Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Homem é preso suspeito de se negar a ser atendido por garçonete negra em Goianésia

Um homem foi preso suspeito de se negar a ser atendido pela garçonete Daiane Pereira dos Santos, que é negra e trabalha em um comércio

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Um homem foi preso suspeito de se negar a ser atendido pela garçonete Daiane Pereira dos Santos, que é negra e trabalha em um comércio de Goianésia. Ele aformou que não queria ser atendido por uma “preta feia” e nem por “preto nenhum”.

A Polícia Militar foi chamada e ele foi preso por injúria racial e racismo. A identidade do homem não foi divulgada.

“No momento em que eu fui levar a cerveja, ele olhou para mim e disse: ‘eu não quero ser atendido por você, sua preta feia. Eu quero meu dinheiro de volta’. Depois ele falou para a gerente: ‘não quero ser atendido por ela nem por preto nenhum’. Só quem passa mesmo para saber a dor”, desabafou a garçonete.

A garçonete contou que o homem entrou no comércio, consumiu bebidas alcoólicas e depois pediu mais cerveja. Quando a Daiane Pereira levou a bebida, ele se recusou a receber a cerveja por causa da cor da pele dela.

Para Daiane, ele ainda teria dito que queria ser atendido por uma “branquinha bonitinha”.

Após a suspeita de cometer injúria contra a garçonete, o homem ainda teria xingado um casal homoafetivo que estava no local.

De acordo com a ocorrência, ele perguntou a uma mulher se ela tinha namorado. A mulher respondeu que tinha uma namorada, outra mulher que a acompanhava. A partir daí, ele teria xingado as mulheres.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar