Na Hora H!

Para reduzir casos de covid, Goiás proíbe venda de bebida alcoólica

Bares, restaurantes, distribuidoras e estabelecimentos similares ficam proibidos de vender bebida alcoólica entre 22h e 6h

Desde terça-feira (26), bares, distribuidores de bebidas e restaurantes do Estado de Goiás estão proibidos de vender bebidas alcoólicas entre 22h e 6h.  A medida consta em decreto publicado pelo governo local e visa reduzir os novos casos de coronavírus.

A Polícia Militar e a Vigilância Sanitária fiscalizarão os estabelecimentos. Para quem descumprir a ordem, a pena é de interdição do estabelecimento e cancelamento do alvará sanitário. A Vigilância é quem determinará o valor da multa.

Segundo o governo, 141 prefeitos votaram na enquete que propôs a medida. 95,7% deles foram favoráveis. O governador Ronaldo Caiado disse que os bares, restaurantes, boates e afins provocam o maior percentual de disseminação da covid-19.

A transmissibilidade [da Covid-19] tem sido alta. A letalidade tem mantido o percentual de 2% e também temos a preocupação com finais de semana e eventos. Não podemos ter uma oscilação para mais nesse quadro que estamos vivendo agora”, destacou o governador.

Um estudo da Universidade Federal de Goiás (UFG) mostra que a segunda onda da Covid-19 chegou ao estado. Das 10 cidades goianas que apresentam grau mais elevado de transmissibilidade, cinco são do Entorno. Veja:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Trindade: 1.83
  • Valparaíso de Goiás: 1.76
  • Rio Verde: 1.75
  • Novo Gama: 1.75
  • Luziânia: 1.74
  • Senador Canedo: 1.61
  • Aparecida de Goiânia: 1.52
  • Águas Lindas de Goiás: 1.54
  • Formosa: 1.27
  • Goiânia: 1.01






Você pode gostar