Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

“Foi um crime bábaro”, afirma delegado do caso Débora em município de Cuiabá

Cuiabá

Na tarde desta terça-feira (9), Marco Rogério Lima, suspeito de matar a ex-esposa cometeu suicídio na frente dos policiais para não ser preso. O caso ocorreu no distrito de Caravégio em Sorriso, 400 km de Cuiabá Marco estava foragido desde segunda de manhã (8), quando invadiu a casa de Débora. A vítima levou um tiro de espingarda calibre 20.

De acordo com a polícia, no momento em que a equipe chegou para efetuar a prisão, o assassino de Débora, teria disparado contra a própria cabeça. Foram localizadas ainda na segunda, munições de vários calibres diferentes. Entre eles, haviam, 20, 22 e 38, que de acordo com a perícia estavam intactos.

Em entrevista, o delegado classificou o crime como “bárbaro”. “A vítima foi brutalmente alvejada no rosto. O filho da mulher, de apenas 15 anos, presenciou o crime. Ele chegou de forma sorrateira, entrou pelos fundos da residência e se deparou com o filho que estava de frente para ele”, contou.

“Ele fez tudo de forma covarde. O filho fez um movimento para tentar defender a mãe, quando não deu tempo e este indivíduo disparou e fugiu do local. No desespero, o menino foi correr atrás de socorro para mãe, achando que ainda poderia ter chances de salvá-la”, relatou, ressaltando que o pedido de prisão de Marcos já havia sido solicitado e concedido pela Justiça.

Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *