Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Latino comete intolerância religiosa e caso repercute

“Dizem que foi macumba, né. Os caras falaram que foi macumba. Fizeram um trabalho pra mim que o macaco foi no meu lugar. Quem conhece o mundo espiritual pode dizer melhor”, falou Latino

Foto: Reprodução/Instagram

Durante uma entrevista cedida ao “Flow Podcast”, o cantor Latino cometeu o crime de intolerância religiosa ao falar da morte de seu macaco Twelves. Segundo o artista, o animal faleceu após ser atropelado e ele atribui a culpa a um trabalho de macumba.

Latino se referiu ao episódio como ‘merda de macumbaria’.

“Dizem que foi macumba, né. Os caras falaram que foi macumba. Fizeram um trabalho pra mim que o macaco foi no meu lugar. Quem conhece o mundo espiritual pode dizer melhor”, falou Latino.

O artista ainda completou: “O macaco nunca saía de casa, tomava café comigo. Ele tinha uma vida como se fosse filho”, continuou, e afirmou que sofreu muito com a sua partida e cancelou shows de duas semanas. “Pode ser qualquer bicho que tenha um apego muito grande a você. Nessa parada de centro espírita, nesse bagulho aí de macumba, os caras fazem trabalhos pesados pra infernizar a vida do outro.”

A declaração do latino repercutiu nas redes sociais e gerou revolta entre os internautas.






Você pode gostar