fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem reencontra família após 27 anos; ele espalhou panfletos à procura da mãe

Quando era criança, Antonio Carlos viu o padastro bater na mãe, fugiu de casa, entrou em um ônibus interestadual, dormiu e só acordou na nova cidade, onde mora até hoje

Avatar

Publicado

em

Foto: arquivo pessoal
PUBLICIDADE

Um homem reencontrou a família após 27 anos de separação. Antônio Carlos da Silva fugiu de casa aos cinco anos após ver o padrasto bater na mãe, em 1993. Antônio cresceu longe dos familiares, e hoje tem 32 anos.

O caso ocorreu em Juazeiro do Norte-CE. Após presenciar a agressão, Antônio Carlos se escondeu em um ônibus, dormiu no veículo e, quando acordou, estava em Fortaleza-CE. Ele está na capital cearense desde então.

O tempo passou, e um amigo o incentivou a distribuir panfletos pela cidade em busca dos parentes. Ele colocou no informativo uma foto atual, uma imagem de quando era criança e algumas poucas informações que possuía sobre a família.

 

Até que, na última terça-feira (24), um irmão biológico de Antônio Carlos entrou em contato. Clécio, que é enfermeiro, reconheceu semelhanças e descobriu que Antônio era o irmão desaparecido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desde terça (24), Clécio e Antonio Carlos vêm mantendo contato. Eles planejam se conhecer no próximo fim de semana, na casa da avó, Francisca da Silva.

Hoje, Antônio Carlos é motorista, é casado e tem uma filha. Além de Clécio, ele tem outros dois irmãos. A mãe dos dois morreu em 2017, vítima de um câncer de mama. As informações são do portal G1.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade