Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Homem é preso por maltratar e manter a mãe de 70 anos em cárcere privado no litoral de SP

Segundo a Polícia Civil, a idosa estava em condições precárias e era obrigada a fazer as necessidades em um balde deixado ao lado da cama

Foto: Polícia Civil

Em Itanhaém, litoral de São Paulo, um homem de 51 anos foi preso por maltratar e manter a mãe, de 70, em cárcere privado. Segundo a Polícia Civil, a idosa estava em condições precárias e era obrigada a fazer as necessidades em um balde deixado ao lado da cama. A vítima agora está sob os cuidados da Assistência Social do município, que fará a transferência dela para um lugar adequado.

Conforme o chefe de investigação do 3° Distrito Policial (DP) de Itanhaém, William Ceccon, a polícia foi à casa onde a mulher morava com o filho, no bairro Jardim Loty, após uma série de denúncias.

Os policiais encontraram o imóvel trancado com um cadeado para o lado de fora e, segundo Ceccon, pouco antes da equipe arrombar a entrada, o filho da idosa se aproximou e informou ser o dono da casa. Ele abriu a porta aos policiais, que viram a idosa em situação de maus-tratos.

Os policiais se depararam a idosa deitada na cama, com forte odor de fezes, sem comida, cheio de bichos [em volta] e abandonada, segundo o chefe de investigação. A PC contou que a idosa estava desnutrida, desidratada e não tinha as mínimas condições de higiene.

Apesar das condições insalubres, William pontuou que a idosa estava lúcida. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado pela polícia e verificou as condições de saúde dela, que não precisou ser internada.

Na casa, além de sujeira e forte odor de fezes, a polícia também notou a presença de uma série de alimentos estragados e itens sujos acumulados. Diante do cenário, o filho da idosa recebeu voz de prisão em flagrante, sendo encaminhado ao 3° DP de Itanhaém.

Na unidade, o delegado Bruno Mateo indiciou o homem por maus-tratos e cárcere privado. Ele foi encaminhado à cadeia de Peruíbe, cidade vizinha também no litoral de São Paulo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Assistência Social de Itanhaém acompanha o caso e, segundo a polícia, será encarregada por transferir a idosa para outro local, a retirando das condições em que vivia.








Você pode gostar