma apreendida pela PM foi encaminhada para perícia ao IC (Instituto de Criminalística). “O laudo pericial também ficará disponível à Polícia Civil”, afirma trecho de nota.

O Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Diadema investiga o caso, que é também acompanhado pela Corregedoria da PM, que instaurou um inquérito policial militar.

Mortes em confrontos com a PM caem 33% O número de pessoas mortas por policiais militares de São Paulo em confrontos armados caiu 33% no mês de agosto, em comparação ao mesmo período de 2019, na terceira queda consecutiva da letalidade policial no estado, segundo dados da SSP.

Em números absolutos, foram 49 casos em agosto de 2020, contra os 73 do mesmo período do ano passado. Em julho a redução havia sido de 31% (51 contra 74) e, em junho, ela foi de 12,5% (56 contra 64).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Folhapress




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade