fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Mães desempregadas viram catadoras de piolho 

Keila e Rosângela decidiram abrir o próprio negócio e cobram R$ 50 por pessoa 

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

 Duas mães decidiram abrir o próprio negócio após não conseguirem emprego em Palmas. Amigas há mais de dois anos, Keila Maria Borges, de 33 anos, e Rosângela Guerreiro, de 50 anos, agora trabalham juntas catando piolhos em crianças. O serviço é feito na casa de uma delas. 

 A ideia partiu de Keila. Mãe de três filhos, a mulher já foi dona de uma distribuidora de bebidas. Já Ronsângela, que trabalhava em uma construção, ficou sem emprego após a obra ser finalizada. 

 As mulheres se viram na obrigação de encontrar um novo emprego. Elas começaram a produzir folhetos com o anúncio: ‘Deixamos a cabeça do seu filho limpa’. As mensagens foram distribuídas nas portas de escolas infantis de Palmas-TO. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Para contratar o serviço os pais devem entrar em contato, marcar um horário e levar o filho até a casa. São cobrados R$ 50 por pessoa e elas garantem que o serviço é bem feito. As duas pretendem ampliar o negócio. 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade