fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem é preso após matar rapaz por dívida de R$ 350

Segundo a polícia, o motociclista foi capturado após a investigação que durou cerca de dois meses

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Um motociclista investigado pela polícia pela morte do frentista Alexandre Braga, de 37 anos, foi preso pela Polícia Civil nesta quarta-feira (29). 

O crime ocorreu no final de fevereiro em um posto no bairro de Atuba, em Curitiba. O suspeito confessou o crime a polícia e disse que a motivação foi uma dívida de  R$ 350. 

Segundo a polícia, o motociclista foi capturado após a investigação que durou cerca de dois meses. A prisão aconteceu no bairro Guarituba, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.

A delegada do caso, Tathiana Guzella, explicou a motivação do crime. “Acompanhado de seu procurador, o motociclista confessou o crime e a motivação. A dívida seria relacionada a um ou dois dias de serviço que ele teria prestado”, explicou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segunda ela, o homem foi ao posto para abastecer a moto e, após o atendimento, a vítima pediu ao dono do posto que o abastecimento fosse retirado de seu pagamento, o que não foi autorizado. A vítima então retirou o combustível da moto, o que deixou o atirador furioso. “Ele foi até em casa, se armou e retornou ao posto. Lá, efetuou diversos disparos contra Alexandre”, disse Guzella.

No interrogatório o suspeito explicou a situação. “Ele sabia que a negativa desta ‘pendura’ do combustível teria sido feita pelo proprietário do posto. A vítima já nem esperava mais e achou que a questão já havia se resolvido naquele momento. Quem toma uma atitude dessas, de retornar após uma confusão, só posso imaginar que seja, no mínimo, uma pessoa fria”, concluiu a advogada. 

A polícia conseguiu identificar o autor do crime uma semana depois do ato, no entanto o homem só foi encontrado pela polícia nesta quarta-feira (29), depois de diversas tentativas de localizá-lo nos endereços dos registros da própria DHPP.

Autuado por homicídio qualificado, o homem preso pode pegar uma pena que varia de 12 à 30 anos de prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade