fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Enfermeira tem a custódia do filho retirada devido trabalhar na pandemia

A mulher tinha a custódia provisória da criança e esperava a confirmação do magistrado para ter a situação oficializada

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A enfermeira Cemile Deniz, 31 anos, teve a custódia de seu filho retirada por um tribunal em Ordu, na Turquia. O motivo foi a mulher estar na linha de frente da Covid-19, pois trabalha na unidade de Serviços de Saúde Domiciliar de um hospital estadual. As informações são do site The Mirror.

A mulher tinha a custódia provisória da criança e esperava a confirmação do magistrado para ter a situação oficializada. Celine não imaginava que a própria profissão pudesse ser usada como argumento para afastá-la do filho.

Entretanto, o ex-marido da infermeira, Mehmet Atakan Deniz, alegou ao tribunal que o menino sofria risco de contaminação devido o trabalho de Cemile Denis. Por isso, o juiz que cuidou do caso aceitou a apelação e passou a custódia temporária da criança ao pai. Além disso, a mãe vai poder o jovem durante fins de semana alternados até que uma nova audiência aconteça.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade