Na Hora H!

Estátua de Cora Coralina é lacrada para impedir aglomeração

Estátua de bronze foi inaugurada em dezembro de 2020, após ter sido colocada para substituir uma versão antiga

Foto: Divulgação/Secretaria de Turismo da Cidade de Goiás

A estátua de Cora Coralina, recém inaugurada na cidade histórica de Goiás-GO, foi embalada para que os turistas não se aglomerassem ao redor da estrutura. Segundo a prefeitura, alguns turistas chegavam a beijar a escultura para tirar fotos, favorecendo a contaminação por coronavírus.

O executivo local lacrou a estátua no final da tarde da terça-feira (2).

“A ação foi da prefeitura com o objetivo de evitar a disseminação da Covid-19. Todo mundo que chegava perto da estátua tirava a máscara para tirar fotos, abraçava o monumento. Por isso, foi embalada por tempo indeterminado”, disse a secretária de cultura do município Raíssa Coutinho.

A estátua de bronze foi inaugurada em dezembro de 2020, após ter sido colocada para substituir uma versão antiga. O investimento ocorreu em comemoração aos 19 anos do título de Patrimônio Histórico da Humanidade, concedido pela Unesco ao município.

A estátua tem 1,5 metros de altura e levou cerca de dois meses para ficar pronta. O monumento tem o tamanho real de Cora Coralina e foi esculpido pelo artista plástico goiano Cleider José de Souza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ponto turístico onde a estátua está localizada é um dos principais da cidade, pois está ao lado da ponte que dá acesso à casa onde Cora Coralina viveu. O imóvel se transformou em um museu sobre a história da poetisa e fica às margens do Rio Vermelho, que corta a cidade de Goiás.

Medidas para conter o coronavírus

A decisão de lacrar a estátua é uma das medidas tomadas pelo executivo local para impedir o avanço do coronavírus. Para a secretária de cultura do município, a decisão não foi fácil, já que a escultura é um dos principais pontos turísticos da cidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por conta do aumento no número de casos da Covid-19 e da alta ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a cidade de Goiás determinou toque de recolher por 15 dias desde a última segunda-feira (1º).

Além disso, o município decretou toque de recolher entre 19h e 6h durante a semana. Até mesmo os serviços essenciais foram embarcados pela medida. Aos sábados, as atividades serão interrompidas mais cedo, das 13h até as 6h da próxima segunda-feira, ou seja, nenhuma pessoa poderá sair às ruas no domingo.

Foto: Divulgação/Prefeitura da cidade de Goiás

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar