fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Apanhou e ainda vai ser preso: Justiça decide condenar homem que tentou assaltar lutadora

À época, lutadora de UFC Polyana Viana imobilizou o assaltante, deu socos e chutes nele e aplicou um mata-leão

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected]

A 1ª Vara Criminal de Jacarépaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, decidiu condenar o homem que apanhou de lutadora ao tentar assaltá-la em janeiro deste ano. Na ocasião, Max Gadêlha Barbosa quis roubar a lutadora de UFC, Polyana Viana, com uma arma feita de papelão em frente ao condomínio dela.

Na sentença, o juiz entende que Max só não a roubou porque Polyana levou a melhor ao reagir. “Obviamente, o crime não se consumou por circunstância alheia à vontade do réu, diante da rápida e eficiente reação da vítima. Logo, o caso é de roubo simples tentado. Isso posto, julgo procedente a pretensão punitiva estatal para condenar o réu Max Gadêlha Barbosa”, escreveu.

Polyana, conhecida pelo apelido “Dama de Ferro”, deu socos e chutes em Max. Em seguida, aplicou um mata-leão. A Polícia chegou e levou o homem à delegacia, onde constatou-se que ele já tinha duas condenações.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade